Emotional regulation, disease perception and treatment adherence in Brazilians with arterial hypertension: a cross-sectional study

Autores

  • Isabel Nana Kacupula de Almeida Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Katarina Milly Pinheiro de Sousa Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Eduarda Maciel de Araujo Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Andressa Suelly Saturnino de Oliveira Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

DOI:

https://doi.org/10.26694/reufpi.v11i1.2846

Palavras-chave:

Hipertensão, Emoções, Cooperação do paciente

Resumo

Objetivo: Descrever a regulação emocional, a percepção da doença e a adesão ao tratamento de brasileiros diagnosticados com hipertensão arterial. todo: Estudo transversal. A coleta ocorreu com 30 participantes, através de um questionário eletrônico, divulgado em redes sociais, com a versão brasileira do Difficulties in Emotion Regulation Scale, versão brasileira do Questionário de Percepção de Doenças Versão Breve e Questionário de Adesão ao Tratamento da Hipertensão Arterial Sistêmica. Foram realizadas análises descritivas por meio do software IBM SPSS Statistics versão 25. Resultados: A média do somatório do instrumento de regulação emocional foi 81,4 ± 20,9. Sobre o instrumento de percepção da doença, a dimensão da eficácia do tratamento teve menor média (1,2 ± 1,9) e o instrumento de adesão ao tratamento anti-hipertensivo teve a média de 92,9 ± 6,9. Conclusão: Os participantes demonstraram ter maior dificuldade em se concentrar e realizar tarefas ao experimentar emoções negativas, percebem o tratamento com pouca relevância para a ameaça da doença e deixam de tomar a medicação, nos horários estabelecidos, ao menos uma vez por mês.

Publicado

2022-12-31

Como Citar

1.
Almeida INK de, Sousa KMP de, Araujo EM de, Oliveira ASS de. Emotional regulation, disease perception and treatment adherence in Brazilians with arterial hypertension: a cross-sectional study. Rev Enferm UFPI [Internet]. 31º de dezembro de 2022 [citado 16º de junho de 2024];11(1). Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/2846

Edição

Seção

Original

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)