Impact of Long COVID on the health of the elderly population

Autores

  • Francisca Tereza de Galiza Universidade Federal do Piauí
  • Jéssica Maria Silva de Carvalho Universidade Federal do Piauí
  • Aélya Drisana Dias Gomes de Araújo Universidade Federal do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.26694/reufpi.v11i1.952

Resumo

As vulnerabilidades inerentes ao processo de envelhecimento tornam os cidadãos longevos grupo de risco no contágio ao SARS-CoV-2. O sistema imunológico sofre com o envelhecer, a denominada imunossenescência, em que ocorre redução na capacidade de resposta a infecções, promovendo o aumento de contaminação e gravidade de doenças infectocontagiosas(1). Assim, muitas são as incertezas acerca desse contexto pandêmico para a população idosa, por apresentar maior vulnerabilidade às formas graves da doença e maior risco de morrer, em especial idosos frágeis, portadores de comorbidades e residentes de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs)(2).

Contudo, são observados significativos impactos que a COVID-19 tem provocado na saúde e qualidade de vida do idoso. Prejuízos ocasionados pelo isolamento social sobre a saúde mental, fatores socioeconômicos como redução da renda e a evidência do ageísmo. Entretanto, as consequências orgânicas causadas nos idosos, no chamado pós COVID, tem demandado uma nova configuração de cuidado para essa parcela populacional.

[...]

Publicado

2022-05-26

Como Citar

de Galiza, F. T., Maria Silva de Carvalho, J. ., & Drisana Dias Gomes de Araújo, A. . (2022). Impact of Long COVID on the health of the elderly population. Rev Enferm UFPI, 11(1). https://doi.org/10.26694/reufpi.v11i1.952

Edição

Seção

Editorial