PROJETOS DE PESQUISA NA EDUCAÇÃO BÁSICA: A PRÁTICA EDUCATIVA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26694/caedu.v5i3.4767

Palavras-chave:

Ato Educativo, Prática Educativa, Projetos de Pesquisa

Resumo

Autores contemporâneos como Demo (2005), Martins (2001 e 2007) e Bagno (2001) defendem a pesquisa como principal elemento da formação da competência humana que se elabora na escola. Este conceito está diretamente ligada a definição de educação, pois é um instrumento educativo e formador do cidadão, que se baseia no questionamento reconstrutivo para criar hipóteses interligando a teoria à prática. A fim de demonstrar a importância do trabalho com projetos de pesquisa para a formação do aluno e compreender como é o planejamento e execução dos projetos de pesquisa nos anos iniciais da Educação Básica, foi realizada uma pesquisa de campo por meio da aplicação de questionário de abordagem qualitativa, com professores e gestores da cidade de Limeira, interior do Estado de São Paulo, em duas escolas públicas periféricas que atendem a Educação Infantil e Ensino Fundamental I. Com este trabalho, espera-se contribuir para que os profissionais da educação repensem suas práticas, pensando na pesquisa como ferramenta que pode enriquecer o processo de ensino aprendizagem.

Biografia do Autor

Flávia Baccin Fiorante-Inforsato, FIEL- Faculdades Integradas Einstein de Limeira

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba (1998), graduação em Pedagogia pela Universidade Santa Cecília (2017). Mestrado em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba (2003) na área de Pedagogia do Movimento. É Doutora em Educação Escolar pela UNESP-FCLAR (20011). Pós doutorado em Educação Escolar pela UNESP-FCLAR (2022) . É professora das Faculdades Integradas Einstein de Limeira. Membro do Comitê de ética das Faculdades Integradas Einstein de Limeira. Tem experiência na área de Formação de professores, Didática, Metodologia da Pesquisa Científica e Trabalho de Conclusão de Curso. Tutora da pós graduação lato senso: Educação 5.0- Metodologias Ativas e Ensino Híbrido. (UNESP).Orientadora Externa de Trabalhos de Conclusão de Curso- pós graduação lato senso: Gestão Escolar- USP/PECEGE.

Ana Lídia Romão, FIEL- Faculdades Integradas Einstein de Limeira

Licencianda em Pedagogia pela FIEL- Faculdades Integradas Einstein de Limeira. Possui ensino-medio-segundo-graupela ETEC Trajano Camargo(2019). Atualmente é Auxiliar de sala (Estágio) do Colégio Ruth Gomes Figueira. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Pesquisa na Educação Básica.

Referências

ARAÚJO, U. F. Temas transversais e a estratégia de projetos. São Paulo: Moderna, 2003.

BAGNO, M. Pesquisa na escola: O que é, como se faz. 19. Ed. São Paulo: Loyola, 2005.

BUENO, J. B. M.; SCHEIN, Z. P. Educar pela pesquisa: prática de construção e re-construção do conhecimento científico. Taquara, Faccat, 2015. https://www2.faccat.br/portal/sites/default/files/EDUCAR%20PELA%20PESQUISA_1.pdf

DEMO, P. Educar pela pesquisa. 7. ed. Campinas: Autores Associados Ltda, 2005.

DEMO, P. Pesquisa: princípio científico e educativo. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

FERNANDES, C. C. M. A pesquisa em sala de aula como instrumento pedagógi-co: da realidade ao concreto-pensado. Persp. Dial.: Rev. Educ. e Soc., Navaraí, v. 2, n. 4, p. 18-35, jul-dez. 2015. Perspectivas em Diálogo: http://www.seer.ufms.br/index.php/persdia/indexPerspec.

JOLIBERT, J., et al. Além dos muros da escola. Porto Alegre: ArtMed, 2006.

LIBÂNEO, J. C. Organização e gestão da escola: teoria e prática. 5. ed. Goiânia: Edi-tora Alternativa, 2004.

LUDKE, M. ANDRÉ, M. E. D. Pesquisa em Educação: Abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MARTINS, J. S. Trabalho com projetos de pesquisa: do ensino fundamental ao ensino médio. 3. ed. Campinas: Papirus, 2001.

MARTINS, J. S. Projetos de Pesquisa: estratégias de ensino e aprendizagem em sala de aula. 2. ed. Campinas: Armazém do Ipê (Autores Associados), 2007.

MENEGOLLA, M., SANT’ANNA, I. M. Por que planejar? Como planejar? 22. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

MOURA, D. G.; BARBOSA, E. F. Trabalhando com Projetos-Planejamento e Gestão de Projetos Educacionais. 6. Ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2011.

NOGUEIRA, N. R. Pedagogia dos Projetos: uma jornada interdisciplinar rumo ao de-senvolvimento das múltiplas inteligências. São Paulo: Érica 2001.

PESCUMA, D., CASTILHO, A. P. F. Projeto de pesquisa: O que é? Como fazer?. São Paulo: Olho D’água, 2005.

REDIN, M. M., et al. Planejamento, práticas e projetos na educação infantil. 3. ed. Porto Alegre: Editora Mediação, 2014.

SANTOS, A. “Pedagogia” ou “método” de projetos?: Referências transdisciplinares. NUPEAT-IESA-UFG, v. 1, n. 2, jul./dez. 2011, p. 101-123. https://revistas.ufg.br/teri/article/download/17242/10381/70465.

SILVA, F. S.; GOI, L. L. Projetos de trabalho e a prática pedagógica na perspecti-va histórico-crítica: rumo a aprendizagem significativa. Multidebates, Palmas, v. 2, n. 2, p. 219-243, 2018. https://revista.faculdadeitop.edu.br/index.php/revista/article/view/105.

Downloads

Publicado

2023-12-18

Como Citar

FIORANTE-INFORSATO, F. B. .; ROMÃO, A. L. PROJETOS DE PESQUISA NA EDUCAÇÃO BÁSICA: A PRÁTICA EDUCATIVA. CAMINHOS DA EDUCAÇÃO diálogos culturas e diversidades, [S. l.], v. 5, n. 3, p. 01-20, 2023. DOI: 10.26694/caedu.v5i3.4767. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/cedsd/article/view/4767. Acesso em: 19 abr. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS