Messianismo e Política

Jacob Taubes leitor de Paulo de Tarso

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26694/pensando.vol15i34.4155

Palavras-chave:

Messianismo, Política, Teologia Política, Paulo de Tarso, Jacob Taubes

Resumo

A presença de Paulo de Tarso na filosofia política do século XX e do início do século XXI é um fenômeno de proporções cada vez mais difíceis de serem mensuradas. Seja na filosofia ou na teologia, seja no campo do pensamento conservador ou no campo do pensamento revolucionário. Isto indica que há uma disputa hermenêutica aberta e um espaço de interpretação sendo construído em torno de seus escritos. Nos ocuparemos neste estudo, com a leitura absolutamente original que Jacob Taubes realiza em um curso no ano de 1987 em Heidelberg e que terá ressonâncias posteriores em muitos outros autores. Este curso, resgatando o lugar de fala do apóstolo enquanto judeu de uma comunidade da diáspora, consegue redimensionar e reavaliar suas epístolas, especialmente a partir do seu núcleo político e messiânico. A partir da originalidade desta leitura proposta por Taubes, o artigo pretende compreender e debater aspectos deste legado teórico para o nosso tempo.

Biografia do Autor

Oneide Perius, UFT

Oneide Perius é Doutor em Filosofia pela PUCRS (2011). Realizou estágio pós-doutoral pela mesma Instituição (2016, 2019). É professor Associado no curso de Filosofia da UFT (Universidade Federal do Tocantins, Campus de Palmas) ; no Mestrado Profissional em Prestação Jurisdicional e Direitos Humanos (UFT/ESMAT); no Mestrado Profissional de Filosofia da UFT (PROF-FILO/UFT). Atua principalmente nas seguintes áreas de pesquisa: Teoria Crítica, Teoria Crítica e Direitos Humanos, Ética e Filosofia Política. É autor dos livros: Esclarecimento e Dialética Negativa: sobre a negatividade do conceito em Theodor Adorno (2008) e Walter Benjamin: a filosofia como exercício (2013). Além disso, publicou vários artigos em revistas científicas e participou da organização de vários livros sobre temáticas relacionadas à sua pesquisa.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O tempo que resta: Um comentário à Carta aos Romanos. Trad: Davi Pessoa e Cláudio Oliveira. 1.ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.

BADIOU, Alain. São Paulo: a fundação do universalismo. Trad: de Wanda Caldeira Brant. São Paulo: Boitempo, 2009.

BARTH, Karl. Carta aos Romanos. Trad: Lindolfo Anders. São Paulo: Fonte Editorial, 2009.

BENJAMIN, Walter. Über den Begriff der Geschichte. In: BENJAMIN, Walter. Gesammelte Schriften. Erster Band. Unter Mitw. von Theodor W. Adorno und Gershom Scholem hrsg. von Rolf Tiedemann und Hermann Schweppenhäuser. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 1991. p.691-704

BÍBLIA DE JERUSALÉM. São Paulo: Paulus, 2002.

BUBER, Martin. Two types of Faith. Trad: Norman P. Goidhawk. New York: The Macmillan Company, 1951.

DUSSEL, Enrique. Paulo de Tarso na filosofia política atual e outros ensaios. Trad: Luiz Alexandre Solano Rossi. São Paulo: Paulos, 2016.

GOUVÊA, Ricardo Quadros. Prefácio – Karl Barth e sua “Carta”. In: BARTH, Karl. Carta aos Romanos. Trad: Lindolfo Anders. São Paulo: Fonte Editorial, 2009.

HEIDEGGER, Martin. Fenomenologia da vida religiosa. Tradução de Enio Paulo Giachini, Jairo Ferrandin e Renato Kirchner. Petrópolis: Vozes; Bragança Paulista: Editora Universitária São Francisco, 2010.

HINKELAMMERT, Franz J. A Maldição que pesa sobre a Lei: as raízes do pensamento crítico de Paulo de Tarso. São Paulo: Paulus, 2012.

SCHMITT, Carl. El nomos de la tierra en el derecho de Gentes del “Jus Publicum europaeum”. Trad: Dora Schilling Thon. Buenos Aires: Editorial Struhart & Cía., 2005.

SCHMITT, Carl. Teologia política. Trad: Elisete Antoniuk. Belo Horizonte: Ed. Del Rey, 2006.

SCHOLEM, G. The Messianic Idea in Judaism. And Other Essays on Jewish Spirituality. New York, Schocken Books, 1995.

TAUBES, Jacob. Die politische Theologie des Paulus: Vorträge, gehalten an der Forschungsstätte der Evangelischen Studiengemeinschaft in Heidelberg,23-27. Februar 1987. Hrsg. von Aleida und Jan Assmann. München: Fink, 1993.

TAUBES, Jacob. Vom Kult zur Kultur: Bausteine zu einer Kritik der historischen Vernunft. Hrsg. von Aleida und Jan Assmann, Wolf-Daniel Hartwich und Winfried Menninghaus. München: Fink, 1996.

ZIZEK, Slavoj. A Marioneta e o anão: o cristianismo entre perversão e subversão. Trad: Carlos Correia Monterio de Oliveira. Lisboa: Relógio D’Água, 2006.

Downloads

Publicado

2023-09-22

Como Citar

PERIUS, O. Messianismo e Política: Jacob Taubes leitor de Paulo de Tarso. PENSANDO - REVISTA DE FILOSOFIA, [S. l.], v. 14, n. 32, p. 99-110, 2023. DOI: 10.26694/pensando.vol15i34.4155. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/pensando/article/view/4155. Acesso em: 19 jun. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS/VARIA

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)