MAPEAMENTO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE O EXERCÍCIO DE PROFESSORES HOMENS NA EDUCAÇÃO INFANTIL (2010-2020)

Autores

Palavras-chave:

Professores homens. Educação infantil. Docência.

Resumo

Este artigo trata das produções científicas que versam acerca do exercício de professores homens no contexto da Educação Infantil. Utilizamos como banco de dados, a Biblioteca Digital Brasileira de Teses Dissertações – BDTD, mais especificamente, as pesquisas defendidas no período de 2010-2020. Elencamos como objetivo geral do nosso estudo: mapear a produção do conhecimento sobre o exercício de professores homens na Educação Infantil. O percurso metodológico se encontra ancorado na abordagem qualitativa, onde fazemos um estudo do tipo bibliográfico, através da modalidade caracterizada como Estado da Arte. Tecer um olhar para a produção do conhecimento sobre professores homens na Educação Infantil, surge na perspectiva de investigar os principais desafios, enfrentamentos e tabus que cercam os docentes homens que atuam nessa etapa da Educação Básica, mas, também, de denunciar os quadros de machismo, sexismo e LGBTfobia que tem sido reproduzido nesses espaços. Nossas considerações apontam para a emergência de novos estudos em torno das experiências docentes de professores homens que atuam no contexto da Educação Infantil, tendo em vista que essa realidade vem sendo pouco explorada no âmbito das pesquisas acadêmicas.

Referências

AGUIAR JÚNIOR, J. D. Professores de bebês: Elementos para compreensão da docência masculina na educação infantil. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Católica de São Paulo, São Paulo.

ALVES, B. F. A Experiência Vivida de Professores do Sexo Masculino na Educação Infantil: Uma Questão de Gênero?. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Fortaleza, Fortaleza.

BONIFÁCIO, G. H. A profissionalização do docente masculino da Educação Infantil: inserção, instabilidade e atravessamentos. 2019. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de São Carlos, Sorocaba.

CARVALHO, A. M. de O. Vozes masculinas no cotidiano escolar: desvelando relações de gênero na Educação Infantil sob a perspectiva fenomenológica de Alfred Schutz. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação Sexual) - Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Araraquara.

CARVALHO, M. P. de. No coração da sala de aula: gênero e trabalho docente nas séries iniciais. São Paulo: FAPESP, 1999.

CARVALHO, M. P. Vozes masculinas numa profissão feminina: o que têm a dizer os professores. Anais.. São Paulo: FEUSP, 2000.

CRUZ, E. F. “Quem leva o nenê e a bolsa?”: o masculino na creche. In: ARILHA, M.; UNBEHAUM, S. G.; MEDRADO, B (org.). Homens e masculinidades: outras palavras. São Paulo: ECOS, 1998, p. 235- 255.

FARIA, A. H. de. Trajetórias docentes: memórias de professores homens que atuaram com crianças no interior de Mato Grosso do Sul (1962-2007). 2018. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados.

FÁVARO, J. D. Professores homens: suas trajetórias na educação infantil. 2020. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar) – Universidade Estadual Paulista, Araraquara.

FERREIRA, W. do N. As relações de cuidado e de gênero presentes nos relatos de homens professores nas Unidades Municipais de Educação Infantil de Belo Horizonte. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais.

FOUCAULT, M. A História da Sexualidade I: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, 1982.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em ciências sociais. 8 ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

GOMIDES, W. L. T. Transitando na fronteira: A inserção de homens na docência da educação infantil. 2014. Dissertação (Mestrado), Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

LOPES, E. S. dos S. A presença masculina na creche: estariam os educadores homens fora do lugar?. 2015. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

MACIEL, D. C. Ampliando a perspectiva sobre professores homens na Educação Infantil. 2020. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto.

MENDONÇA, M. M. Impacto da presença de gestores e professores homens em Centros de Educação Infantil: alguns elementos para compressão. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

MONTEIRO, M. K. Trajetórias na docência: Professores homens na educação infantil. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas.

MORENO, R. R. M. Professores Homens na Educação Infantil do Município do Rio de Janeiro: Vozes, Experiências, Memórias e Histórias. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

NUNES, P. G. Docência e gênero: um estudo sobre o professor homem na educação infantil da Rede Municipal de Ensino de Rio Verde (GO). 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiás.

PEREIRA, M. A. B. Professor homem na educação infantil: a construção de uma identidade. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo, Guarulhos.

RAMOS, C. E. T. Quem tem medo do lobo mau?: inquietações e medos sobre o trabalho do homem na educação infantil. 2020. Dissertação (Mestrado) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Diálogo Educ., Curitiba, v. 6, n.19, p. 37-50, set./dez. 2006.

ROSA, F. J. P. da. O dispositivo da sexualidade enquanto enunciador do professor – homem no magistério das séries iniciais e na educação infantil. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Educação e Humanidades, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Duque de Caxias.

SANTOS, H. L. M. de O. Bendito entre as mulheres: um estudo sobre a presença de professores homens na educação infantil. 2020. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

SAPAROLLI, E. A educação infantil e gênero: a participação dos homens como educadores infantil. Psicologia da Educação, São Paulo, n. 6, p. 107-125, jan./jun. 1998.

SAPAROLLI, E. Educador infantil: uma ocupação de gênero feminino. 1997. Dissertação (Mestrado em Educação)- Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

SAYÃO, D. T. Relações de gênero e trabalho docente na educação infantil: um estudo de professores em creche. 2005. Tese (Doutorado) – Faculdade de educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

SILVA, B. L. B. da. A presença de homens docentes na educação infantil: lugares (des)ocupados. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal.

SILVA, M. A. da. Professora sim. Professor também. Tio jamais: Um estudo sobre masculinidades e docência no contexto na educação infantil na região Agreste de Pernambuco. 2020. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco, Caruaru.

SILVA, P. R. da. Não sou tio, nem pai, sou professor! A docência masculina na educação infantil. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

SOUSA, F. S. Construção da profissionalidade docente do pedagogo do gênero masculino iniciante/ingressante na educação infantil e na alfabetização. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Brasília.

SOUSA, J. E. de. “Por acaso existem homens professores de educação infantil?”: Um estudo de casos múltiplos em representações sociais. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Ceará, Fortaleza.

SOUZA, M. I. de. Homem como professor de creche: sentidos e significados atribuídos pelos diferentes atores institucionais. 2010. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.

Downloads

Publicado

2022-04-07

Como Citar

Silva, M. A., & Carvalho Laje, A. (2022). MAPEAMENTO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE O EXERCÍCIO DE PROFESSORES HOMENS NA EDUCAÇÃO INFANTIL (2010-2020). Linguagens, Educação E Sociedade, (48). Recuperado de https://periodicos.ufpi.br/index.php/lingedusoc/article/view/2498

Edição

Seção

Artigos