Entre salas, gabinetes e livros: trajetória docente, gestora e intelectual da professora Conceição Carvalho na Universidade Federal do Piauí (1974-1995)

Autores

  • Raimundo Nonato de Sousa Neto Universidade Federal do Piauí - UFPI

DOI:

https://doi.org/10.26694/caedu.v4i3.2940

Palavras-chave:

Conceição Carvalho;, Docente Gestora, Intelectual.

Resumo

O propósito deste artigo consiste em interpretar indícios e memórias relacionadas à educadora Maria da Conceição Sousa de Carvalho, com foco em sua atuação como docente, gestora e intelectual na Universidade Federal do Piauí (UFPI), dentro do recorte temporal compreendido entre 1974 e 1995. Nessa perspectiva o estudo é norteado pela seguinte questão: como se deu a trajetória da docente Conceição Carvalho na UFPI, entre anos de 1974 a 1995? A delimitação deste estudo tem como marco inicial a entrada da docente na UFPI, em 1974 – na qualidade de professora temporária, por meio de contrato, passando, posteriormente, a ser permanente, mediante deliberação e enquadramento da Reitoria da instituição –, até o momento de sua aposentadoria, no ano de 1995, depois de mais de vinte anos de serviços prestados. A pesquisa teve como objetivo geral interpretar os indícios documentais e as memórias relacionadas à professora Conceição Carvalho, atinentes à sua atuação docente e enquanto gestora, destacando tanto a sua formação em serviço quanto sua produção intelectual na UFPI, no período estipulado para análise. Por meio desse trabalho apreendeu-se que a trajetória da docente acompanhou avanços quanto a aspectos acadêmicos, da estrutura física e da circularidade dos saberes pedagógicos produzidos na UFPI.

Referências

ARTIÈRES, Philippe. Arquivar a própria vida. Estudos Históricos. Centro de pesquisa e documentação de história contemporânea do Brasil da Fundação Getúlio Vargas. Rio de Janeiro: 1988.

CATROGA, Fernando. Memória, história e historiografia. Coimbra: Quarteto Editora, 2015.

DUARTE, Rosália. Entrevistas em pesquisas qualitativas. Educar, Curitiba, n. 24, p. 213-225, 2004. Editora UFPR.

GINZBURG, Carlo. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

GINZBURG, Carlo. O queijo e os vermes: o cotidiano e as ideias de um moleiro perseguido pela inquisição. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2003.

LE GOFF, Jacques. Documento/monumento. Enciclopédia Einaudi, vol. 1Memóri – História. Imprensa Nacional: Casa da Moeda, 1984, p. 103.

NÓVOA, António. Vidas de professores. Porto, Portugal: Porto Editora, 2000.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2007.

VASCONCELOS, José Gerardo; MAGALHÃES JUNIOR, Antonio Germano. Memórias no plural. Fortaleza: LCR, 2001.

Downloads

Publicado

2022-12-29

Como Citar

SOUSA NETO, R. N. de. Entre salas, gabinetes e livros: trajetória docente, gestora e intelectual da professora Conceição Carvalho na Universidade Federal do Piauí (1974-1995). CAMINHOS DA EDUCAÇÃO diálogos culturas e diversidades, [S. l.], v. 4, n. 3, p. 01-20, 2022. DOI: 10.26694/caedu.v4i3.2940. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/cedsd/article/view/2940. Acesso em: 15 abr. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS