TDAH NO ENSINO DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA: análise dos trabalhos publicados no ENEBIO (2011 a 2021)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26694/rles.v28i56.4965

Palavras-chave:

TDAH, Inclusão, Ensino de Ciências e Biologia

Resumo

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) caracteriza-se como uma condição neurobiológica de causas genéticas que ocasiona sintomas como desatenção, hiperatividade e impulsividade. Compreendendo que esses sintomas afetam principalmente as crianças em idade escolar, este estudo tem como objetivo analisar a produção de trabalhos nos anais do Encontro Nacional de Ensino de Biologia (ENEBIO) relacionada a produções acadêmicas sobre a inclusão de alunos com TDAH no ensino de Ciências e Biologia. Trata-se de uma pesquisa de caráter qualitativo, do tipo levantamento bibliográfico, com um recorte temporal de 10 anos, sendo correspondente ao período de 2011 a 2021. A busca dos trabalhos se deu a partir dos seguintes descritores: TDA/H, transtorno, déficit de atenção, hiperatividade, educação especial, educação inclusiva. Os resultados apontam que há uma baixa quantidade de artigos publicados no ENEBIO sobre inclusão de alunos com o transtorno, evidenciando a necessidade de novos estudos. O baixo número de resultados dificulta as discussões sobre a temática, bem como a elaboração de estratégias didático-pedagógicas que possibilitem a inclusão de estudantes com TDAH no ensino de Ciências e Biologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz dos Reis Almeida, Universidade Estadual de Santa cruz

Graduada em licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Mestranda pelo Programa de Pós-graduação em Educação de Ciências e Matemática (PPGECM/UESC). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ensino de Ciências e Educação Inclusiva (GEPECEI/UESC). Ilhéus, Bahia, Brasil. E-mail: biareis395@gmail.com.

Viviane Borges Dias, Universidade Estadual de Santa Cruz

Mestre e Doutora em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Professora adjunta do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Docente permanente do Programa de Mestrado Acadêmico em Educação em Ciências e Matemática (PPGECM/UESC). Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ensino de Ciências e Educação Inclusiva (GEPECEI / UESC). Membro do Grupo de Pesquisa Inclusão e Sociedade (UNEB) e do Grupo de Pesquisa em Currículo e Formação de Professores em Ensino de Ciências (GPeCFEC / UESC). Ilhéus, Bahia, Brasil.  E-mail: vbdias@uesc.br.

Referências

APA. Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais: DSM-5. American Psychiatric Association. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2014. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/284455957_Manual_Diagnostico_e_Estatistico_de_Transtornos_Mentais_-_DSM-5_estatisticas_e_ciencias_humanas_inflexoes_sobre_normalizacoes_e_normatizacoes . Acesso em: 05 dez. 2022.

BARKLEY, Russell A. Questões no diagnóstico do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade em crianças. Cérebro e desenvolvimento , v. 25, n. 2, pág. 77-83, 2003.

BAZON, Fernanda Vilhena Mafra; SILVA, Gabriela Freitas Souza da. Formação de professores na perspectiva da educação inclusiva: análise de currículos de licenciaturas em Ciências Biológicas, Química e Física. Revista Pedagógica, Chapecó, SC, v. 22, p. 1-24, 2020.

BORGES, Ellen Samille Cruz; DIAS, Viviane Borges; CORREA, André Luis. Educação inclusiva e ensino de ciências: análise dos trabalhos publicados no ENPEC entre 2007 e 2017. Com a Palavra, o Professor, Vitória da Conquista, BA, v. 5, n. 12, p. 210-235, 2020.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: Ministério da Educação, 2008. Disponível em: http://www. http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf . Acesso em: 02 jun. 2022.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília: MEC/CONSED/UNDIME, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf . Acesso em: 25 out. 2022.

BRASIL. Lei n.º 14.254, de 30 de novembro de 2021. Dispõe sobre o acompanhamento integral para educandos com dislexia ou Transtorno do Deficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) ou outro transtorno de aprendizagem: Brasília: Palácio do Planalto, 2021. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2021/Lei/L14254.htm . Acesso em: 14 de maio 2022.

CALIMAN, Luciana Vieira. O TDAH: entre as funções, disfunções e otimização da atenção. Psicologia em estudo, [s.l.], v. 13, p. 559-566, 2008.

CALIMAN, Luciana Vieira; RODRIGUES, Pedro Henrique Pirovani. A experiência do uso de metilfenidato em adultos diagnosticados com TDAH. Psicologia em Estudo, Maringá, PR, v. 19, p. 125-134, 2014.

CASTRO, Carolina Xavier Lima; LIMA, Ricardo Franco de. Consequências do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) na idade adulta. Revista Psicopedagogia, [s.l.], v. 35, n. 106, p. 61-72, 2018.

CASTRO, Sabrina Fernandes. Ingresso e permanência de alunos com deficiência em universidades públicas brasileiras. 2011. 278 f. Tese (Doutorado em Educação Especial) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2011. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2878?show=full . Acesso em: 10 nov. 2022.

COSTA, Valdelúcia Alves. Educação escolar inclusiva: demanda por uma sociedade democrática. Revista Educação Especial, Santa Maria, RS, p. 19-32, 2003.

COUTO, Taciana de Souza; MELO-JÚNIOR, Mário Ribeiro de; GOMES, Cláudia Roberta. Aspectos neurobiológicos do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH): uma revisão. Ciências & Cognição, Rio de Janeiro, RJ, v. 15, n. 1, p. 241-251, 2010.

CUPERTINO, Renata Basso. A liberação de neurotransmissores e o Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade: evidências de associação do complexo SNARE com fenótipos externalizantes. 2015. 70 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Biologia Molecular) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015.

DONIZETTI, Iara Silva. TDAH e a importância de um diagnóstico correto. Caderno Intersaberes, Curitiba, PR, v. 12, n. 32, p. 18-31, 2022.

FREITAS, Francizete da Silva; FREITAS, Liliane Miranda. Educação inclusiva no ensino de Biologia: análise da produção acadêmica como foco em recursos didático- Metodológicos. In: Encontro Nacional de Biologia, VII e Encontro Regional de Ensino de Biologia, I, 2018, Belém-PA. Anais [...] Belém: UFPA, 2018. Disponível em: https://sbenbio.org.br/anais/anais-vii-encontro-nacional-de-ensino-de-biologia-enebio/ . Acesso em: 15 jul. 2022.

GRAEFF, Rodrigo Linck; VAZ, Cícero E. Avaliação e diagnóstico do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Psicologia USP, São Paulo, SP, v. 19, p. 341-361, 2008.

LUDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. Em Aberto, São Paulo, SP, v. 5, n. 31, 1986.

MANTOAN, Maria Tereza Eglér. Inclusão Escolar: O que é? Por quê? Como fazer. São Paulo: Moderna, 2003.

MARQUES, Luíza Nunes; WUO, Andrea Soares. ADHD and school relationships: an analysis of the literature with a critical approach. Revista Cocar, [s.l.], v. 15, n. 33, 2021.

MENEZES, Naiara Silva; DIAS, Viviane Borges. Inclusão e o Ensino de Ciências e Biologia para Alunos com Transtorno do Espectro Autista: Análise dos Trabalhos Publicados nos Encontros Nacionais de Biologia e de Pesquisa em Educação em Ciências. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [s.l.], p. e38851-24, 2022.

MIRANDA, Arlete Aparecida Bertoldo. História, deficiência e educação especial. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, v. 15, p. 1-7, 2004.

NICOLA, Jéssica Anese; PANIZ, Catiane Mazocco. A importância da utilização de diferentes recursos didáticos no Ensino de Ciências e Biologia. InFor, [s.l.], v. 2, n. 1, p. 355-381, 2017.

OLIVEIRA, Shirlene Gomes Silva; DIAS, Viviane Borges. Formação de pedagogos para o contexto inclusivo: um estudo de revisão. Revista Educação Especial, Santa Maria, RS, p. e11/1-21, 2022.

PAIANO, Ronê; CARVALHO, Ariane Cristina R. C.; FLOR, Cristiane Marx; ABISSAMRA, Renata Generoso C.; CARREIRO, Luiz Renato Rodrigues. Programas de intervenção para alunos com TDAH no contexto escolar: uma revisão sistemática de literatura. Revista Educação Especial, Santa Maria, RS, v. 32, p. 1-20, 2019.

PAULA, Tatiane Estancio; LOGUERCIO, Rochele de Quadros. Educação Inclusiva e a Educação em Ciências: os discursos presentes nos ENPECs. Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, [s.l.], v. 13, 2021.

RANGEL, Ana Lis; OLIVEIRA, Roni Ivan Rocha. Flores de pano como modelo didático para o ensino inclusivo de botânica. In: Encontro Nacional de Biologia, VII e Encontro Regional de Ensino de Biologia, I, 2018, Belém-PA. Anais [...] Belém: UFPA, 2018. Disponível em: https://sbenbio.org.br/anais/anais-vii-encontro-nacional-de-ensino-de-biologia-enebio/ . Acesso em: 15 jul. 2022.

RODRIGUES, William Costa. Metodologia científica. Rio de Janeiro: Faetec/IST, 2007.

SCHNEIDER, Patricia. Os desafios do ensino de ciências para alunos com TDAH do ensino fundamental II no município de Dois Vizinhos PR. 2019. 59 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Paraná, 2019.

SENO, Marília Piazzi. Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH): o que os educadores sabem?. Revista psicopedagogia, v. 27, n. 84, p. 334-343, 2010.

SOARES, Maria Mislene de Lima Dantas; LINHEIRA, Caroline Zabendzala. Ensino de Ciências e educação ambiental na educação inclusiva: uma experiência na escola municipal Celina de Lima Montenegro, Cuité- PB. In: Encontro Nacional de Biologia, V e Encontro Regional de Ensino de Biologia, II, 2014, São Paulo. Anais [...] São Paulo: ENEBIO, 2014. Disponível em: https://sbenbio.org.br/publicacoes/anais/V_Enebio/V_Enebio_completo . Acesso em: 15 jul. 2022.

SOUSA, Jéssica Portela. Medicalização de Crianças e Adolescentes: diagnóstico de TDAH e a perspectiva dos trabalhadores da saúde da Baixada Santista. 2021. 60 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Psicologia) – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2021.

SOUZA, Michael Pratini Silva; OLIVEIRA, Maria da Conceição Silva. Reflexões sobre acessibilidade e educação inclusiva na escola estadual professora Maria de Lourdes Bezerra (Macau/RN). Anais. VI Encontro Nacional de Biologia VIII Encontro Regional de Ensino de Biologia. Maringá, PR. 2016. Disponível em: https://sbenbio.org.br/publicacoes/anais/VIEnebio/VI_Enebio_completo. Pdf. Acesso em: 15 jul. 2022.

TAVARES, Lídia Mara Fernandes Lopes; SANTOS, Larissa Medeiros Marinho dos; FREITAS, Maria Nivalda Carvalho. A educação inclusiva: um estudo sobre a formação docente. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, SP, v. 22, p. 527-542, 2016.

VIEIRA, Fabiola Sulpino; ZUCCHI, Paola. Demandas judiciais e assistência terapêutica no Sistema Único de Saúde. Revista da associação médica brasileira, [s.l.], v. 55, p. 672-683, 2009.

YEUNG, Anthony NG, Enoque; ABI-JAOUDE, Elia. TikTok e transtorno de déficit de atenção/hiperatividade: um estudo transversal da qualidade do conteúdo de mídia social. O Jornal Canadense de Psiquiatria, Canadá, p. 07067437221082854, 2022.

Downloads

Publicado

2024-01-15

Como Citar

dos Reis Almeida, B., & Borges Dias, V. . (2024). TDAH NO ENSINO DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA: análise dos trabalhos publicados no ENEBIO (2011 a 2021). Linguagens, Educação E Sociedade, 28(56). https://doi.org/10.26694/rles.v28i56.4965