http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/issue/feed Rev Enferm UFPI 2022-07-07T16:33:56+00:00 Dr. José Wicto Pereira Borges wictoborges@ufpi.edu.br Open Journal Systems <p>A Revista de Enfermagem da Universidade Federal do Piauí (REUFPI) é um periódico on-line, editado pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem/Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e sua primeira edição foi publicada em 2012. Atualmente, possui Qualis B3 (qualis provisório), desde 2019 está entre as 50 revistas mais citadas na América Latina segundo o <em>Ranking Citacion Cuiden</em> . O periódico utiliza o <em>Digital Object Identifier</em> (DOI®). Tem como missão promover disseminação do conhecimento científico e da prática profissional da enfermagem e de outras áreas da saúde, por meio da publicação de manuscritos empíricos ou teóricos, com foco na interlocução internacional. </p> <p>A REUFPI, a partir de 2020 passou a adotar o sistema de fluxo contínuo (<em>rolling pass</em>) e aceita manuscritos nas línguas portuguesa, inglesa e espanhola. Destina-se a publicação de manuscritos originais de pesquisa, revisão, relato de experiência, reflexão e cartas ao editor, desde que atendam às suas normas de publicação. </p> http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/801 Nursing care for acute coronary syndrome in an emergency care unit 2022-04-14T15:26:31+00:00 Thábata Larissa Agostini dos Santos tata_lari@hotmail.com Eliane Matos elianematos@hotmail.com Nádia Maria Chiodelli Salum nchiodelli@gmail.com Sabrina da Silva de Souza enfermeirasabrina@gmail.com Cinthya Maria Lins Pereira cinthya8994@yahoo.com.br Melissa Orlandi Honório Locks melhonorio@hotmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Verificar a conduta do enfermeiro no atendimento ao paciente com síndrome coronariana aguda e identificar quais os cuidados de enfermagem realizados ao paciente em unidades de pronto atendimento.<strong> Métodos: </strong>Estudo qualitativo, exploratório, descritivo, organizado e guiado conforme o modelo de Design Instrucional Contextualizado, na etapa de análise. A coleta de dados ocorreu de janeiro a abril de 2019, em Unidade de Pronto Atendimento, por meio de entrevista semiestruturada com 19 enfermeiros de um município do litoral norte de Santa Catarina no sul do Brasil e os dados foram submetidos à análise temática.<strong> Resultados</strong>: Emergiram três categorias: “identificando sinais e sintomas da síndrome coronariana aguda”, “definindo as condutas” e “proposta de cuidados de enfermagem”. Os enfermeiros baseiam a avaliação nos sinais clínicos e sinais vitais e em suas experiências, destacam a realização do eletrocardiograma, restrição de esforço físico e preocupação com os cuidados realizados na sala de emergência até estabilização do caso, ou transferência para o hospital de referência.<strong> Conclusão: </strong>A conduta dos enfermeiros não segue um padrão de cuidados resultando na variação do atendimento. Foram propostos os cuidados e estes corroboram com a literatura e são primordiais no manejo aquedado da síndrome coronariana aguda na urgência e emergência.</p> 2022-06-25T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/970 Curricular component of Urgency and Emergency in Brazilian Nursing undergraduate courses 2022-07-07T16:33:56+00:00 Nelson Miguel Galindo Neto nelsongalindont@hotmail.com Lúcia Cristina da Silva Pereira cristina.ifpe@gmail.com Leonardo Silva da Costa leonardosilva.12@hotmail.com Marcela Lourene Correia Muniz marcelalmuniz@hotmail.com Daniela Bezerra de Melo daniela.melo@pesqueira.ifpe.edu.br Josicleide Montenegro da Silva Guede Alcoforado josicleide.alcoforado@pesqueira.ifpe.edu.br <p><strong>Objetivo: </strong>Caracterizar a oferta da disciplina de Urgência e Emergência nas matrizes curriculares dos cursos superiores de Enfermagem no Brasil.<strong> Métodos: </strong>Trata-se de estudo descritivo, documental, realizado no website do Ministério da Educação e em 691 matrizes curriculares de cursos de bacharelado em Enfermagem no Brasil.<strong> Resultados: </strong>Das matrizes curriculares, 97,2% pertenciam a cursos de ensino presencial; 83,6%, de instituições privadas, majoritariamente localizada na região sudeste (36,8%). Com relação à disciplina de Urgência e Emergência, esta apareceu em 97,2% das instituições como componente curricular obrigatório, em sua maioria, ofertada no sétimo período (31,2%) do curso, com carga horária média de 103,3 horas. <strong>Conclusão: </strong>As disciplinas de Urgência e Emergência nos cursos de graduação em Enfermagem foram, predominantemente, oriundas de instituições privadas, de componente obrigatório, ofertadas no sétimo semestre do curso. </p> 2022-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/1661 Scientific production about prenatal care in Brazilian nursing dissertations and theses 2022-06-29T23:06:00+00:00 Juliana de Castro Nunes Pereira juli_decastro@hotmail.com Nelson Miguel Galindo Neto juli_decastro@hotmail.com Guilherme Guarino de Moura Sá juli_decastro@hotmail.com Luanna dos Santos Rocha juli_decastro@hotmail.com Marcela Lourene Correia Muniz juli_decastro@hotmail.com Maria de Fátima Costa Caminha juli_decastro@hotmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Caracterizar a produção científica acerca do pré-natal em dissertações e teses da enfermagem brasileira.<strong> Métodos: </strong>Estudo descritivo, documental, com abordagem quantitativa, realizado no período de março a abril de 2021, mediante acesso virtual ao Portal de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.<strong> Resultados: </strong>Foram analisadas 320 dissertações e 75 teses, das quais observou-se predominância de estudos das regiões Sudeste (34,9%) e Nordeste (32,9%), orientados por enfermeiros (63,8%) vinculados a universidades públicas (77,9%), de departamentos de enfermagem (49,3%) e saúde coletiva (18,7%), que investigaram a assistência durante o pré-natal (34,7%), a partir de estudos transversais (77,5%), quantitativos (54,7%), realizados com gestantes (55,6%) e em Unidade Básica de Saúde (58,0%).<strong> Conclusões: </strong>O estudo permitiu compreender como o pré-natal tem sido pesquisado nas dissertações e teses de enfermeiros e as lacunas que podem ser alvo de futuros estudos. </p> 2022-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/2630 Sociodemographic and professional profile of graduate nurses from an academic monitoring program 2022-06-22T17:46:37+00:00 Emily Manuelli Mendonça Sena enf.emilysena@gmail.com Dayara de Nazaré Rosa de Carvalho dayara_twain@hotmail.com Rafael Everton Assunção Ribeiro da Costa rafaelearcosta@gmail.com Margarete Feio Boulhosa margareteboulhosa@gmail.com Mary Elizabeth de Santana mary.santana@uepa.br Ivonete Vieira Pereira Peixoto ivonete@hotmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Caracterizar o perfil sociodemográfico e profissional de enfermeiros egressos de um programa de monitoria acadêmica, bem como as contribuições do programa para suas atuações profissionais.<strong> Métodos: </strong>Trata-se de uma pesquisa descritiva, retrospectiva, de abordagem quantitativa e realizada em ambiente virtual, utilizando uma plataforma eletrônica <em>online</em> para a coleta de dados, com enfermeiros egressos do programa de monitoria da Universidade do Estado do Pará (UEPA).<strong> Resultados: </strong>Evidenciou-se que os egressos são, predominantemente, mulheres, de idade entre 27 e 30 anos e foram bolsistas. Um número significativo destes inseriu-se em programas de pós-graduação <em>lato sensu</em>, a nível de especialização e/ou residência, trabalham na assistência ou gestão e gerenciamento, possuem experiência como docente e atuaram principalmente no ensino básico.<strong> Conclusão: </strong>O programa de monitoria acadêmica contribuiu para as atuações profissionais dos enfermeiros egressos analisados, demonstrando ser um mecanismo para atingir-se o nível de excelência almejado pelas diretrizes curriculares nacionais em Enfermagem.</p> 2022-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/1612 Demographic, clinical and therapeutic characterization of the cases of hospital-acquired non-ventilator associated pneumonia 2022-03-23T21:09:45+00:00 Maria Eduarda Cardoso Silva maria.eduarda.cardoso@uel.br Rafaella Gomes rafagomez3107@hotmail.com Amanda Caroliny Gomilde amandagomilde1@gmail.com João Victor Rodrigues Cardoso joaoo.vrc@gmail.com Natacha Bolorino natachabolorino@hotmail.com Flávia Meneguetti Pieri fpieri@uel.br <p><strong>Objetivo</strong><strong>: </strong>Caracterizar os indivíduos adultos internados que desenvolveram Pneumonia Hospitalar Não Associada à Ventilação Mecânica, segundo variáveis demográficas, clínicas e terapêuticas.<strong> Métodos: </strong>Estudo transversal e descritivo, realizado em hospital terciário do norte do Paraná; considerando as fichas de notificação das Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, com idade maior ou igual a 18 anos, internados no período de janeiro de 2017 a dezembro de 2018. <strong>Resultados</strong><strong>: </strong>Em relação ao sexo houve similaridade, com maior prevalência em pacientes acima de 60 anos e com o tempo de permanência prolongado; as variáveis clínicas resultaram em 50,6% de pacientes com hemocultura associada à pneumonia negativa, destes, 53,6% evoluíram a óbito. Quanto às culturas de secreção traqueal, obteve-se maior índice de <em>Acinetobacter baumanni</em>, com a utilização do antimicrobiano <em>piperacilina sódica + tazobactam sódico.</em><strong> Conclusão: </strong>Os casos de Pneumonia Hospitalar Não Associada à Ventilação Mecânica ocorreram na mesma proporção entre os sexos, com prevalência em idosos e evolução de óbito de mais da metade dos indivíduos. O perfil clínico das secreções traqueais, hemocultura de <em>Staphylo spp,</em> revela que o microrganismo <em>Acinetobacter baumanni</em> foi o mais prevalente, tendo como escolha terapêutica de antimicrobiano a classe das cefalosporinas.</p> 2022-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/2271 Knowledge and feelings of quilombola women about cervical cancer 2022-06-30T17:00:22+00:00 Thais Gonçalves de Souza thaisgsenfermagem@gmail.com Beatriz Pereira Alves pbia012@gmail.com Anna Beatryz Lira da Silva nnbeatryz@gmail.com Isabela Lunara Alves Barbalho isabelabrblh@hotmail.com Rayrla Cristina de Abreu Temoteo rayrlacz@hotmail.com Marcelo Costa Fernandes celo_cf@hotmail.com <p><strong>Objective: </strong>To identify the knowledge and feelings of quilombola women about cervical cancer.<strong> Methods: </strong>A descriptive study with a qualitative approach, mediated by the action-research methodology, in which 12 quilombola women participated. Data collection was carried out through semi-structured interviews, analyzed using the Collective Subject Discourse technique.<strong> Results: </strong>It was evidenced that women have a perception of the severity of the disease, although they demonstrate some difficulty in defining its basic characteristics; demonstrate some knowledge when talking about some of the risk factors, that already have scientific evidence of cervical cancer, however, superficiality was noticed in their speeches. In addition, there was a predominance of negative feelings linked to a possible diagnosis, as well as the consequences of the treatment, evidencing a certain vulnerability to coping with the disease.<strong> Conclusion: </strong>Gaps were observed in the knowledge of quilombola women about cervical cancer, as well as the specificities of their preventive methods and their consequences in the quality of life of quilombola women, such as fear, shame and the consequence of self-neglect in the way these women deal with the disease and their preventive methods.</p> 2022-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/954 COVID-19 among black and mulatto pregnant women: a population-based cross-sectional study 2022-04-13T13:03:09+00:00 Gabrielle Silva Cavalcante sgabrielle416@gmail.com Maria Cristina Souza Santos kriss.kleber@gmail.com Michele Monteiro de Andrade michele.c.mont25@gmail.com Rafaela Bezerra de Melo rafaelamello011@gmail.com Tatiane Siqueira de Oliveira tatianeoliverlu933@gmail.com Gustavo Gonçalves dos Santos ggsantos@prof.unisa.br Luis Henrique de Andrade ggsantos@prof.unisa.br Mônica Aparecida de Paula de Sordi ggsantos@prof.unisa.br Hélio Rubens de Carvalho Nunes ggsantos@prof.unisa.br Cristina Maria Garcia de Lima Parada ggsantos@prof.unisa.br <p><strong>Objetivo: </strong>Identificar se a cor da pele de gestantes com COVID-19 influencia a necessidade de hospitalização em Unidade de Terapia Intensiva e evolução para óbito. <strong>Métodos: </strong>Trata-se de um estudo transversal, descritivo, do tipo de base populacional, realizado por meio do banco de dados do Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe, coleta de dados foi dividido em dois momentos diferentes, agosto de 2020 e fevereiro de 2021, com intuito de comparar a evolução da pandemia desde sua fase inicial até o início do ano de 2021.<strong> Resultados: </strong>No período inicial, não houve associação entre óbito e cor da pele, porém, de maneira independente, apresentar saturação de oxigênio &lt;95% quadruplicou o risco de óbito, já no período final, gestantes com cor da pele preta tiveram risco aproximadamente cinco vezes maior de evoluírem para óbito quando comparadas com mulheres gestantes brancas.<strong> Conclusão: </strong>O risco de óbito aumentado entre gestantes pretas no segundo período do estudo pode indicar a dificuldade de acesso ao manejo clínico qualificado, assim sendo necessária a inclusão de raça/cor da pele nas notificações de casos suspeitos e confirmados para COVID-19 bem como, a realização de outros estudos. </p> 2022-08-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/1646 Development and validation of playful didactic resources for the prevention of accidents in childhood 2022-04-12T17:02:47+00:00 Vânia Chagas da Costa vania.costa@upe.br Maria Eduarda Queiroz do Nascimento maria03holanda@gmail.com Monique Maria de Lima Nascimento Moniquemariadelima@hotmail.com Laryssa Rodrigues Alves da Silva laryssa-r@hotmail.com Emanuela Batista Ferreira e Pereira emanuela.pereira@upe.br Deuzany Bezerra de Melo Leão deuzany.leao@upe.br <p><strong>Objetivo: </strong>Desenvolver e validar recursos didáticos lúdicos para prevenção de acidentes comuns na infância para escolares de 4 e 5 anos da educação infantil. <strong>Métodos: </strong>Trata-se de um estudo de desenvolvimento e validação de recursos didáticos lúdicos, do tipo pesquisa metodológica, desenvolvida em duas etapas, sendo a primeira a construção de recursos didáticos lúdicos e a segunda etapa a validação do material por juízes especialistas.<strong> Resultados: </strong>Foram elaborados um roteiro de história, duas paródias, uma atividade ilustrada, um jogo e duas brincadeiras que abordaram temáticas de prevenção de acidentes comuns na infância, quedas e queimaduras, sendo posteriormente avaliados por onze juízes especialistas na área da saúde da criança e da educação infantil que classificaram os recursos didáticos lúdicos como ferramentas eficazes para uso em intervenções educativas com escolares da educação infantil para prevenção de acidentes comuns na infância. A média geral de todos os domínios avaliados mostrou 98% de concordância.<strong> Conclusão: </strong>Este estudo evidenciou a relevância da validação dos recursos didáticos lúdicos para serem utilizados em ações educativas planejadas com qualidade, propiciando às crianças o conhecimento sobre prevenção de acidentes comuns na infância. </p> 2022-06-25T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/2571 Characterization of cases of women in situations of violence in a capital of Northeastern Brazil 2022-04-20T18:43:21+00:00 Lidyane Rodrigues Oliveira Santos LIDYANERO@YAHOO.COM.BR Kelson Antônio de Oliveira Santos kelsonsantoss@gmail.com Grazielle Roberta Freitas da Silva grazielle_roberta@yahoo.com.br Francisco de Jesus Lima laboratoriomariadapenha@hotmail.com Maria Tamires Alves Ferreira tammyaf@hotmail.com Italo Régis Vieira da Silva italloregis3@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Caracterizar o perfil das mulheres em situação de violência cadastradas no aplicativo <em>iPenha</em>.<strong> Métodos: </strong>Estudo do tipo documental, com coleta retrospectiva, realizado por meio de relatórios do <em>iPenha </em>a partir da questão norteadora: “Qual o perfil das mulheres que sofrem violência em Teresina-PI?. Participaram da análise os dados consolidados de janeiro de 2012 a janeiro de 2018, totalizando 18.585 vítimas.<strong> Resultados: </strong>O dano psicológico está presente em 100% dos casos, seguido de ameaças 70,20%. O maior fator de risco foi o uso de álcool, 58,70%. 54,96% das vítimas são de raça/etnia parda, idade entre 25 e 28 anos, 48,97% com renda de até um salário mínimo. Em relação aos agressores, 22,7% eram ex-companheiros, com idade entre 25 e 32 anos.<strong> Conclusão: </strong>Dados apontam para magnitude da problemática violência contra a mulher, sendo necessário um fortalecimento das ações em rede, sensibilidade e comprometimento de todos envolvidos.</p> 2022-06-25T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/952 Impact of Long COVID on the health of the elderly population 2021-10-10T14:56:31+00:00 Francisca Tereza de Galiza terezagaliza@yahoo.com.br Jéssica Maria Silva de Carvalho maria.jessicacs0796@ufpi.edu.br Aélya Drisana Dias Gomes de Araújo drisanaaraujo@ufpi.edu.br <p>As vulnerabilidades inerentes ao processo de envelhecimento tornam os cidadãos longevos grupo de risco no contágio ao SARS-CoV-2. O sistema imunológico sofre com o envelhecer, a denominada imunossenescência, em que ocorre redução na capacidade de resposta a infecções, promovendo o aumento de contaminação e gravidade de doenças infectocontagiosas<sup>(1)</sup>. Assim, muitas são as incertezas acerca desse contexto pandêmico para a população idosa, por apresentar maior vulnerabilidade às formas graves da doença e maior risco de morrer, em especial idosos frágeis, portadores de comorbidades e residentes de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs)<sup>(2)</sup>.</p> <p>Contudo, são observados significativos impactos que a COVID-19 tem provocado na saúde e qualidade de vida do idoso. Prejuízos ocasionados pelo isolamento social sobre a saúde mental, fatores socioeconômicos como redução da renda e a evidência do ageísmo. Entretanto, as consequências orgânicas causadas nos idosos, no chamado pós COVID, tem demandado uma nova configuração de cuidado para essa parcela populacional.</p> <p>[...]</p> 2022-05-26T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/953 Management of nursing education in theoretical-practical activities: reflections in the context of the pandemic 2022-04-08T12:32:37+00:00 Thais de Fátima Aleixo Correa thaiisaaleixo@gmail.com Victoria Malcher Silva Fontes victoriamalchersl@gmail.com Kely da Silva Barros enfakely.barros@gmail.com Michele Monteiro Sousa nurse.michelemonteiro@gmail.com Lucianne do Socorro Nascimento de Araújo lucianne100@gmail.com Jouhanna do Carmo Menegaz jouhanna.menegaz@udesc.br <p><strong>Objetivo:</strong> refletir sobre a meso e a microgestão do ensino de enfermagem para o desenvolvimento de atividades teórico-práticas e estágios supervisionados no contexto da pandemia de COVID-19. <strong>Métodos: </strong>trata-se de um artigo de cunho reflexivo, sobre o tema da gestão de ensino na enfermagem e suas adaptações frente às atividades teórico-práticas e estágios supervisionados durante a pandemia. <strong>Resultados:</strong> as adaptações e ações realizadas na meso e microgestão do ensino neste cenário foram cruciais para o âmbito da educação em enfermagem, considerando os principais aspectos modificados nesse contexto, sendo a criação de estruturas para o trabalho remoto, a utilização de atividades de pesquisa para contribuir na compreensão sobre a COVID-19, a pausa e os preparos a mais envolvidos nas atividades práticas. Para isso, os atores dessa gestão enfrentaram desafios como: insegurança ao retorno das atividades presenciais; necessidade de novas competências e habilidades; sobrecarga de serviço dos docentes; e exigência de autonomia dos discentes. Identificou-se que a pandemia afetou a aprendizagem prática dos discentes e deixou uma visão limitada sobre como se dará a condução das lacunas causadas por esse cenário. <strong>Conclusão: </strong>apesar dos esforços dos gestores até o momento, compreende-se que esse é um processo inacabado e de constante evolução.</p> 2022-06-25T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/1632 Promoting the mental health of university students through educational video: experience report 2022-04-18T01:16:30+00:00 Gabriela Araújo Rocha gabrielaaraujorocha@hotmail.com Denival Nascimento Vieira Júnior denivaljunior@usp.br Renata Kelly dos Santos e Silva r.ks@outlook.com Vicente Rubens Reges Brito vicentereges@gmail.com Joyce Rayane Leite joycerayaneerera@gmail.com Emanuel Victor Cordeiro da Costa Silva emanuelcordeiro@ufpi.edu.br Ana Larissa Gomes Machado analarissa2001@yahoo.com.br <p><strong>Objetivo: </strong>relatar a experiência de graduandos em Enfermagem e Medicina na elaboração e divulgação de um vídeo motivacional como estratégia de promoção da saúde mental de estudantes universitários.<strong> Métodos: </strong>relato de experiência acerca da construção e divulgação de um vídeo produzido por discentes da Universidade Federal do Piauí, em setembro de 2019, voltado à promoção do bem-estar psicológico e emocional do público-alvo universitário. A temática escolhida englobou a valorização da vida, abordada na campanha “Setembro Amarelo”. Realizou-se uma pesquisa na literatura científica sobre as principais demandas psicológicas de universitários, em seguida, foram selecionados seis discentes com histórias de vida inspiradoras e seguiu-se para as etapas de criação do conteúdo, filmagens e divulgação do produto audiovisual.<strong> Resultados: </strong>os depoimentos trataram sobre as vivências pregressas à entrada na universidade, desafios na graduação, dificuldades financeiras, conquistas e superações. A experiência na construção do vídeo motivacional permitiu contemplar o quão particulares e diversos são os obstáculos e as superações para a formação no ensino superior. <strong>Conclusão: </strong>a elaboração do vídeo pelos universitários demonstrou-se uma experiência exitosa, pois transmitiu na película exemplos de apoio mútuo entre discentes que compartilham de demandas psicológicas semelhantes, com relatos de desafios e conquistas em prol da formação universitária.</p> 2022-06-25T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/2330 Early detection of cancer in rural workers: a scoping review 2022-04-25T23:21:42+00:00 Natália Murai Guedes natalia.murai@ufpr.br Luciana Puchalski Kalinke kalinkeluciana@gmail.com Mariana Nunes da Silva mariananunes1798@gmail.com Luciana de Alcantara Nogueira luciana.nogueira@ufpr.br Rafaela Gessner Lourenço rglufpr@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>sintetizar o conhecimento existente na literatura sobre as medidas de detecção precoce do câncer voltadas aos trabalhadores rurais.<strong> Métodos: </strong>trata-se de uma <em>scoping review</em> realizada em abril de 2021, nas plataformas de busca de dados <em>National Library of Medicine</em>, <em>Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature</em>, <em>Scopus</em> e Biblioteca Virtual em Saúde. Incluíram-se artigos na íntegra em inglês, português ou espanhol, com enfoque na detecção precoce dos cânceres relacionados aos trabalhadores rurais, estudos controlados randomizados e não randomizados, de caso, coorte, pesquisa qualitativa ou descritiva, e caso-controle.<strong> Resultados: </strong>a revisão incluiu 21 estudos publicados entre 2012 e 2019. Da análise, foram identificadas barreiras que esses trabalhadores enfrentam no acesso aos programas de detecção: recursos limitados nas instituições de saúde, localização da residência, pouco conhecimento relacionado ao câncer e questões financeiras. As principais medidas de detecção precoce indicadas para o meio rural são: uso de testes rápidos, como teste de sangue oculto nas fezes, autoexame, inspeção visual do profissional, teledermatologia, treinamento de membros da comunidade e uso de clínicas móveis. <strong>Conclusão: </strong>o presente estudo possibilita que profissionais de saúde, principalmente enfermeiros, atualizem seus conhecimentos sobre a detecção precoce do câncer, visando ao cuidado mais assertivo no meio rural.</p> 2022-06-25T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Rev Enferm UFPI