EDITORIAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26694/caedu.v5i3.5257

Palavras-chave:

Editorial, v. 5 n. 3 (2023)

Resumo

É com imenso entusiasmo e gratidão que apresentamos o terceiro e último número da Revista Caminhos da Educação em 2023. Neste ano de realizações marcantes, nosso periódico acadêmico mais uma vez cumpriu sua missão de fomentar diálogos e celebrar as diversas vozes que ecoam na vastidão da educação.

Ao longo deste ano, navegamos por terras educacionais ricas em diversidade e conhecimento. O primeiro número brindou-nos com um dossiê inspirador sobre o "Ensino de Instrumento Musical e Didáticas Inovadoras", reunindo a expertise de autores franceses, canadenses e brasileiros. Em seguida, exploramos as sendas da pesquisa mexicana com a edição "México em Foco: Caminhos da Pesquisa", que destacou o trabalho de pesquisadores do vibrante cenário acadêmico do México.

A culminação deste ano ocorre agora, com a publicação do terceiro número, apresentando vinte artigos cuidadosamente selecionados no fluxo contínuo. Este conjunto de contribuições, já avaliado e aprovado, abrange uma diversidade de temas que ressoam com a missão da Caminhos da Educação. Destacamos também a entrevista inspiradora com a renomada pesquisadora Dra. Rhonda Collier, da University University, que aborda temas fundamentais como pertencimento, identidade e os significados de integrar uma universidade historicamente negra nos Estados Unidos. Nossos agradecimentos à Dra. Collier e à professora e editora Alexandra Lima da Silva pela riqueza dessa conversa.

É com imenso orgulho que encerramos este ano com um crescimento notável, superando em mais de um terço a quantidade de artigos publicados em relação ao ano anterior. Esse feito reflete não apenas o compromisso dos pesquisadores, mas também a valorização e apoio do atual governo, que reconhece a importância da ciência para o avanço humano e social.

À nossa dedicada equipe, autores e avaliadores, expressamos nossa profunda gratidão. Cada artigo, revisão e colaboração contribuíram para a construção deste ano excepcional. A todos, nossos parabéns pelo excelente trabalho!

Ao nosso estimado público, desejamos uma leitura inspiradora e reflexiva. Que este número desperte em cada leitor a sensibilidade para os valores educativos, humanos e sociais, guiando-nos com esperança para o próximo ano. Que possamos seguir juntos, confiantes em 2024, rumo ao avanço do conhecimento científico na área de educação e à edificação de uma sociedade mais justa e igualitária. O futuro da educação é um caminho que trilhamos juntos, com passos firmes e corações cheios de esperança.

Biografia do Autor

Ednardo Monteiro Gonzaga do Monti, Universidade Federal do Piauí - UFPI

Doutor em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - ProPEd/Uerj, com período de estágio no exterior financiado pela Capes, realizado no programa Memoria y Crítica de la Educación da Universidad Alcalá (Madri - Espanha), mestre em Educação pela Universidade Católica de Petrópolis. Fez os cursos de especialização e graduação em Música no Conservatório Brasileiro de Música e licenciatura em Pedagogia na Universidade Nove de Julho. Foi membro da equipe que elaborou o currículo de Artes/Música da rede de escolas da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro. Atuou como regente coral do sistema Petrobras (2008-2014), também trabalhou como Coordenador Geral Acadêmico e professor dos cursos de graduação e pós-graduação do Conservatório Brasileiro de Música. Entre os anos 2018 e 2020, foi subcoordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Piauí e Coordenador do curso de graduação em Música. Desde 2011, é avaliador de cursos de graduação do Ministério da Educação/Inep. Atualmente é Líder do Núcleo de Pesquisa Educação, História e Ensino de Música - NEHEMus e Líder-adjunto do Núcleo de Pesquisa Educação, História e Memória - Nehme. Desenvolve o projeto de pesquisa História da Educação Musical: sujeitos, instituições, impressos e práticas educativas, assim como, o História da Educação Musical: viagens e circulação de saberes. Desde 2013, pesquisa sobre a impressa educativa musical ibero-americana em parceria com a Universidad de Alcalá (Madrid - Espanha) por meio do grupo Historia Social de la Cultura Escrita. Em 2020, iniciou a parceria com grupo de pesquisa Historia, Memoria y Patrimonio de la Educaciónda, no projeto Plan Andaluz de Investigación, com a Universid de Sevilha. É editor da Revista Caminhos da Educação: diálogos, culturas e diversidades; membro da equipe editorial da Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica e da Revista Epistemologia e Práxis Educativa. É consultor ad-hoc de periódicos especializados, de editoras universitárias e de agências de fomento. É associado da ABEM - Associação Brasileira de Educação Musical, da SBHE - Sociedade Brasileira de História da Educação e da BIOgraph - Associação Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica. Foi representante da FLADEM - Fórum Latinoamericano de Educação Musical no Estado do Piauí. Publicou em esfera internacional artigos em periódicos, capítulos de livro e comunicações em eventos acadêmicos no Brasil, Estados Unidos, Espanha, Portugal, México, Argentina e Colômbia.

Alexandra Lima da Silva, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ

Sou "cria" da escola pública (com orgulho). Doutora em Educação (Universidade do Estado do Rio de Janeiro/ProPed, 2012), mestra em História Social (Universidade Federal Fluminense/2008), instituição na qual me graduei (bacharelado e licenciatura em História, 2006). Realizei pesquisa de doutorado sanduíche na Universidad de Alcalá (Espanha, 2011),com bolsa CAPES. Fui bolsista doutorado nota 10 da FAPERJ (2011-2012). Atuei como professora adjunta no Departamento de História da Universidade Federal de Mato Grosso (2013-2015), PPGHIS/UFMT(2014-2016) e ProfHist/UFMT (2015-2018). Fui professora visitante na University of Illinois Urbana-Champaign (Estados Unidos), com bolsa CAPES (PVE Júnior Edital n. 45/2017), no período de janeiro a dezembro de 2019. Realizei pós-doutorado na Universidade Federal Fluminense com bolsa do CNPQ (2021-22). Realizei missão de pesquisa na Universidad Autónoma de San Luis Potosí/México (CAPES PrInt/2022). Atualmente sou professora associada na Faculdade de Educação da UERJ e professora permanente no ProPed/UERJ. Fui subchefe (2020-2021) e chefe do departamento de Ciências Sociais e Educação (DCSE/EDU/UERJ/2021-2023). Sou conselheira universitária eleita (Representante docente pelo CEH, biênio 2021-2023 e representante docente pela Faculdade de Educação, biênio 2023-2025). Orientei dissertações de mestrado e teses de doutorado em programas de pós-graduação nas áreas de História e Educação. Sou Jovem Cientista do Nosso Estado da FAPERJ desde 2015 (com renovação em 2018 e 2023); Procientista da UERJ desde 2017 e Bolsista de Produtividade do CNPq desde novembro de 2022 (área de História). Coordenei projetos de pesquisa contemplados em editais da FAPEMAT, FAPERJ, CNPq e CAPES. Tenho produzido livros e artigos nas áreas de História e Educação, com especial atenção aos campos História da Educação e do Ensino de História. Sou escritora de literatura infantojuvenil, tendo inúmeros livros publicados no gênero. Tenho produzido livros com acesso aberto, para a divulgação científica, os quais estão disponíveis no site: https://sementesdebano.com.br/. Compreendo educação como direito humano e um dever do Estado. Defendo a democratização do conhecimento histórico e o direito à memória de grupos historicamente silenciados, para que "nunca esqueçamos todos aqueles que sofreram e morreram porque afirmaram o seu direito humano básico de serem livres".

Referências

.

Downloads

Publicado

2023-12-18

Como Citar

MONTI, E. M. G. do; SILVA, A. L. da. EDITORIAL. CAMINHOS DA EDUCAÇÃO diálogos culturas e diversidades, [S. l.], v. 5, n. 3, p. 01-02, 2023. DOI: 10.26694/caedu.v5i3.5257. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/cedsd/article/view/5257. Acesso em: 15 abr. 2024.

Edição

Seção

EDITORIAL