A LÓGICA DA VIDA MORAL E A FILOSOFIA COMO TAREFA

Autores

  • Galileu Galilei Medeiros de Souza

DOI:

https://doi.org/10.26694/pensando.v13i30.13894

Palavras-chave:

Lógica reflexiva. Lógica Moral. Negação. Privação.

Resumo

Neste artigo, proponho uma interpretação de Principe élémentaire d’une logique de la vie morale no sentido da filosofia como tarefa. O texto retoma uma passagem da conclusão da L’Action (1893) e trata da relação entre lógica da ação e lógica reflexiva, de modo a identificar, na primeira, a fonte de toda ordem do pensar. Para um pensar que se limita à lógica abstrata a compreensão do ser será sempre contraditória, porque não se pode admitir o diverso, o não ser, porque, como o afirmara a tradição eleática, “o não ser não pode ser conhecido”. Mas o reconhecimento da antífasis (o não ser) como símbolo inadequado da stérēsis (privação) faz com que a questão se redimensione completamente, o que resolve questões historicamente mal colocadas e que, do modo como são apresentadas, conduzem sempre ao ceticismo, senão ao niilismo. 

Referências

BLONDEL, Maurice. “Principe élémentaire d'une logique de la vie morale”. In: BLONDEL, Maurice. Ouvres complètes II: 1888-1913. La philosophie de L'Action et la crise moderniste. Paris, PUF, 1997, p. 365-385.

D'AGOSTINO, Simone. “Privation Positive”. In: LECLERC, Marc (éd.). Blondel entre L’Action et la trilogie. Bruxelles, Lessius, 2003. (Actes du Colloque international sur les “écrites intermédiaires” de Maurice Blondel, tenu à l’Université Grégorienne à Rome du 16 au 18 novembre 2000).

GILBERT, Paul. A simplicidade do Princípio: prolegômenos à metafísica. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

HUME, David. Tratado da Natureza Humana. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 2001.

LAMBERT, Dominique; LECLERC, Marc. Au cœur des sciences. Paris, BAP, 1996.

LECLERC, Marc (éd.). Blondel entre L’Action et la trilogie. Bruxelles, Lessius, 2003. (Actes du Colloque international sur les “écrites intermédiaires” de Maurice Blondel, tenu à l’Universitè Grégrorienne à Rome du 16 au 18 novembre 2000).

LECLERC, Marc. “La confirmation performative des premiers principes”. Revue Philosophique de Louvain, Louvain, 96, p. 69-85, 1998.

PIMENTEL, Álvaro. A “Lógica da Ação” de Maurice Blondel: explicitação crítica na Ação (1893). Belo Horizonte: UFMG, 2008. (Tese de doutorado). Disponível em: http://hdl.handle.net/1843/ARBZ-7G5K29. Acesso: 28/09/2022.

SOUZA, Galileu Galilei Medeiros de. Entre a morte e a vida da ação: meditações sobre o que se pode aprender com uma filosofia de náufrago. In: Veritas, Porto Alegre, v. 65, n. 3, p. 1-16, Set.-Dez. 2020 | e-37333. (DOI: https://doi.org/10.15448/1984-6746.2020.3.37333).

SOUZA, Galileu Galilei Medeiros de. Filosofia como Tarefa. In: Síntese, Belo Horizonte, v. 45, n. 141, p. 113-143, Jan./Abr., 2018. (DOI: https://doi.org/10.20911/21769389v45n141p113/2018).

SOUZA, Galileu Galilei Medeiros de. Parmênides, Blondel e o problema da justificação do conhecimento. In: Trilhas Filosóficas, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 31–42, 2015. Disponível em: http://periodicos.apps.uern.br/index.php/RTF/article/view/1958. Acesso em: 29 set. 2022.

YSAYE, Gaston. L’affirmation de l’être et les sciences positives. Paris, Lethielleux e Namur, Presses Université de Namur, 1987.

Downloads

Publicado

2023-03-09

Como Citar

SOUZA, G. G. M. de . A LÓGICA DA VIDA MORAL E A FILOSOFIA COMO TAREFA. PENSANDO - REVISTA DE FILOSOFIA, [S. l.], v. 13, n. 30, p. 34-52, 2023. DOI: 10.26694/pensando.v13i30.13894. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/pensando/article/view/4027. Acesso em: 16 jun. 2024.