EDUCAÇÃO INCLUSIVA EM PENEDO: UMA ANÁLISE DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26694/caedu.v5i3.4639

Palavras-chave:

Educação Inclusiva, Plano Municipal de Educação, Penedo, Escola Pública, Integração Educacional

Resumo

O presente estudo analisa o processo de inclusão educacional dos estudantes com deficiências em Penedo-AL, presente nas metas e estratégias inseridas no Plano Municipal de Educação, Lei Nº 1.537/2015, aprovado em 2015 com vigência até 2025. O referencial teórico contou com autores que pesquisam a temática da educação inclusiva, a exemplo de Mantoan e Guijarro, bem como documentos como a Declaração de Salamanca e a Lei Brasileira de Inclusão da pessoa com deficiência. Como aspecto teórico-metodológico foi utilizado à pesquisa qualitativa e análise documental do Plano Municipal de Educação, fundamentado a partir da Leis de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, do Plano Nacional de Educação e do Plano Estadual da Educação. Com base nos estudos teóricos e análise dos documentos buscou-se responder: a educação inclusiva delineada no Plano Municipal de Educação Penedo-AL garante a redução das desigualdades educacionais dos estudantes com deficiência? Como resultados, observou-se que entre as 20 metas estabelecidas no plano municipal, é na meta 4 que estão estabelecidos os direitos educacionais das pessoas com deficiência. Pode-se considerar que apesar de tais estratégias garantir diversos benefícios aos alunos com deficiência, no município não há registros comprobatórios de que esses benefícios são efetivados na prática.

 

Biografia do Autor

Daniele Santos, Universidade Federal de Alagoas

Graduada em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Alagoas, Campus Arapiraca/Unidade Educacional Penedo. Estuda temáticas relacionadas à Educação Inclusiva.

Maria Lenilda Caetano França, Universidade Federal de Alagoas

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Sergipe. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Sergipe. Mestre em Ciências da Educação pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias - Lisboa/PT. Especialista em Educação e Políticas Educativas pelo CINTEP - Centro Integrado de Tecnologia e Pesquisa/Faculdade Nossa Senhora de Lourdes. Especialista em Psicopedagogia e Licenciada em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia. Licenciada em Filosofia pelo Centro Universitário Claretiano. Atua nas áreas de: Filosofia da Educação e Formação de Professores: Gestão, Didática, Currículo, Avaliação educacional e da aprendizagem. Participa do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Contemporaneidade (EDUCON/UFS) e do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Filosofia da História e Modernidade (NEPHEM/UFS). É professora Adjunto A da Universidade Federal de Alagoas/Campus Arapiraca - Unidade Educacional Penedo, onde atua no ensino das disciplinas: Profissão Docente, Política e Organização da Educação Básica no Brasil, Didática, Estágios Supervisionados, além de desenvolver projetos de pesquisa e extensão.

Referências

ALAGOAS. Lei nº 7.795, de 22 de janeiro de 2016. Aprova o Plano Estadual de Educação- PEE, para o período de 2016 a 2025, e dá outras providências. Diário Oficial: Alagoas, 25 de janeiro de 2016.

ALAGOAS. Nota Técnica nº 02/2022 – Atendimento Educacional Especializado (AEE). Planejamento para Apoio e Acompanhamento aos Estudantes Público Alvo da Educação Especial. Maceió, Alagoas, 2022.

ALAGOAS. Nota Técnica nº 01/2022 – Sala de Recursos Multifuncionais (SEM). Organização, Planejamento para Apoio e Acompanhamento aos Estudantes Público Alvo da Educação Especial. Maceió, Alagoas, 2022.

BRASIL. Plano Nacional da Educação. Palácio do Planalto: Brasília, 25 de junho de 2014.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Imprensa Oficial, 1988.

BRASIL. Lei nº 13.147/2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília, 2015. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm. Acesso: 02/02/2023.

BRASIL. LEI Nº 14.191, DE 3 DE AGOSTO DE 2021. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), para dispor sobre a modalidade de educação bilíngue de surdos.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 16 de dezembro de 1996. disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 10/10/2022.

DENZIN, N. K. e LINCONLN, Y. S. Introdução: a disciplina e a prática da pesquisa qualitativa. In DENZIN, N. K. e LINCONLN, Y. S. (Orgs). O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006. p. 15-41.

GUBA, E. G.; LINCONLN, Y. S. Effective evaluation. San Francisco: Jossey- Bass, 1981.

GUIJARRO, Maria Rosa Blanco, Inclusão: um desafio para os sistemas educacionais. In: SORRI-BRASIL. Ensaios Pedagógicos- construindo escolas inclusivas. 1. Ed. Brasília: MEC, SEESP, 2005. p. 07.

IBGE, 2021. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/al/penedo/panorama. Acesso em: 28/10/2022

Lei nº 14.191, Atividade Legislativa, 2021. Disponível em: https://legis.senado.leg.br/norma/34639654/publicacao/34641242

LIRA, Darlene Seabra, Políticas Públicas de Educação Bilíngue (Libras/Português) em Santarém- Pará: O que Sinalizam os Surdos. Santarém-Pará, 2022.

MANTOAN, Maria Tereza Égler. Inclusão Escolar: O que é? Por quê? E como fazer? São Paulo: Moderna, 2003.

PENEDO. Lei nº 1.537/2015. Aprova o Plano Municipal de Educação- PME, para o período

de 2016 a 2025.

PENEDO. Edital SEMED Nº 01/2023. Processo Seletivo Simplificado, 2023.

PENEDO. A CIDADE DE PENEDO. Prefeitura de Penedo, 2022. Disponível em: https://penedo.al.gov.br/a-cidade-de-penedo/. Acesso em: 28/10/2022

PESSOTI, Isaias. Sobre a gênese e evolução histórica do conceito de deficiência mental. In: Revista Brasileira de Deficiência Mental. Vol. 16, Nº 1, Florianópolis, 2001.

Projeto de Lei nº 4909, Atividade Legislativa, 2020. Disponível em: https://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/145112

RESULTADO PRELIMINAR CENSO ESCOLAR 2022. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio TEXEIRA/ INEP. 2022. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/pesquisas-estatisticas-e-indicadores/censo-escolar/resultados. Acesso em: 26/10/2022.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Terminologia sobre deficiência na era da inclusão. Disponível em:https://www2.camara.leg.br/a-camara/estruturaadm/gestao-na-camara-dos-deputados/responsabilidade-social-e-ambiental/acessibilidade/glossarios/terminologia-sobre-deficiencia-na-era-da-inclusao. Acesso: 02/02/2023.

UNESCO. Declaração Salamanca. UNESCO Office Brasília, 21/07/2004. Disponível em: https://www.udesc.br/arquivos/udesc/documentos/Declara__o_de_Salamanca_15226886560741_7091.pdf. Acessado em: 21 de março de 2022.

Downloads

Publicado

2023-12-18

Como Citar

SANTOS, D.; FRANÇA, M. L. C. . EDUCAÇÃO INCLUSIVA EM PENEDO: UMA ANÁLISE DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO . CAMINHOS DA EDUCAÇÃO diálogos culturas e diversidades, [S. l.], v. 5, n. 3, p. 01-19, 2023. DOI: 10.26694/caedu.v5i3.4639. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/cedsd/article/view/4639. Acesso em: 15 abr. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS