Auto perception of health of women with chronic renal disease in hemodialytic treatment

Autores

  • Clarice Santana Milagres, Gabriela Angelica Palmieri Hospital Associação Portuguesa de Beneficência

Palavras-chave:

Autopercepção, Mulher, Insuficiência renal crônica

Resumo

DOI: https://doi.org/10.26694/2238-7234.8418-25

Objetivo: identificar a percepção de saúde das mulheres em idade fértil com doença renal crônica em tratamento hemodialítico. Metodologia: estudo transversal, prospectivo e descritivo com abordagem quantitativa, realizado na Unidade de Hemodiálise em São José do Rio Preto (SP), através de entrevistas semiestruturadas e aprovado pela Plataforma Brasil sob parecer n° 2.591.238 e CAAE n° 83217417.4.0000.5385.  Resultados: dentre os 293 pacientes que realizam tratamento hemodialítico na clínica, foram incluídas 30 mulheres que atendiam os critérios de inclusão. A média da idade foi de 37,8 anos (±8,7). Houve predomínio da faixa etária de 41 e 49 anos (43,3%). As modificações e restrições decorrentes do tratamento causam nessas mulheres perda da autoestima, da autoimagem e da percepção do próprio sentido da vida. Puderam ser observados a perda do interesse com a aparência física após a implantação do acesso vascular, diminuição da vaidade e libido, alterações nos ciclos menstruais e perda do emprego, muitas vezes prejudicando a vida diária destas mulheres, contribuindo para o surgimento de transtornos psicoativos como a depressão. Conclusão: a presença da doença renal crônica e seu tratamento causam mudanças no estilo de vida daquelas que a possuem e necessitam de hemodiálise.

Downloads

Publicado

2020-11-24

Como Citar

1.
Clarice Santana Milagres, Gabriela Angelica Palmieri. Auto perception of health of women with chronic renal disease in hemodialytic treatment . Rev Enferm UFPI [Internet]. 24º de novembro de 2020 [citado 16º de junho de 2024];8(4). Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/595

Edição

Seção

Original