METÁFORA SYS.TERNA: EM BUSCA DE UMA METODOLOGIA DE EXTENSÃO BASEADA NA DESCONSTRUÇÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26694/caedu.v5i3.4659

Palavras-chave:

Extensão, Coletivos, Metáfora, Metodologia

Resumo

Esta pesquisa busca contribuir com as discussões sobre a relação entre as metodologias de pesquisa e de extensão na perspectiva da formação de coletivos. A ideia é a de propor reflexões teóricas a partir de uma análise bibliográfica. Para alcançar esse objetivo, foi feita uma análise qualitativa sobre a política de extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo - IFES e elaborada a crítica a partir do conceito de dialogismo de Paulo Freire (2015). Os resultados sugerem que a dimensão emancipatória das pesquisas participantes é muito próxima dos princípios de extensão do Ifes, apontando para a leitura de que existem metodologias que atuam nos limites entre o ensino, a pesquisa e a extensão. Como conclusão, o estudo propõe uma metáfora a partir da análise dessa relação, considerando o movimento de pensamento da desconstrução, proposto pelo filósofo Jacques Derrida (1973).

Biografia do Autor

Leonardo Lopes de Oliveira, Instituto Federal do Espírito Santo

Graduação em Comunicação Social pela Universidade Estácio de Sá (UNESA). Mestrando do Programa de Pós-graduação em Ensino de Humanidades do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes)

Leonardo Bis, Instituto Federal do Espírito Santo

Doutor em História pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Professor do Programa de Pós-graduação em Ensino de Humanidades do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Vitória, ES, BRASIL .

Robson Malacarne, Instituto Federal do Espírito Santo

Doutor em Administração – Universidade Presbiteriana Mackenzie (2015). Professor Instituto Federal do Espirito Santo (IFES), Viana, ES, BRASIL.

Referências

AZEVEDO, José. A. Fundamentos filosóficos da pedagogia de Paulo Freire. Akrópolis Umuarama, v. 18, n. 1, p. 37-47, jan./mar. 2010. Disponível em: https://ojs.revistasunipar.com.br/index.php/akropolis/article/view/3115. Acesso em: 12. jan. 2023.

BERNARDO, Fernanda. “Metáfora” ou a língua em-viagem, pensar a metáfora no rastro de Derrida. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas -SP, Edição Especial, p. 137-170, 2007.

BORGES, André. Pedagogia da Aporia: Filosofia e educação na obra de Jacques Derrida. Aprender: Cad. de Filosofia e Psic. da Educação, Vitória da Conquista, v. , n. 6, p. 79-95, jan. 2007. Anual. Disponível em https://periodicos2.uesb.br/index.php/aprender/article/view/3195/2673. Acesso em: 11 jul. 2022.

BRANDAO, Carlos Rodrigues; STRECK, Danilo Romeu (ed.). Pesquisa Participante: a partilha do saber. 2. ed. São Paulo: Ideias e Letras, 2012.

BRASIL. Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Espírito Santo. Plano de Desenvolvimento Institucional para o período 2014/2 – 2019/1. Apresentado ao Ministério da Educação/ Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Vitória: 2014. Disponível em: https://www.ifes.edu.br/images/stories/files/documentos_institucionais/pdi_2-08-16.pdf Acesso em: 14 jun. 2022.

CARVALHO, Maurício Brito de; SOUZA, Ana Cláudia de. As metáforas e sua relevância no processo de ensino-aprendizagem de língua estrangeira. Fragmentos, Florianópolis, v. 24, p. 29-44, 01 jan. 2003. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/fragmentos/article/view/7657. Acesso em: 06 dez. 20.

CONTINENTINO, Ana Maria Amado. A Alteridade no pensamento de Jacques Derrida: Escritura , Meio luto, Aporia. 2006. 216 f. Tese (Doutorado) - Curso de Doutorado em Filosofia, Departamento de Filosofia, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/2010/artigos_teses/FILOSOFIA/Teses/AnaMaria.pdf. Acesso em: 04 nov. 2021.

DERRIDA, Jacques. Gramatologia. Trad. de Miriam Schnaiderman e Renato Ianini Ribeiro. São Paulo SP: Perspectiva Ed. da Universidade de São Paulo, 1973.

FAUSTINI, Fabrício. Prefeitura de Vitória. Vitória Online. 26 de junho de 2014. “Fábrica de Ideias começa a funcionar com 500 vagas em oficinas e cursos”. Disponível em:http://www.vitoria.es.gov.br/noticia/fabrica-de-ideias-comeca-a-funcionar-com-500-vagas-em-oficinas-e-cursos-14881. Acesso em: 28. Dez.2018.

HEUSER, Ester Maria Dreher. No rastro da Filosofia da diferença. In: SKLIAR, C. (org.). Derrida & a Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

IBIAPINA, Ivana Maria Lopes de Melo. Pesquisa Colaborativa: investigação, formação e produção de conhecimentos. Brasília: Líber, 2008. 136p.

IFES. Portaria nº 2819 de 28 de dezembro de 2018. Comissão para elaborar o projeto de estruturação do Programa de Extensão em Rede Fábrica.Lab. Vitória: 2018. Disponível em: https://gedoc.ifes.edu.br/documento/58C4377EA984EC6F04DC9491A3417A5A?inline. Acesso em: 22 mai. 2020

JORGE, J Simões. A ideologia de Paulo Freire. São Paulo: Loyola, 1979. 87 p.

KANT, Immanuel. O Conflito das Faculdades. Covilhã: Universidade da Beira Interior, 2008. Tradução de Artur Morão. Disponível em: http://www.lusosofia.net/textos/kant_immanuel_conflito_das_faculdades.pdf. Acesso em: 14 abr. 2023.

KEMMIS, Stephen. Critical reflexion. In: WIDEEN, M. F. ANDREWS, I. Staff development for school improvement. The Falmer Press, 1987. p. 71-90.

LEONIDIO, Luciano Flávio. História do fórum de pró-reitores de extensão das instituições públicas de educação superior brasileiras–forproex (1987-2012). Tese (Doutorado). Universidade Federal de Pernambuco. Programa de Pós-Graduação em Educação. 2017.

MALACARNE, Robson.; BRUNSTEIN, J. . Língua em viagem na tradução do desenvolvimento sustentável para empresários do Brasil e de Portugal: o caso do WBCSD. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, SP, v. 59, n. 1, p. 715–745, 2020. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8655411. Acesso em: 15 jul. 2022.

MENESES, Ramiro Délio Borges de. A DESCONSTRUÇÃO EM JACQUES DERRIDA: o que é e o que não é pela estratégia. Universitas Philosophica, Bogotá, v. 30, p. 177-204, jan. 2013. Semestral. Disponível em: http://www.scielo.org.co/pdf/unph/v30n60/v30n60a09.pdf. Acesso em: 15 jul. 2022

PAIM, Claudia. Táticas de Artistas na América Latina: coletivos, iniciativas coletivas e espaços autogestionados. Porto Alegre: Panorama Crítico, 2012.

SECULT. 2019. Apresentação dos projetos do Planejamento Estratégico do Governo do Estado. Planejamento Estratégico 2019-2022. Disponível em https://planejamento.es.gov.br/Media/sep/Planejamento Estratégico/Planejamento Estratégico 2019-2022/PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO GOVERNO ES 2019-2022.pdf. Acesso em: 14 ago. 2022

SECULT. 2019 b. Apresentação do Secretário de Estado da Cultura no evento de lançamento do Programa ES+Criativo realizado em 14 de novembro de 2019.

THIOLLENT, Michel. A inserção da pesquisa-ação no contexto da extensão universitária. In: BRANDÃO, Carlos Rodrigues; STRECK, Danilo Romeu (org.). Pesquisa Participante: a partilha do saber. Aparecida-Sp: Ideias & Letras, 2006. Cap. 5. p. 151-66.

THIOLLENT, Michel Metodologia da pesquisa-ação. 18. ed. São Paulo: Cortez, 2011. 136 p.

Downloads

Publicado

2023-12-18

Como Citar

OLIVEIRA, L. L. de; SANTOS, L. B. dos .; MALACARNE, R. . METÁFORA SYS.TERNA: EM BUSCA DE UMA METODOLOGIA DE EXTENSÃO BASEADA NA DESCONSTRUÇÃO. CAMINHOS DA EDUCAÇÃO diálogos culturas e diversidades, [S. l.], v. 5, n. 3, p. 01-20, 2023. DOI: 10.26694/caedu.v5i3.4659. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/cedsd/article/view/4659. Acesso em: 15 abr. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS