BLONDEL, O MODERNISMO E A IMANÊNCIA: A PROPÓSITO DA CARTA SOBRE A APOLOGÉTICA

Autores

  • Delmar Cardoso

DOI:

https://doi.org/10.26694/pensando.v13i30.13871

Palavras-chave:

Blondel, Modernismo, Apologética, Método da imanência.

Resumo

O texto é uma reflexão sobre a relação entre a filosofia de Maurice Blondel e o modernismo, aqui especificamente entendido como movimento teológico que teve lugar no interior da Igreja católica na virada dos séculos XIX e XX. Para isso, faz-se uma incursão filosófica no texto blondeliano conhecido como Carta sobre a apologética.  Na Carta, Blondel considera a filosofia como um caminho e concebe a ciência como um processo. Ele também percebe o quanto a Modernidade possui características cristãs.  Nesse sentido, a Carta propõe o método da imanência que prioriza o sujeito enquanto capaz de pensamento, liberdade e ação. No entanto, pensamento, liberdade e ação no sujeito  se dão de modo mesclado entre a insatisfação histórica e a abertura a uma ordem sobrenatural, à qual se relaciona com o sujeito histórico.

Referências

BLONDEL, Maurice. L’Azione. Trad. Armando Vedaldi. Torino: Paravia, 1950.

BLONDEL, Maurice. Lettera sull'apologetica. Trad. Guglielmo Forni. Brescia: Queriniana, 1990.

BLONDEL, Maurice. Storia e dogma. Trad. E. Carpita e M. Casotti. Firenze: Vallecchi, 1922.

BÖHM, Irmingard. Modernismo e antimodernismo. In CORETH, Emerich; NEIDL, Walter M.; PFLIGERSDORFFER, Georg. (org.). La filosofia cristiana nei secoli XIX e XX. Vol. 2 . Ed. italiana organizada por G. Mura e G. Penzo. Roma: Città Nuova, 1994, p. 392-409.

GILBERT, Paul. La terza scolastica in Francia. In CORETH, Emerich; NEIDL, Walter M.; PFLIGERSDORFFER, Georg. (org.). La filosofia cristiana nei secoli XIX e XX. Vol. 2. Ed. italiana a cura di G. Mura e G. Penzo. Città Nuova, Roma 1994. p. 479-514.

HENRICI, Peter. Maurice Blondel (1861-1949) e la filosofia dell’azione. In CORETH, Emerich; NEIDL, Walter M.; PFLIGERSDORFFER, Georg. (org.). La filosofia cristiana nei secoli XIX e XX. Vol. 1 . Ed. italiana a cura di G. Mura e G. Penzo. Città Nuova, Roma 1993. p. 588-632.

HENRICI, Peter. Apologetica dell’immanenza. In Sacramentum Mundi. Vol. 1. Brescia: Morcelliana, 1974, col. 357-361.

INÁCIO DE LOYOLA. Exercícios Espirituais. Trad. R. Paiva. São Paulo: Loyola, 2000.

KEHL, Medard. A Igreja: uma eclesiologia católica. Trad. João Rezende Costa. São Paulo: Loyola, 2020. .

LATOURELLE, René. L’uomo e i suoi problemi davanti a Cristo Assisi: Cittadella, 1982.

LATOURELLE, René. Blondel. In LATOURELLE, René; FISICHELLA, Rino. Dicionário de Teologia Fundamental. Trad. Luiz João Baraúna. Petrópolis; Aparecida: Vozes; Santuário, 1994, p. 108-113.

MARTINA, Giacomo. História da Igreja de Lutero a nossos dias: vol. 4 – A era contemporânea. Trad. Orlando Soares Moreira. São Paulo: Loyola, 1997.

MELLO, Thiago de. Poemas preferidos pelo autor e seus leitores. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

PIMENTEL, Álvaro. Maurice Blondel: a ação criadora e o apelo da norma. In CARDOSO, Delmar (org.). Pensadores do século XX. São Paulo: Loyola; Paulus, 2012, p. 145-160.

PROVENCHER, Normand. Modernismo. In LATOURELLE, René; FISICHELLA, Rino. Dicionário de Teologia Fundamental. Trad. Luiz João Baraúna. Petrópolis; Aparecida: Vozes; Santuário, 1994, p. 669-671.

VERWEYSEN, Hansjürgen. Imanência (método de). In LATOURELLE, René; FISICHELLA, Rino. Dicionário de Teologia Fundamental. Trad. Luiz João Baraúna. Petrópolis; Aparecida: Vozes; Santuário, 1994, p. 460-464.

Downloads

Publicado

2023-03-09

Como Citar

CARDOSO, D. . BLONDEL, O MODERNISMO E A IMANÊNCIA: A PROPÓSITO DA CARTA SOBRE A APOLOGÉTICA. PENSANDO - REVISTA DE FILOSOFIA, [S. l.], v. 13, n. 30, p. 53-60, 2023. DOI: 10.26694/pensando.v13i30.13871. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/pensando/article/view/4028. Acesso em: 26 fev. 2024.