Os donos da Mesquita, elites locais: Etnicidade e poder no Centro Islâmico de Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Autores

  • Maria Tallemberg Soares PPGA/UFF

DOI:

https://doi.org/10.26694/rer.v5i1.13818

Palavras-chave:

Poder, etnicidade, comunidade muçulmana

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar as relações de poder que envolvem um grupo de homens palestinos, chamados de Donos da Mesquita, com os demais membros da comunidade muçulmana de Porto Alegre no Rio Grande do Sul com o intuito de compreender as relações de poder e etnicidade presentes nas relações cotidianas da mesquita. Para o desenvolvimento desta análise apresento um panorama da imigração palestina para o Rio Grande do Sul e a fundação do Centro Islâmico de Porto Alegre, em seguida analiso a relação entre os Donos da Mesquita com os demais membros da comunidade bem como suas relações com a política local.

Biografia do Autor

Maria Tallemberg Soares, PPGA/UFF

Iniciou sua trajetória na pesquisa voltada para as populações oriundas do Oriente Médio no mestrado, através do trabalho etnográfico na Mesquita de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul construí a dissertação “Para além do sagrado: práticas femininas na Mesquita de Porto Alegre-RS” onde observou as relações de sociabilidade feminina dentro do espaço sagrado. No Doutorado desenvolve uma tese voltada para as expressões da palestinidade e ativismo palestino da diáspora no ambiente digital.

Referências

Fontes Textuais:

ALI, Ahmed. A fundação da mesquita e da comunidade muçulmana de Porto Alegre-RS, 2002

Bibliografia

BOURDIEU, Pierre. 1983. A economia das trocas simbólicas. Coleção Estudos 20. São Paulo: Perspectiva.

———. O poder simbólico. 1989.

———. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: EDUSP 2007.

CHAGAS, Gisele Fonseca. “Identidade, conhecimento e poder na comunidade muçulmana sunita do Rio de Janeiro.” Dissertação de Mestrado em Antropologia, Niterói: UFF.2006.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder: organização e tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Edições Graal, v. 4, 1979.

HAMID, Sônia Cristina. Entre a guerra e o gênero: memória e identidade de mulheres palestinas em Brasília. 2007.

JARDIM, Denise Fagundes. “Palestinos no extremo-sul do Brasil: Identidade étnica e os mecanismos sociais de produção da etnicidade. Chuí-RS.” Tese de Doutorado em Antropologia, Rio de Janeiro: UFRJ 2000.

NADER, Laura. Up the anthropologist: perspectives gained from studying up. 1972.

PINTO, Paulo Gabriel Hilu da Rocha. “Ritual, etnicidade e identidade religiosa nas comunidades muçulmanas no Brasil”. Revista USP, no 67: 228–50, 2005.

———. Islã: religião e civilização - Uma abordagem antropológica. São Paulo: Editora Santuário. 2010.

POUTIGNAT, P.; STREIFF-FENART, J. Grupos étnicos e suas fronteiras, de Fredrik Barth. Teorias da Etnicidade seguido de Grupos étnicos e suas fronteiras de Fredrik Barth. Tradução de Elcio Fernandes. São Paulo: UNESP, p. 185-227, 1997.

SAYIGH, Rosemary. “Fazendo palestinos desaparecer: Um projeto colonialista”. In Entre o velho e novo mundo: A diáspora palestina desde o Oriente Médio à América Latina, organizado por Leonardo SCHIOCCHET. São Paulo: Chiado Editora 2015.

SHORE, Cris; NUGENT, Stephen L. (Ed.). Elite cultures: Anthropological perspectives. Psychology Press, 2002.

SOARES, Maria Alice Tallemberg. Para além do Sagrado: As práticas femininas na mesquita de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Dissertação de mestrado em Antropologia. Niterói: UFF,2017.

WEBER, Max. Economia e sociedade. Fundamentos de economia compreensiva. Brasília: UNB, 2000.

Downloads

Publicado

2023-06-09

Como Citar

TALLEMBERG SOARES, M. . Os donos da Mesquita, elites locais: Etnicidade e poder no Centro Islâmico de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Revista EntreRios do Programa de Pós-Graduação em Antropologia, [S. l.], v. 5, n. 1, p. 96-113, 2023. DOI: 10.26694/rer.v5i1.13818. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/entrerios/article/view/5163. Acesso em: 18 jun. 2024.