A questão da Técnica sob a ótica de Martin Heidegger

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26694/pensando.vol14i33.4149

Palavras-chave:

Fenomenologia, Técnica, Ser, Heidegger

Resumo

A obra tardia de Heidegger nomeada “Quatro Seminários de Thor”, proferida entre 1966 e 1973, se configura como um estudo da história da Filosofia em suas transformações mais fundamentais. Nela, Heidegger começa por mostrar a história da Metafísica sucintamente desde seu princípio até seu ocaso. O foco deste artigo é precisamente o de problematizar a questão de saber como e porque o filósofo ensina que a partir da concepção do pensamento ocidental do Ser enquanto a entidade do ente (a presença constante), sentido implicitamente enviado ao longo de dois mil e quinhentos anos de pensamento filosófico, o Ser ele mesmo se tornou finalmente refém dos procedimentos da Técnica Moderna.

Biografia do Autor

Manuela Saadeh, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Pós- doutoranda em Filosofia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Doutora em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2015 a 2019). Mestreem Filosofia também pela UFRJ (2014), com foco na filosofia de Martin Heidegger. Pós-graduada em Filosofia Antiga pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro(2012). Graduação em Filosofia pela UNISUL (2020). Licenciatura em Filosofia pela Universidade Cruzeiro do Sul, (2021). Tem experiência no âmbito da pesquisa e do ensinoda Filosofia com ênfase na História da Filosofia e na Filosofia de Martin Heidegger.

Referências

HEIDEGGER, Martin. A Origem da Obra de Arte. Tradução de Maria da Conceição Costa. Lisboa: Edições 70, 1990.

________________ . Contribuições à Filosofia: do Acontecimento Apropriativo. Tradução de Marco Antonio Casanova. Rio de Janeiro-RJ: Ed. Via Verita, 2014.

______________ . Kant e o Problema da Metafísica. Tradução de Marco Antonio Casanova. Rio de Janeiro-RJ: Ed. Via Verita, 2019.

______________ . Que é uma Coisa? Doutrina de Kant dos Princípios Transcedentais. Tradução de Carlos Morujão. Lisboa: Edições 70, 1992.

______________ . Sein und Zeit. 17a Aufl. Tübingen. GA Band 2. Max Niemeyer Verlag GnbH e Co. 2006.

______________ . Serenidade. Tradução: Maria Madalena Andrade e Olga Santos. Lisboa: Instituto Piaget, 2000.

______________ . Thor Seminaries. Translated by: Andrew Mitchell and François Raffoul. USA: Indiana University Press, 2003.

______________¬ . Vorträge und Aufsätze. GA Band 7. Vittorio Klostermann GmbH, Frankfurt am Main, 2000a.

______________ . Zeit und Sein. In “Zur Sache des Denkens” - 2., unveränd. Aufl. - Tübingen: Niemeyer, 1976.

Downloads

Publicado

2024-01-23

Como Citar

SAADEH, M. A questão da Técnica sob a ótica de Martin Heidegger. PENSANDO - REVISTA DE FILOSOFIA, [S. l.], v. 14, n. 33, p. 116-125, 2024. DOI: 10.26694/pensando.vol14i33.4149. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/pensando/article/view/4149. Acesso em: 19 abr. 2024.