USO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NO ENSINO DE FÍSICA: POTENCIALIDADES E DESAFIOS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26694/caedu.v5i3.4657

Palavras-chave:

Inteligencia Artificial, Metodologias ativas , Tecnologias digitais

Resumo

O objetivo deste artigo é validar o método e a sequência didática que será utilizada na dissertação do Mestrado Nacional Profissional de Ensino de Física sobre aplicação de Inteligências artificiais como ferramentas auxiliares para o ensino de relatividade restrita para a terceira série do ensino médio. Utilizando-se os referenciais teóricos Paulo Freire, Marco Silva e Morán, o projeto foi metodologicamente desenvolvido a partir de uma pesquisa qualitativa, de natureza aplicada, com objetivo exploratório e procedimento experimental. O resultado foi a criação de um vídeo utilizando-se palavras-chave do livro didático e geradas pela Inteligência Artificial chat GPT e Studio D-ID. A análise do método utilizado mostrou que as metodologias ativas aprendizagem baseada em problemas e aprendizagem baseada em equipe podem ser exploradas pelo professor utilizando o livro texto em conjunto com a Inteligência Artificial, bem como ratifica a importância da figura docente como orientador do processo, devido questões éticas na utilização desta tecnologia digital.

Biografia do Autor

JaderCristiano Magalhães de Albuquerque, UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

Doutor em Difusão do Conhecimento pela UFBA, Mestre em Administração pela UFBA, Especialista em Educação e Tecnologias e Graduado em Processamento de Dados e Administração. É Professor Adjunto da Universidade do Estado da Bahia atuando no Dept. de Ciências Humanas/Salvador. Atua como Professor Permanente do Mestrado Nacional e Profissional de Ensino de Física(MNPEF/UNEB) e do Programa de Pós-Graduação em educação e Contemporaneidade (PPGEduC/UNEB). É Prof. Pesquisador do Grupo de Pesquisa Difusão do Conhecimento, Educação, Tecnologias e Modelagens Sociais(DCTEM). Atuou na Implantação e foi Coordenador geral da Unidade Acadêmica de Educação a Distância da UNEB. Foi membro da Câmara de Educação a Distância da Associação de Reitores de Universidades Estaduais e Municipais. (ABRUEM). Atuou como consultor na implantação de cursos de graduação nas áreas de Gestão e Sistemas de Informação na modalidade EaD na Faculdade Regional de Candeias e na Faculdade Osvaldo Alves de Miranda. Áreas de interesse em pesquisa: Educação Mediada por Tecnologias; Modelos de Governança para a gestão da EaD; Gestão da Educação; Indicadores Educacionais; Modelagem Computacional; Dinâmica de Sistemas; Gestão da Produção e Operações Logísticas, Sistemas Locais de Produção e Inovação. 

Jorge Lucio Rodrigues das Dores, UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

Possui graduação em licenciatura em física pela Universidade Federal da Bahia (2005). Especialização em Educação de Jovens e Adultos (EJA) pelo Instituto Superior de Educação de Afonso Cláudio em 2013. Professor efetivo do Governo do Estado da Bahia desde 2007. Licenciatura em Matemática pelo Centro Universitário Estácio de Santa Catarina em 31/21/2021. Atualmente é professor efetivo do Colégio Estadual Professora Ivaneck Maria Aguiar Costa (CEPIMAC). Tem experiência na área de Iniciação Científica, atuando principalmente nos seguintes temas: educação científica, ensino não formal, astronomia, física moderna e energia nuclear. Integrante da comissão científica do Encontro de Jovens Cientistas (EJC), membro do corpo editorial da Revista Jovens Cientistas e professor orientador no Núcleo de Iniciação Científica do Colégio Militar de Salvador (CMS). Mestrando do Programa Nacional de Mestrado Profissional em Ensino de Física (MNPEF) na Universidade do Estado da Bahia (UNEB) 

Referências

BACICH, Liliam ; MORAN, José (Orgs.) Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem téorico-prática [recurso eletrônico] Porto Alegre: Penso, 2018

CALISKAN, A., BRYSON, J. J., & NARAYANAN, A. (2017). Semantics derived automatically from language corpora contain human-like biases. Science, 356(6334), 183-186. e-PUB.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. 30 ed.; Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2007.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 35 ed. São Paulo: Paz e Terra, 2007.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 24 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

LOFTUS, Mary & MADDEN, Michael G. (2020) A pedagogy of data and Artificial Intelligence for student subjectification, Teaching in Higher Education, 25:4, 456-475, DOI: 10.1080/13562517.2020.1748593.

JARDIM, Wagner T.; OTOYA, Victor J. Vasquez; OLIVEIRA, Cristiane Garcia S. A teoria da relatividade restrita e os livros didáticos do Ensino Médio: Discordâncas sobre o conceito de massa. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 37, p. 2506-1-2506-7, 2015.

MORAN, José M. Desafios que as tecnologias digitais nos trazem. MORAN, José M. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas, São Paulo: Papirus, 2013.

MORÁN, José. Mudando a educação com metodologias ativas. Coleção mídias contemporâneas. Convergências midiáticas, educação e cidadania: aproximações jovens, v. 2, n. 1, p. 15-33, 2015.

OLIVEIRA, B. R.; COELHO, J. I. F.; VIEIRA, M. F. Limites e possibilidades do uso das TDICs no processo de formação de professores na modalidade a distância: a experiência do Programa Escola de Gestores na Universidade Federal de Ouro Preto. Dialogia, São Paulo, n. 27, p. 65-78, set./dez. 2017. DOI: 10.5585/Dialogia.n27.7787

PAIVA, Vera Lúcia Menezes de Oliveira. Aquisição e complexidade em narrativas

multimídia de aprendizagem. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 8, n. 2, p.

-339, 2008. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1984-63982008000200004

Acesso em: 05 jul. 2023.

RADFORD, Alec et al. Improving language understanding by generative pre-training. 2018.

SELWYN, N. Should robots replace teachers? AI and the future of education. Polity Press, 2019

SILVA, Marco. Sala de aula interativa. Rio de Janeiro: Quartet, 2000.

SILVA, M. Educación interactiva: enseñanza y aprendizaje presencial y on-line. Madrid: Gedisa, 2005.

SILVA, M. FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA DOCÊNCIA NA SALA DE AULA HÍBRIDA. Revista de Educação Pública, [S. l.], v. 31, n. jan/dez, p. 1–17, 2022. DOI: 10.29286/rep.v31ijan/dez.13472. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica/article/view/13472. Acesso em: 10 jul. 2023.

VASWANI, Ashish et al. Attention is all you need. Advances in neural information processing systems, v. 30, 2017.

ZUBOFF, S. (2019). The age of surveillance capitalism: The fight for a human future at the new frontier of power. Profile Books.

Downloads

Publicado

2023-12-18

Como Citar

ALBUQUERQUE, J. M. de .; DORES, J. L. R. das . USO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NO ENSINO DE FÍSICA: POTENCIALIDADES E DESAFIOS. CAMINHOS DA EDUCAÇÃO diálogos culturas e diversidades, [S. l.], v. 5, n. 3, p. 01-14, 2023. DOI: 10.26694/caedu.v5i3.4657. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/cedsd/article/view/4657. Acesso em: 15 abr. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS