Crise estrutural do capital e a impossibilidade do retorno às saídas keynesianas

Autores

  • Elane da Silva Lima
  • Pedro Henrique Soares da Silva
  • Pedro Vitor Vieira Melo
  • Dâmaris da Silva Leão
  • Iael de Souza

Palavras-chave:

Crise estrutural. Capital. Keynesianismo. Decrescimento. Bem viver.

Resumo

O presente artigo trata das crises inerentes (genéticas) ao sistema capital e de sua crise estrutural. Evidencia que as soluções e propostas keynesianas se tornaram inviáveis no atual estágio de acumulação deste sociometabolismo. Demais medidas reformistas que não atinjam o cerne vital da lógica de produção/reprodução desse sistema também não farão mais do que apenas aliviar e amenizar suas consequências perversas, destrutivas e a barbárie social imanente ao seu estágio atual. A superação e transcendência positiva do sociometabolismo do capital só se dará através de uma transformação radical na forma de organização/produção/reprodução das sociabilidades humanas, culminando com uma nova forma histórica-social onde seja concretamente posta a possibilidade da autodeterminação humana e um novo modo de relação com a Natureza e demais formas de vida no planeta.

Referências

Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. São Paulo: Boitempo, 2002.

Bem Viver. In: D’ALISA, Giacomo; DEMARIA, Federico; KALLIS, Giorgos; ROMANO, Onofrio. Decrescimento: Vocabulário Para um Novo Mundo. Porto Alegre: Tomo Editorial, 2016.

A finança mundializada: raízes sociais e políticas, configurações, consequências. São Paulo: Boitempo, 2005.

A Mundialização do Capital. São Paulo: Xamã, 1996.

“Economia de Francisco” (Assis, 26-28 de março de 2020). Mensagem do Papa Francisco para o Evento. IHU – Instituto Humanitas Unisinos, 13 de maio de 2020. Disponível em: <http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/589076-economia-de-francisco-assis-26-28-de-marco-de-2020-mensagem-do-papa-francisco-para-o-evento>. Acesso em: 3 set. 2020.

“Holandeses avançam no cenário pós-pandemia e propõem um modelo econômico baseado no decrescimento”. IHU – Instituto Humanistas Unisinos, 20 de abril de 2020. Disponível em: <http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/598464-holandeses-avancam-no-cenario-pos-pandemia-e-propoem-um-modelo-economico-baseado-no-decrescimento>. Acesso em: 3 set. 2020.

“Não, o coronavírus não é o responsável pela queda das cotações bolsistas”. Eric Toussaint. Resistir.Info, 04 de março de 2020. Disponível em: . Acesso em: 3 set. 2020.

“Papa Francisco propõe um sistema econômico mais justo e sustentável”. Carta Capital, 9 de dezembro de 2019. Disponível em: <https://www.cartacapital.com.br/economia/papa-francisco-propoe-um-sistema-economico-mais-justo-e-sustentavel/>. Acesso em: 3 set. 2020.

“Papa propõe nova economia, por Frei Betto”. Brasil de Fato, 20 de fevereiro de 2020. Disponível em: <https://www.brasildefato.com.br/2020/02/20/artigo-papa-propoe-nova-economia-por-frei-betto>. Acesso em: 3 set. 2020.

CHESNAIS, François (Org.). A Mundialização Financeira: gênese, custos e riscos. São Paulo: Xamã, 1998.

COGGIOLA, Osvaldo. A Crise Global – uma abordagem do período de 2007 a 2012. Porto Alegre: Pradense, 2012.

COWSPIRACY – The Sustainability Secret. Gênero: Documentário. Direção: Kip Andersen, Keegan Kuhn. AUM Films. First Spark Media. Duração: 91 min. 2014.

ENGELS, Friedrich. Humanização do Macaco pelo Trabalho (I). Apêndice. In: ENGELS, Friedrich. A Dialética da Natureza. 3ª ed. Prólogo de J.B.S. Haldane. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979. (Pensamento crítico, v. 8)

FONTES, Virgínia. Capitalismo, crises e conjuntura. Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 130, p. 409-425, set./dez. 2017.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A conjuntura atual do capitalismo e as mobilizações sociais: a educação pública como arena na luta de classes. In: ORSO, Paulino José (et al.). (Orgs). Sociedade capitalista, educação e as lutas dos trabalhadores. 1 ed. São Paulo: Outras Expressões, 2014.

GUDYNAS, Eduardo; ACOSTA, Alberto. A renovação da crítica ao desenvolvimento e o Bem Viver como alternativa. IHU – Instituto Humanistas Unisinos, 29 de março de 2012. Disponível em: <http://www.ihu.unisinos.br/noticias/507956-a-renovacao-da-critica-ao-desenvolvimento-e-o-bem-viver-como-alternativa>. Acesso em: 3 set. 2020.

HARVEY, David. O enigma do capital: e as crises do capitalismo. Trad. João Alexandre Peschanski. São Paulo, SP: Boitempo, 2011.

KONDRATIEFF, Nikolai; GARVY, George. Las ondas largas de la economia. Revista de Occidente, p. 12-14, 1946.

LÊNIN, Vladimir I. Imperialismo, fase superior do capitalismo. 4 ed. Trad. Olinto Beckerman. São Paulo: Global, 1987.

LOMBARDI, Luca. Porque o keynesianismo é incapaz de resolver a crise atual. Esquerda Marxista – Corrente Marxista Internacional, 20 de janeiro de 2014. Disponível em: <https://www.marxismo.org.br/porque-o-keynesianismo-e-incapaz-de-resolver-a-crise-atual/>. Acesso em: 3 set. 2020.

LUXEMBURGO, Rosa. Reforma ou Revolução? São Paulo: Global Editora, 1986.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manifesto do Partido Comunista. 2ª ed. Organização e Introdução Marco Aurélio Nogueira. Trad. Marco Aurélio Nogueira, Leandro Konder. Petrópolis: Vozes, 1989.

MÉSZÁROS, István. A crise estrutural do capital. Trad. Francisco Raul Cornejo. (et al.). 2ª ed. São Paulo: Boitempo, 2011. (Mundo do Trabalho)

SADER, Emir. Apresentação. In. LUXEMBURGO, Rosa. Reforma ou Revolução? São Paulo: Global Editora, 1986.

WOOD, Ellen Meiksins. O Império do Capital. Trad. Paulo Cezar Castanheira. 1 ed. São Paulo: Boitempo, 2014.

Downloads

Publicado

2020-10-06