O convênio FUNAI-UnB (2004 a 2013): acesso e permanência na Universidade

Autores

  • Jhennyson Robert dos Santos
  • Andrea Felipe Cabello

Palavras-chave:

Ensino superior. UnB. FUNAI. Desempenho acadêmico; Acesso à Universidade.

Resumo

O artigo analisa o convênio entre a UnB e a FUNAI, vigente entre 2004 e 2013, bem como o desempenho acadêmico dos alunos beneficiados, buscando identificar lacunas que permitam traçar uma política mais bem-sucedida que garanta além do acesso, a permanência e formatura desses estudantes. Por meio de estatísticas descritivas com dados da UnB entre 2004 e 2013, observamos uma concentração de alunos em cursos da área da saúde e ligados a questões agrárias e ambientais, indicando que a escolha de cursos depende de uma demanda dessas comunidades. Nossa análise sugere um desempenho superior dos alunos em cursos que tradicionalmente recebem alunos indígenas, indicando que ou esses cursos e departamentos já têm uma estrutura para acolhe-los e/ou o fato de um grande grupo de alunos indígenas conviver traz benefícios positivos para seu desempenho acadêmico.

Referências

BANIWA, G. O Índio Brasileiro: o que você precisa saber sobre os povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília: Coleção Educação para Todos, novembro, 2006. Série Via dos Saberes nº 1. Disponível em: <https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000154565>. Acesso em: 3 set. 2020.

BANIWA, G. Indígenas no ensino superior: novo desafio para as organizações indígenas e indigenistas no Brasil. In: SMILJANIC, M. PIMENTA, J. BAINES, S. (Orgs). Faces da Indianidade. Curitiba: Nexo Design, 2009.

BRASIL. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade – SECAD/MEC. Educação Escolar Indígena: diversidade sociocultural indígena ressignificando a escola. Brasília: Editora do MEC, 2007.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os indígenas no Censo Demográfico 2010: primeiras considerações com base no quesito cor ou raça. Rio de Janeiro, 2012. Artigo disponível em: <https://indigenas.ibge.gov.br/images/indigenas/estudos/indigena_censo2010.pdf>. Acesso em: 3 set. 2020.

FERNANDES, M. Educação superior indígena no Brasil: releituras e perspectivas. Revista Lusófona de Educação, v. 31, 2015, p. 85-98.

LIMA, A. Trilhas de Conhecimentos: o ensino superior de indígenas no Brasil. Uma experiência de Fomento a ações afirmativas no Ensino Superior. In: MATO, Daniel (Coord..) Diversidad cultural e interculturalidad en educación superior. Experiencias en América Latina y el Caribe (IESALC). Caracas: Instituto Internacional de la UNESCO para la Educación Superior en América Latina y el Caribe (UNESCO-IESALC), 2008, p. 167-176.

MARTINS, M. Cartilha as ações afirmativas e a educação superior indígena. São Paulo, 2010.

MELIÁ, B. Educação indígena e alfabetização. São Paulo: Loyola, 1979.

MENESES, P. O Contexto Acadêmico dos Estudantes Indígenas da Universidade de Brasília do Convênio FUB/FUNAI em Disciplinas da Área de Química. Monografia de Graduação. (Graduação em Química). Universidade de Brasília, 2013.

REIS. J. P. EUZEBIO, U. Inclusão social e educação no ensino superior indígena. Congreso Iberoamericano de Ciencia, Tecnología, Innovación y Educación, artigo 1008, 2014.

OLIVEIRA FILHO, J. Seminário: Desafios para uma educação superior para os povos indígenas no Brasil: políticas públicas de ação afirmativa e direitos culturais diferenciados. Relatórios de Mesas e Grupos, Brasília, 2004.

SILVA, W. EUZEBIO, U. Políticas inclusivas para ingresso e permanência de indígenas na universidade pública. Anais do 2º Congresso Internacional de Educação do Noroeste Paulista, Votuporanga: IFSP Votuporanga, v. único, 2013, p. 122-128.

SOUSA, J. Os Desafios dos estudantes e das instituições no convênio FUNAI–UnB. Monografia de Especialização. Curso de Especialização em Indigenismo e Desenvolvimento Sustentável, do Centro de Desenvolvimento Sustentável. Universidade de Brasília, Brasília, 2009.

SOUZA LIMA, A. A Educação Superior de Indígenas no Brasil contemporâneo: reflexões sobre as ações do Projeto Trilhas de Conhecimentos. Revista História Hoje, v. 1, n. 2, 2012, p. 169-193.

Downloads

Publicado

2020-10-06