REVISÃO SISTEMÁTICA DE LITERATURA EM EDUCAÇÃO: CARACTERÍSTICAS, ESTRUTURA E POSSIBILIDADES ÀS PESQUISAS QUALITATIVAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26694/rles.v27i54.2702

Palavras-chave:

Ciências da educação, Pesquisa qualitativa, Revisão de literatura, Revisão sistemática

Resumo

O crescimento no número de programas de pós-graduação e a rápida difusão do conhecimento impulsionada pela tecnologia têm resultado no aumento da produção científica e estimulado a demanda pela busca, organização e síntese do conhecimento já produzido. Nesse contexto, a revisão sistemática de literatura distingue-se como importante modalidade de pesquisa, uma vez que propõe resumir de forma padronizada e criteriosa as evidências publicadas sobre determinada questão, a fim de favorecer a produção de novos estudos que possam avançar a partir do saber anteriormente construído. Especificamente no que se refere às pesquisas qualitativas em educação, os aspectos epistemológicos e metodológicos da revisão sistemática de literatura e as contribuições científicas às pesquisas educacionais que podem emergir desses estudos são poucas vezes abordados em profundidade. Assim, por meio de pesquisa bibliográfica de natureza qualitativa, o presente artigo teórico tem por objetivo apresentar o conceito, características, estrutura e etapas de execução da revisão sistemática aplicada às pesquisas qualitativas no campo educacional. O texto expõe os passos para a sua implementação desde a delimitação da questão de pesquisa, elaboração das estratégias de busca, seleção de estudos e extração dos dados até a sistematização dos resultados, divulgação e publicação da revisão sistemática de literatura. Também são indicados alguns cuidados, contribuições, possibilidades e limites da revisão sistemática de literatura às pesquisas qualitativas das ciências da educação. O estudo destaca que revisões sistemáticas de boa qualidade são caracterizadas pela transparência e reprodutibilidade do processo metodológico, e reconhecidas por sua credibilidade e alto nível de evidência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Freire Magalhães de Campos, Universidade Estadual de Campinas

Mestre em Educação, Universidade Católica de Brasília (UCB). Doutoranda em Educação, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Luís Miguel Dias Caetano, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Doutor em Educação pela Universidade dos Açores, Portugal. Mestre em Comportamento Organizacional pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada, Lisboa, Portugal. Licenciado em Gestão de Empresas pelo Instituto Superior de Línguas e Administração, Santarém, Portugal. Docente do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira.

Victor Márcio Laus Reis Gomes, Universidade Católica de Brasília

Doutor em Comunicação Social, Mestre em Administração, Graduado em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda. Professor e pesquisador do Mestrado Profissional em Inovação em Comunicação e Economia Criativa da Universidade Católica de Brasília (UCB). Líder do Núcleo de Estudos Comunicacionais de Gestão e Estratégia (UCB/CNPq).

Referências

ALMEIDA, C. P. B. de.; GOULART, B. N. G. de. How to avoid bias in systematic reviews of observational studies. Revista CEFAC. 2017, v. 19, n. 4, p. 551-555. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1982-021620171941117. Acesso em: 20 mar. 2022.

BRANDAU, R.; MONTEIRO, R.; BRAILE D. M. Importância do uso correto dos descritores nos artigos científicos. Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery. 2005, v. 20, n. 1, p. VII-IX. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-76382005000100004. Acesso em: 23 mar. 2022.

BRASIL. Documento de Área. Área 38: Educação. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/educacao-doc-area-2-pdf. Acesso em: 15 mar. 2021.

CAMPBELL COLLABORATION. Home page. Londres: Campbell Collaboration, 2021. Disponível em: https://campbellcollaboration.org/. Acesso em: 12 abr. 2021.

EPPI-CENTRE – EVIDENCE FOR POLICY AND PRACTICE INFORMATION AND CO-ORDINATING CENTRE. Centre for Evidence Informed Policy & Practice in Education. 2008. Disponível em: https://eppi.ioe.ac.uk/cms/Default.aspx?tabid=2082. Acesso em: 30 mar. 2022.

GALVÃO, M. C. B.; RICARTE, I. L. M. Revisão sistemática da literatura: conceituação, produção e publicação. Logeion: Filosofia da Informação, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 57-73, set. 2019. Disponível em: http://revista.ibict.br/fiinf/article/view/4835. Acesso em: 20 abr. 2021.

GALVÃO, T. F.; PEREIRA, M. G. Revisões sistemáticas da literatura: passos para sua elaboração. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, v. 23, n. 1, p. 183-184, mar. 2014. Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-49742014000100018. Acesso em: 20 abr. 2021.

GALVÃO, T. F.; PEREIRA, M. G. Avaliação da qualidade da evidência de revisões sistemáticas. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília , v. 24, n. 1, p. 173-175, mar. 2015a. Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-49742015000100019&lng=pt&nrm=iso. Acesso: 5 jun. 2021.

GALVÃO, T. F.; PEREIRA, M. G. Redação, publicação e avaliação da qualidade da revisão sistemática. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, v. 24, n. 2, p. 333-334, abr.-jun. 2015b. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/279712768_Redacao_publicacao_e_avaliacao_da_qualidade_da_revisao_sistematica_Writing_publishing_and_quality_assessment_of_systematic_reviews. Acesso em: 30 abr. 2021.

GATTI, B. A. A construção da pesquisa em educação no Brasil. Brasília: Plano, 2002.

GRANT M. J.; BOOTH A. A typology of reviews: an analysis of 14 review types and associated methodologies. Health Information and Libraries Journal, v. 26, n. 2, p. 91-108, jun. 2009. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1471-1842.2009.00848.x. Acesso em: 15 jan. 2022.

HARGREAVES, D. H. Teaching as a research-based profession: possibilities and prospects. In: THE TEACHER TRAINING AGENCY ANNUAL LECTURE 1996, EPPI-Centre, 1996. Disponível em: https://eppi.ioe.ac.uk/cms/Portals/0/PDF%20reviews%20and%20summaries/TTA%20Hargreaves%20lecture.pdf. Acesso em: 2 abr. 2022.

MAJID, U.; VANSTONE, M. Appraising Qualitative Research for Evidence Syntheses: A Compendium of Quality Appraisal Tools. Qualitative Health Research. v. 8, p. 1-17, jul. 2018, Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/326634411_Appraising_Qualitative_Research_for_Evidence_Syntheses_A_Compendium_of_Quality_Appraisal_Tools/citation/download. Acesso em: 27 abr. 2022.

MCINNES, E.; WIMPENNY, P. Using Qualitative Assessment and Review Instrument software to synthesise studies on older people's views and experiences of falls prevention. Int J Evid Based Healthc., set. 2008, v. 6, p. 337-344. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21631830/. Acesso em: 27 abr. 2022.

OKOLI, C. A guide to conducting a standalone Systematic Literature Review. Communications of the Association for Information Systems, v. 37, n. 43, p. 879-910, nov. 2015a. Disponível em: https://aisel.aisnet.org/cais/vol37/iss1/43/. Acesso em: 25 jan. 2022.

OKOLI, C. Critical Realist Considerations for Literature Reviews. SSRN Electronic Journal, Rochester, NY, dez. 2015b. Disponível em: https://ssrn.com/abstract=2700524. Acesso em: 6 mar. 2022.

PEREIRA, M. G.; GALVÃO, T. F. Etapas de busca e seleção de artigos em Revisões Sistemáticas da Literatura. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, v. 23, n. 2, p. 369-371, jun. 2014a. Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-49742014000200019&lng=pt&nrm=iso. Acesso em 20 abr. 2021.

PEREIRA, M. G.; GALVÃO, T. F. Extração, avaliação da qualidade e síntese dos dados para Revisão Sistemática. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, v. 23, n. 3, p. 577-578, set. 2014b. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ress/a/JRHMrRzNtGqXFvfBMY9k38R/?lang=pt#. Acesso em 22 abr. 2021.

PETTICREW, M.; ROBERTS, H. Systematic reviews in the social sciences: a practical guide. Oxford: Blackwell, 2006.

RAMOS, A.; FARIA, P. M.; FARIA, A. Revisão Sistemática de Literatura: contributo para a inovação na investigação em Ciências da Educação. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 14, n. 41, p. 17-36, abr. 2014. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=189130424002. Acesso em: 20 abr. 2021.

ROUSSEAU, D.; MANNING, J.; DENYER, D. 11 evidence in management and organizational science: sssembling the field’s full weight of scientific knowledge through syntheses. The Academy of Management Annals, v. 2, n. 1, p. 475-515, jan. 2008. Disponível em: https://journals.aom.org/doi/10.5465/19416520802211651.

Acesso em: 6 mar. 2022.

SILVA, D.; LOPES, E.; JUNIOR, S. Pesquisa quantitativa: elementos, paradigmas e definições. Revista de Gestão e Secretariado, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 01-18, abr. 2014. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/285565583_Pesquisa_Quantitativa_Elementos_Paradigmas_e_Definicoes. Acesso em: 20 jun. 2021.

TRANFIELD, D.; DENYER, D.; SMART, P. Towards a methodology for developing

evidence-informed management knowledge means of Systematic Review. British Journal of Management, v. 14, n. 3, p. 207–222, set. 2003. Disponível em:

https://www.cebma.org/wp-content/uploads/Tranfield-et-al-Towards-a-Methodology-for-Developing-Evidence-Informed-Management.pdf. Acesso em 02 ago. 2021.

VASCONCELOS, I. C. O. de. Estudo de caso interativo: fácil entender, decidir e executar. Curitiba: CRV, 2017.

VOSGERAU, D. S. R.; ROMANOWSKI, J. P. Estudos de revisão: implicações conceituais e metodológicas. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 14, n. 41, p. 165-189, jul. 2014. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/2317. Acesso em: 06 abr. 2021.

Downloads

Publicado

2023-06-02

Como Citar

Campos, A. F. M. de, Caetano, L. M. D. ., & Gomes, V. M. L. R. (2023). REVISÃO SISTEMÁTICA DE LITERATURA EM EDUCAÇÃO: CARACTERÍSTICAS, ESTRUTURA E POSSIBILIDADES ÀS PESQUISAS QUALITATIVAS . Linguagens, Educação E Sociedade, 27(54), 139-169. https://doi.org/10.26694/rles.v27i54.2702