"A morte em segredo": moralidades e falência civilizacional na pandemia da Covid-19, Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26694/rer.v6i1.14351

Palavras-chave:

Pandemia, Morte, Falência civilizacional, Moralidades, Estado

Resumo

O artigo problematiza a produção de moralidades em disputa no contexto atual da morte por Covid-19 no Brasil, em que se configura um cenário pandêmico de grave crise sanitária e tragédia nacional expressas em mais de 600 mil óbitos oficiais. Parte do pressuposto da emergência de (a)moralidades como novas configurações de sociabilidade na medicalização do "kit covid" e na ocultação de mortes por Covid-19.  Busca entender de que modo a questão de moralidades, atrelada a uma específica vocação política na gestão de corte neoliberal da pandemia, instaura uma falência civilizacional e, em consequência, uma crise social e anticivilizatória no país. A metodologia da análise é qualitativa e tem com base reportagens e notícias atualizadas da mídia impressa e virtual e de quadros situacionais performáticos referentes à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, realizadano Senado Federal.

Biografia do Autor

Fanny Longa Romero, UNILAB

Doutora em Antropologia Social Universidade Internacional de Integração da Lusofonia AfroBrasileira – UNILAB

Raoni Borges Barbosa, UFPI

Doutor em Antropologia Programa de Pós-Graduação em Antropologia – PPGAnt da Universidade Federal do Piauí – UFPI

Referências

AMÉRY, Jean. Mas allá de la culpa y la expiación: tentativas de superación de una víctima de la violencia. Valencia: Pre-Textos, 2001.

ARENDT, Hannah. Homens em tempos sombrios. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

ARENDT, Hannah. Pensar sem corrimão: compreender 1953-1975. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2021.

BARBOSA, Raoni Borges. Emoções, Lugares e Memórias: um estudo sobre as apropriações morais da Chacina do Rangel. Mossoró: Edições UERN, 2019.

BARBOSA, Raoni Borges. Sobre o sentimento de fracasso no contexto global e nacional de pandemia da Covid-19. Revista Brasileira de Sociologia da Emoção, v. 19, n. 55, Suplemento Especial, p. 125-146, 2020.

BECKER, Howard S. Outsiders: estudos de sociologia do desvio. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.

DAS, Veena. Vida e palavras: a violência e sua descida ao ordinário. São Paulo: Ed. Unifesp, 2020.

DURKHEIM, Émile. As regras do método sociológico. São Paulo: Martins fontes, 1995.

DURKHEIM, Émile. As formas elementares da vida religiosa. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador: Uma história dos costumes, v1. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador: Uma formação do Estado e Civilização, v.2. Rio de Janeiro: Zahar, 2011a.

ELIAS, Norbert; SCOTSON, John L. Os Estabelecidos e os Outsiders: Sociologia das relações de poder a partir de uma pequena comunidade, Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

GOFFMAN, Erving. Estigma: Notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1988.

GOFFMAN, Erving. Footing. In: Branca Telles Ribeiro e Pedro M. Garcez (Orgs.). Sociolingüística interacional: Antropologia, Linguística e Sociologia em Análise do Discurso. Porto Alegre: AGE Editora, p. 11-15, 1998a.

GOFFMAN, Erving. Comportamento em lugares públicos: Notas sobre a organização social dos ajuntamentos. Petrópolis: Vozes, 2010.

GOFFMAN, Erving. Os quadros da experiência social: Uma perspectiva de análise. Petrópolis: Vozes, 2012.

GOFFMAN, Erving. Ritual de interação: ensaios sobre o comportamento face a face. Petrópolis: Vozes, 2012a.

GOFFMAN, Erving. Sobre o resfriamento do marca: alguns aspectos da adaptação ao fracasso. RBSE – Revista Brasileira de Sociologia da Emoção, v. 13, n. 39, p. 266- 283, 2014.

GUSFIELD, Joseph R. Symbolic crusade: Status Politics and the American Temperance Movement. Chicago: University of Illnois Press, 1986.

JAPPE, Anselm et all. Capitalismo em quarentena: notas sobre a crise global. São Paulo: Elefante, 2020.

KOURY, Mauro Guilherme Pinheiro. Sociologia da emoção: o Brasil urbano sob a ótica do luto. Petrópolis: Vozes. 2003.

KOURY, Mauro Guilherme Pinheiro. Luto e sociedade no Brasil do final do século XX: o imaginário sobre a morte, a dor e a perda na cidade de João Pessoa, Paraíba, Brasil. Revista Latinoamericana de Estudios sobre Cuerpos, Emociones y Sociedad, Córdoba, v. 3, n. 5, p. 6-14, abr./Jul. 2011.

KOURY, Mauro Guilherme Pinheiro. Etnografias Urbanas sobre Pertença e Medos na Cidade. Cadernos do GREM N° 11. João Pessoa: Edições do GREM; Recife: Bagaço, 2017.

KOURY, Mauro Guilherme Pinheiro. O Covid-19 e as emoções: pensando na e sobre a pandemia. Revista Brasileira de Sociologia da Emoção, v. 19, n. 55, Suplemento Especial, p. 13-26, 2020.

KOURY, Mauro Guilherme Pinheiro. Cotidiano e Pandemia no Brasil: emoções e sociabilidades. Recife: GREM-GREI Edições, 2021.

MBEMBE, Achille. Necropolítica: biopolítica, soberania, estado de exceção, política da morte. São Paulo: n-1 edições, 2018.

ROMERO, Fanny Longa. Além da culpa e da expiação: covid-19 e as fissuras de gramáticas emocionais. Revista Brasileira de Sociologia da Emoção, v. 19, n. 55, Suplemento Especial, p. 147-159, 2020.

SIMMEL, Georg. Questões fundamentais da sociologia: indivíduo e sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2006.

SIMMEL, Georg. O conflito como sociação. RBSE – Revista Brasileira de Sociologia da Emoção, v. 10, n. 30, p. 569-574, 2011.

SIMMEL, Georg. A tríade. In: Maria Claudio Coelho (Org. e tradução). Estudos sobre interação: textos escolhidos. Rio de Janeiro: EdUERJ, p. 45-74, 2013.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A cruel pedagogia do Vírus. Coimbra: Edições Almedina, 2020.

SEGATO, Rita. Contra-pedagogías de la crueldade. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Prometeo Libros, 2018.

TOLSTÓI, Leão. A morte de Ivan Ilich. Lisboa: Ed. Verbo, 1973.

WEBER, Max. Sobre a teoria das Ciências Sociais. Lisboa: Presença, 1974.

Downloads

Publicado

2023-10-22

Como Citar

ROMERO, F. L. .; BARBOSA, R. B. "A morte em segredo": moralidades e falência civilizacional na pandemia da Covid-19, Brasil. Revista EntreRios do Programa de Pós-Graduação em Antropologia, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 39-63, 2023. DOI: 10.26694/rer.v6i1.14351. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/entrerios/article/view/5142. Acesso em: 17 abr. 2024.