http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/issue/feed Revista de Enfermagem da UFPI 2020-12-08T22:43:49+00:00 Dr. Fernando José Guedes da Silva Júnior fernandoguedes@ufpi.edu.br Open Journal Systems <p>A Revista de Enfermagem da Universidade Federal do Piauí (REUFPI) é um periódico on-line, editado pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem/Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e sua primeira edição foi publicada em 2012. Atualmente, possui Qualis B3 (qualis provisório), ocupa, desde 2019, o 17º lugar no <em>Ranking Citacion Cuiden</em> e utiliza o <em>Digital Object Identifier</em> (DOI®). O periódico tem como missão promover disseminação do conhecimento científico e da prática profissional da enfermagem e de outras áreas da saúde, por meio da publicação de manuscritos empíricos ou teóricos, com foco na interlocução internacional. </p> <p>A REUFPI, a partir de 2020 passou a adotar o sistema de fluxo contínuo (<em>rolling pass</em>) e também publicará 80 manuscritos por ano, além dos editoriais. A REUFPI aceita manuscritos nas línguas portuguesa, inglesa e espanhola. Destina-se a publicação de manuscritos originais de pesquisa, revisão, relato de experiência, reflexão e cartas ao editor, desde que atendam às suas normas de publicação. </p> http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/609 Florence Nightingales’ teachings in pandemic times / Os ensinamentos de Florence Nightingale em tempos de pandemia / Enseñanzas de Florence Nightingales en tiempos de pandemia 2020-11-25T01:13:59+00:00 Benevina Maria Vilar Teixeira Nunes reufpi@gmail.com <p>O ano de 2020 foi designado pela Organização Mundial de Saúde e Conselho Internacional de Enfermeiras para as comemorações do Bicentenário de nascimento de Florence Nighthingale, e também pela Organização Pan-Americana de Saúde e a Organização Mundial de Saúde o ano internacional dos profissionais de enfermagem e obstetrícia. De acordo com essas instituições essa comemoração tem a finalidade de chamar atenção para o déficit desses profissionais no mundo, como também defender investimentos para aprimorar as condições de trabalho educação e desenvolvimento profissional.</p> <p>A enfermagem mundial também comemora em 2020 os 200 anos de Florence Nighthingale, personalidade que fundou a enfermagem moderna e teve notoriedade a partir de sua participação na Guerra a Criméia (1853-1856), onde conviveu com epidemias, presenciou a morte de soldados ingleses e realizou um conjunto de atos, de acordo com sua própria vontade, para o controle de doenças infeciosas, numa época em que pouco se conhecia sobre a circulação de microrganismos e que tem repercussão até os dias atuais.</p> <p>Ao longo de sua trajetória Florence Nighthingale descreveu concepções teóricas com base em observações organizadas sistematicamente sobre o seu cotidiano na pratica do cuidar dos doentes, por meio de dados estatísticos, que ela dominava. Dentre seus registros salienta-se o "diagrama da rosa”, gráfico que evidenciou as mortes dos soldados na Guerra mais por doenças infeciosas adquiridas no hospital, do que pelos ferimentos de guerra. Isso teve um impacto no convencimento do governo britânico para tomar medidas de higiene nos hospitais.</p> <p>Ao retornar da Guerra da Criméia Florence Nighthingale articulou o movimento para a criação da primeira escola de formação profissional para enfermeiras, em Londres no ano de 1860, cuja data marcou o início da enfermagem moderna. Para tanto deixou publicações que expressaram seu pensamento sobre como cuidar dos doentes e dessa</p> <p>maneira contribuiu para o crescimento da pratica de enfermagem, como também salvou vidas e influenciou as políticas sanitárias de sua época.</p> <p>Seus escritos e ensinamentos trazem como tema central a teoria ambientalista cujo conteúdo enfoca o cuidado de enfermagem ao ser humano e a relação desse com o meio ambiente essencial para a recuperação da saúde. Destacou como importante para a cura das doenças a higiene pessoal, a lavagem das mãos, a limpeza hospitalar, boa alimentação, iluminação, que para Ela são capazes de interferir na manutenção da saúde ou o desenvolvimento da doença.</p> <p>As influências do ambiente no processo saúde-doença são descritos de forma ampla por Florence e incluem por exemplo a higiene das habitações como um componente externo que intervém na recuperação da saúde dos seres humanos. Esse aspecto de sua teoria ajustam-se a esse período de pandemia e se ampliam do campo hospitalar para o campo doméstico. É no lar que agora se ensina como lavar as mãos, como higienizar a casa, os alimentos e preservar a ventilação.</p> <p>Em meio a pandemia da Covid-19 os ensinamentos de Florence Nighthingale sobre as medidas de higiene pessoal e ambiental foram rememorados, embora hoje em dia eles pareçam básicos, são necessários e válidos num momento em que a humanidade se encontra diante de um problema de saúde global em que os caminhos da cura ainda não estão presentes e tornam os seres humanos temporariamente impotentes para combater definitivamente a doença.</p> <p>Ressalta-se ainda as ações definidas por Florence Nighthingale para oferecer bem estar aos pacientes, pois além dos cuidados físicos também escrevia cartas para os familiares e orava com seus pacientes durante a guerra, numa tentativa de aliviar a ansiedade, pois compreendia a necessidade de cuidar da saúde mental como um dos aspectos para a recuperação dos doentes. Com a pandemia da COVID 19 observa-se a ansiedade e o medo que apresentam os portadores da doença como também parte da sociedade, que sofre com os efeitos do isolamento social. Percebe-se que embora atualmente aconteça correria para atender tantas pessoas por conta da pandemia, a equipe de saúde e em especial os enfermeiros tem sinalizado ações para aliviar esses sintomas.</p> <p>Quis o destino que no ano dedicado a enfermagem os enfermeiros e enfermeiras estivessem no combate a uma pandemia, arriscando suas próprias vidas para salvar os doentes portadores da COVID-19, como assim fez Florence Nighthingale em tempos de guerra. Por esses motivos espera-se que o mundo pós pandemia contribua para valorizar e reconhecer o trabalho dos profissionais da enfermagem, com novos espaços no campo da saúde</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/610 Covid-19 mortality among nursing professionals in Brazil / Mortalidade por COVID-19 entre os profissionais de enfermagem no Brasil / Mortalidad por covid-19 en profesionales de enfermería en Brasil 2020-11-25T01:22:44+00:00 Ariel de Sousa Melo, Joana Célia Ferreira Moura, Malvina Thais Pacheco Rodrigues, Márcio Dênis Medeiros Mascarenhas reufpi@gmail.com <p>Em dezembro de 2019, o governo da China anunciou a ocorrência de um surto de doença respiratória causada por um novo coronavírus (SARS-CoV-2). O vírus pertence à família <em>Coronaviridae</em> e provoca uma doença respiratória chamada COVID-19. A doença disseminou-se rapidamente em território chinês e, desde então, atingiu mais de 100 países dos cinco continentes, levando a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar a existência de uma pandemia de COVID-19 em 11.03.2020.<sup>&nbsp; </sup>Até 11 de maio, foram confirmados, no mundo, 4.006.257 casos e 278.892 mortes. Até a mesma data o Brasil confirmou 155.939 casos e 10.627 óbitos (taxa de letalidade nacional equivalente a 6,8%)<sup>(1)</sup>.</p> <p>Além dos grupos de maior vulnerabilidade como as pessoas idosas e/ou com comorbidades, os profissionais de saúde tem ganhado destaque no cenário da pandemia como população exposta ao risco de contaminação pelo SARS-CoV-2, devido à sua participação na linha de frente no combate à COVID-19. Destacam-se os profissionais de enfermagem, responsáveis por prestar assistência direta e permanente aos pacientes no ambiente hospitalar, incluindo a realização de procedimentos com maior risco de contaminação pelo vírus. Apesar do grande investimento na aquisição de equipamentos de proteção individual (EPIs), a disseminação do novo coronavírus segue elevada entre os profissionais de enfermagem, tendo como fonte de contaminação tanto pacientes como profissionais da equipe de saúde durante a rotina de trabalho.</p> <p>Conforme dados disponibilizados pelo Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), o Brasil possui atualmente 2.305.946 profissionais de enfermagem inscritos em seus respectivos conselhos regionais, sendo 565.458 enfermeiros (24,5%), 1.320.239 técnicos (57,2%), 419.959 auxiliares (18,2%) e 290 obstetrizes (0,01%), não necessariamente em atividade<sup>(2)</sup>. Até 11 de maio de 2020, segundo o próprio COFEN, foram reportados mais de 13 mil casos do novo coronavírus entre profissionais de enfermagem, dos quais 3.872 foram confirmados e destes 84 evoluíram para óbito, uma letalidade de 2,2<sup>(3)</sup>.</p> <p>A maioria das mortes de profissionais de enfermagem devido a COVID-19 ocorreu entre mulheres (61,22%) e na faixa etária de 51 a 60 anos (26,5%). Predominaram mortes entre profissionais residentes na região Sudeste (58,16%), a mais populosa do país e onde se localiza o estado de São Paulo, epicentro da pandemia no Brasil, seguida das regiões Nordeste (17,35%) e Norte (17,35%). Os estados do Rio de Janeiro (28,57%) e São Paulo (27,55%) concentram o maior número de óbitos<sup>(3)</sup>.</p> <p>O elevado número de óbitos por COVID-19 entre profissionais de enfermagem no Brasil pode ter relação com a dificuldade de acesso ou uso inadequado de EPIs ou ainda a carência de treinamentos para a correta utilização desses itens. Outro fator a ser considerado é a própria falta destes insumos ou sua substituição por materiais que não são ideais, um reflexo de sua alta demanda durante a pandemia, bem como da gestão deficiente de recursos pelas autoridades responsáveis.</p> <p>Diante dos registros desses dados obtidos ainda no início da epidemia no Brasil, causa-nos grande preocupação o impacto da COVID-19 entre os profissionais de saúde, principalmente os que compõem a equipe de enfermagem, quando se constata a disseminação da doença para todo o território brasileiro, inclusive municípios de pequeno porte, onde talvez a escassez de EPIs seja maior, onde há menos oportunidades de atualização profissional e de medidas eficazes de suporte tanto para pacientes ou para profissionais que venham a se contaminar. A linha de frente não pode ser negligenciada! A atual crise requer uma eficiente e responsável administração de recursos materiais e humanos pelos gestores de saúde, digna de proporcionar um nível aceitável de proteção para os profissionais de enfermagem em seu ambiente de trabalho. É fundamental que estes tenham o suporte necessário para realizar com segurança a sua missão: proteger e salvar vidas, inclusive as suas!</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/611 COVID-19 AND AGING: challenges in facing the pandemic/ COVID-19 E ENVELHECIMENTO: desafios ao enfrentar uma pandemia/ COVID-19 Y ENVEJECIMIENTO: desafíos para enfrentar una pandemia 2020-11-25T01:29:55+00:00 Francisca Tereza de Galiza, Jéssica de Menezes Nogueira reufpi@gmail.com <div> <p>O mundo foi surpreendido, nos últimos dias, pelo alto poder de contágio do novo coronavírus (SARS-Cov-2), causador da COVID-19 - doença respiratória aguda, por vezes grave. Este vírus tem exigido dos serviços e profissionais de saúde utilizar toda sua capacidade de infraestrutura e conhecimento, para intermediar o atendimento ao número cada vez mais crescente de pessoas infectadas pelo coronavírus. Além disso, a comunidade científica e acadêmica vem desenvolvendo um árduo trabalho na elaboração de material técnico/científico para atender as demandas de entendimento e enfrentamento a essa problemática.</p> <p>Ao contrário das muitas incertezas acerca dessa nova infecção, é de conhecimento que a população idosa apresenta maior vulnerabilidade às formas graves da doença e maior risco de morrer, em especial idosos frágeis, portadores de comorbidades e residentes de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs). Estudo<sup>(1)</sup> aponta que a curva de mortalidade tem se mostrado crescente conforme o aumento da idade, sendo de 3,6% para idosos entre 60-69 anos, de 8% na faixa entre 70-79 anos e de 14,8% naqueles com 80 anos ou mais.</p> <p>Essas evidências têm implicações importantes para a organização das ações no controle da doença, e favorece o reconhecimento de algumas problemáticas frente a esse processo. Ganha destaque, a capacidade dos serviços de saúde em atender a maior procura, em especial dos mais velhos, pelo atendimento de maior complexidade, como as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), que dispõem de suporte ventilatório assistido e equipe altamente especializada.</p> <p>Esses serviços são escassos e caros, mesmo o Brasil possuindo um alto número de leitos em UTIs, em relação a outros países desenvolvidos, não será suficiente para atender ao grande número de infectados em estado grave. O que brevemente, pode gerar um colapso nos serviços de saúde brasileiro.</p> <p>Esse desequilíbrio entre a grande procura por atendimento de saúde e a falta de leitos e equipamentos adequados, provavelmente, obrigará aos profissionais de saúde estabelecer critérios de admissão nesses serviços, considerando maior chance de sobrevida, e também os pacientes que viverão por mais tempo após serem salvos.</p> <p>Acrescenta-se, ainda, a escassez de expertises na área de geriatria e gerontologia para fornecer o atendimento mais próximo ao esperado. Ou seja, as barreiras de acesso aos serviços de saúde já existentes à população envelhecida, correm o risco de aumentar a marginalização dos idosos no país.</p> <p>Outra questão a ser enfatizada, diz respeito aos idosos residentes em IPLIs. Essas instituições ganharam maior atenção da Organização Mundial de Saúde (OMS) por aglomerarem grande quantitativo da população mais afetada pela COVID-19, idosos com mais de 80 anos, frágeis e portadores de doenças crônicas. As políticas e recomendações dos órgãos internacionais e nacionais de saúde chamam atenção para os meios de prevenção e cuidados a serem prestados nesses locais, a fim de minimizar o alto índice de contágio e, consequentemente, de letalidade que tem afetado esses ambientes<sup>(2)</sup>.</p> <p>O grande desafio tem sido a orientação de funcionários e visitantes para meios preventivos e organizacionais no funcionamento dessas instituições, diante da nova realidade vivenciada. Precárias estruturas físicas das ILPIs, escassez de equipamentos de proteção individual, lacuna no quadro de profissionais capacitados para manejo dos idosos infectados, são alguns dos fatores que preocupam as agências de saúde quanto às condições laborais e de vida nos asilos do país.</p> <p>Outro aspecto a ser discutido, diz respeito à capacidade dos idosos de se adequarem às medidas de controle sanitário impostas pelas autoridades públicas. Muitos idosos, em especial os que vivem sozinhos ou necessitam de cuidadores, já experimentam o distanciamento social e as consequências do mesmo, como restrição para a obtenção de alimentos e outros suprimentos essenciais, além do isolamento afetivo. Com a generalização das condições de quarentena e uma frágil rede de apoio, essa população terá dificuldades para manter a qualidade de vida dentro dos parâmetros desejados<sup>(3)</sup>.</p> <p>Materiais técnicos e educativos estão sendo elaborados e distribuídos pelas mídias digitais para orientar idosos, familiares e cuidadores sobre a COVID-19 e todos os aspectos envolvidos. Porém, os formuladores dessas políticas e ações devem considerar que um grande número de idosos reside em países de baixa e média renda, é analfabeto e não manuseia aparelhos de mídias digitais com maior praticidade, prejudicando, assim, na eficácia da difusão desse emergente conhecimento.</p> <p>Não importa a que nível de planejamento setorial as ações estão sendo elaboradas, é fundamental atender as necessidades inerentes às diversas faixas etárias da população. É exigido, portanto, que especialistas na área de geriatria e gerontologia unam saberes e esforços para orientar as melhores condutas a serem implementadas junto aos idosos, nos seus diferentes contextos, para o enfrentamento da COVID-19. Com isso, acredita-se que essa pandemia sensibilize as autoridades em saúde para reverem as já ultrapassadas prioridades de saúde global.</p> </div> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/621 Health Promotion and Prevention of COVID-19 in Verses and Rhymes: Report and Reflections / Promoção da Saúde e Prevenção da COVID-19 em Versos e Rimas: Relato e Reflexões / Promoción de la Salud e Prevención de la COVID-19 en Versículos y Rimas: Informe.. 2020-11-25T03:05:21+00:00 Fábio Solon Tajra reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Apresentar a experiência de desenvolvimento de tecnologia por meio da arte para a promoção da saúde e prevenção de infecções por coronavírus. <strong>Metodologia:</strong> Estudo descritivo do tipo relato de experiência, elaborado a partir de reflexões do autor diante da atuação como participante do grupo de trabalho no Plano de Ação Interinstitucional de Enfrentamento à COVID-19 da Universidade Federal do Piauí. Foram produzidos diários de campo com notas, impressões, observações, primeiras teorizações, bem como as afetações do autor diante da experiência. Esse material subsidiou o desenvolvimento de tecnologia educacional em um segundo momento. <strong>Resultados:</strong> Diversos sentimentos e emoções produzidos pelo desconhecimento da doença, tais como angústia e medo, dificuldade de entendimento sobre a necessidade de distanciamento e isolamento social, dificuldade de saber lidar com os efeitos dessas medidas, falta de familiaridade com o uso de máscaras e dificuldade em modificar suas rotinas, foram pontuados pelo grupo de trabalho e incorporados na produção do material. A poesia produzida buscou contemplar esses aspectos. <strong>C</strong><strong>onsiderações finais</strong>: A arte foi recurso interessante nessa produção para disseminação do conhecimento, sensibilização e mobilização das pessoas. Contudo, são necessários outros estudos para a análise dos efeitos desta produção na transformação das práticas assumidas pela comunidade.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/622 Being a teacher of the nursing course in remote work during the COVID-19 pandemic / Ser docente do curso de enfermagem em trabalho remoto durante a pandemia da COVID-19 / Ser docente del curso de enfermería en trabajo a distancia durante la pandemia COVID 2020-11-25T03:11:55+00:00 Beatriz Maria dos Santos Santiago Ribeiro, Rita de Cassia de Marchi Barcellos Dalri, Débora Cristina Martins reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Relatar a experiência de ser docente no curso de enfermagem em trabalho remoto durante a pandemia da COVID-19<em>.</em> <strong>Método:</strong> Trata-se de um relato da experiência vivenciada por uma docente no primeiro semestre de 2020, ao ministrar a disciplina intitulada Saúde Ocupacional na modalidade de ensino à distância para um curso de graduação em Enfermagem de uma instituição de ensino superior em uma cidade no Sul do Brasil. <strong>Resultados:</strong> A partir da experiência vivenciada e da revisão de literatura realizada, identificou-se que as adaptações para o trabalho remoto no contexto de educação podem levar ao sofrimento emocional tanto a partir das vivências de isolamento e distanciamento social, como em função da sobrecarga de trabalho derivada da necessidade de manter as atividades laborais em regime de trabalho remoto. <strong>Conclusão:</strong> Esse estudo evidenciou desafios a serem enfrentados pelos docentes durante a pandemia, tais como a realização de aulas utilizando-se do trabalho remoto, gerando assim estresse emocional devido à falta de preparo para o mesmo e às dificuldades evidenciadas pelos discentes. &nbsp;</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/623 Establishing of nursing consultation in a heart failure outpatient clinic: a convergent care approach/ Implantação da consulta de enfermagem em ambulatório de insuficiência cardíaca: uma abordagem convergente-assistencial/ Implantación de consulta de enfe 2020-11-25T03:19:00+00:00 Anna Carolina Gaspar Ribeiro, Nen Nalu Alves da Merces, Marcio Roberto Paes reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo</strong>: descrever a implantação da consulta de enfermagem em um ambulatório de insuficiência cardíaca. <strong>Método: </strong>trata-se de um relato de experiência desenvolvida em um hospital de ensino no período de março a novembro de 2015, envolvendo quatro residentes de enfermagem. Foi utilizado o referencial metodológico da Pesquisa Convergente-Assistencial. <strong>Resultados: </strong>a situação-problema surgiu na fase da concepção por meio da dialogicidade entre os participantes. Durante a instrumentação, foram planejados recursos físicos e humanos e fluxo de atividades das participantes. Na fase de perscrutação, foram implementadas a qualificação das participantes sobre temas relevantes em relação à situação-problema e a imersão na prática da consulta de enfermagem. Na fase de análise, a convergência entre prática e pesquisa produziu dados com os quais, por meio da síntese dos resultados teórico-práticos produzidos nas fases anteriores, foi possível verificar as fragilidades e a potencialidade do processo de implantação da consulta de enfermagem e, consequentemente, a mudança da realidade. <strong>Conclusão: </strong>a consulta de enfermagem foi implementada com os requisitos ambientais, processuais e profissionais estabelecidos, subsidiados por instrumentos de avaliação e registro das ações dos enfermeiros.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/624 Health education in breast cancer prevention: experience report / Educação em saúde na prevenção ao câncer de mama: relato de experiência / Educación en salud en la prevención del cáncer de mama: informe de experiencia 2020-11-25T03:24:55+00:00 Leticia Sousa Oliveira, Bianca Caroline da Cunha Germano, Dany Geraldo Kramer reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> descrever um relato de experiência acerca da educação em saúde sobre a prevenção do câncer de mama. <strong>Metodologia:</strong> Este foi um estudo descritivo do tipo relato de experiência, envolvendo aproximadamente 50 mulheres (mães e professoras) de comunidades de escola municipal da cidade do Natal /RN. <strong>Resultados: </strong>Realizaram-se intervenções com palestras dialogadas/expositivas sobre câncer de mama (incidências, fatores de risco e a prevenção dessa doença). Na sequência utilizou-se um manequim anatômico para demonstrar o autoexame das mamas. <strong>Conclusão: </strong>foi possível se observar a integração das mulheres presentes nas atividades, de forma que puderam assistir a palestra dialogada/expositiva, realizarem práticas no manequim anatômico e rodas de conversas onde os participantes puderam tirar dúvidas nessas ações, favorecendo assim a divulgação e conscientização da população sobre os diversos fatores que circundam o câncer de mama.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/625 Dancetherapy, painting and art with hiperdia users: extensionist experience / Dançaterapia, pintura e arte com usuários do HiperDia: experiência extensionista / Dancetherapy, pintura y arte con usuarios de hyperdia: experiência extensionista 2020-11-25T03:29:17+00:00 Vicente Rubens Reges Brito, Letícia Gonçalves Paulo, Raissy Alves Bernardes, Patrícia Regina Evangelista de Lima, Ana Roberta Vilarouca da Silva reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Relatar a experiência de acadêmicos de Enfermagem no desenvolvimento de um projeto de dançaterapia, pintura e arte no HiperDia Saudável. <strong>Metodologia:</strong> Trata de um relato de experiência vivenciado por acadêmicos do curso de Enfermagem da Universidade Federal do Piauí (UFPI), a partir de intervenções lúdicas de educação em saúde acerca de hipertensão arterial e diabetes mellitus realizadas com adultos e idosos atendidos em três unidades básicas de saúde do município de Picos/PI, em 2018. <strong>Resultados:</strong> Notou-se o engajamento dos usuários do HIPERDIA, os quais mostravam-se em cada encontro mais proativos em participar e questionar, expondo curiosidade e interesse pela temática. Observou-se dificuldade de compreensão dos pacientes sobre o processo patológico das doenças crônicas hipertensão e diabetes, no entanto, buscou-se simplificar ao máximo a comunicação decodificando termos técnicos à linguagem popular para alcançar compreensão satisfatória. <strong>Considerações Finais:</strong> Desse modo, obteve-se aumento de conhecimento, evidenciado pelas respostas adequadas aos questionamentos feitos pelos mediadores. Os encontros contribuíram para o aprimoramento acadêmico como profissionais e possibilitaram entender o papel do enfermeiro nas ações de promoção da saúde.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/626 Shantala in the primary health care for the promotion of children care: experience report / A Shantala na atenção primária à saúde para promoção do cuidado infantil: relato de experiência / Shantala en la atención primaria de salud para promoción del cuid 2020-11-25T03:34:18+00:00 Douglas Rafael da Cruz Carneiro, Edilene Silva dos Santos, Glaucia da Paixão Leitão Oliveira, Lorena Nayara Alves Neves, Maria Rute de Souza Araújo reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>descrever a experiência vivenciada por acadêmicos de enfermagem ao ministrar uma oficina de Shantala para mães e gestantes na atenção primária à saúde. <strong>Metodologia: </strong>estudo descritivo do tipo relato de experiência, onde foi realizada uma oficina de Shantala em uma unidade básica de saúde no município de Belém-Pará. <strong>Resultados:</strong> as ações realizadas trouxeram para a comunidade informações acerca do tema abordado, pois desconheciam. A exposição da técnica Shantala mostrou-se positiva quanto a aceitação e a adequação, visto que, no momento do manejo, os participantes demonstravam interesse na técnica e nenhuma dificuldade no passo a passo. <strong>Conclusão:</strong> a aplicação da técnica na atenção primária à saúde apresentou-se exitosa, pôde se trabalhar a efetivação das práticas integrativas e complementares e novas perspectivas para o cuidado à criança. A disseminação da técnica é relevante pois proporciona uma forma de cuidado simples, barata e plenamente eficaz, e promove um maior vínculo do usuário com os serviços de saúde. É necessário promover mais exemplos de aplicação de práticas integrativas e complementares para o cuidado infantil, para satisfazer a necessidade de publicações científicas sobre a Shantala na atenção primária à saúde.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/627 Pathergy: implications for the treatment of Pyoderma Gangrenosum lesions / Patergia: implicações no tratamento das lesões do pioderma gangrenoso / Patergia: implicaciones en el tratamiento de las lesiones del Pioderma Gangrenoso 2020-11-25T03:42:19+00:00 Iana Cibelly Moreira de Vasconcelos, Adriana Jorge Brandão, Janara Batista Cruz, Adelice Cangussu Oliveira Gois, Grazielle Roberta Freitas da Silva, Amanda Delmondes de Brito Fontenele Fernandes reufpi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo: </strong>relatar o tratamento tópico usado em um caso de Pioderma Gangrenoso em uma mulher de 45 anos que apresentou manifestações clínicas típicas e que obteve boa resposta ao desbridamento cirúrgico, apesar do potencial risco de patergia, bem como apresentar breve revisão da literatura sobre este diagnóstico. <strong>Metodologia:</strong> estudo do tipo relato de experiência, descritivo, com abordagem qualitativa realizado na Clínica Médica de um Hospital Universitário, no período de abril a junho de 2018. Foi realizado com a autorização da paciente para utilização das suas imagens e informações. Os dados foram obtidos por meio do prontuário, avaliação direta das lesões e registros fotográficos para o acompanhamento da evolução do processo cicatricial. <strong>Resultados:</strong> constatou-se melhora significativa do processo de cicatrização após desbridamento cirúrgico permitindo, assim, a utilização de curativo com cobertura especial que não seria recomendável sem o procedimento de retirada do tecido necrótico. <strong>Conclus</strong><strong>ã</strong><strong>o: </strong>Os resultados demonstrataram que o desbridamento cirúrgico associado a terapia tópica e sitêmica permitiram uma boa evolução das lesões, embora estudos geralmente recomendem evitar esse desbridamento devido ao risco potencial de patergia.</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/628 State public health program: an experience report / Programa estadual de saúde pública: relato de experiência / Programa estadual de salud pública: relato de experiencia 2020-11-25T03:47:41+00:00 Cristiano Batista Gonçalves, Ariane Pires Veloso, Eduardo dos Santos Sousa, Larissa Nara Costa Freitas reufpi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo:</strong> relatar a experiência da implantação e processo de trabalho no programa Força Estadual de Saúde do Maranhão. <strong>Método:</strong> relato de experiência dos profissionais integrantes da equipe da Força Estadual de Saúde do Maranhão em um dos municípios de menor índice de desenvolvimento humano do estado. <strong>Resultados:</strong> o programa é formado por equipes de caráter interdisciplinar, pautando o processo de trabalho na assistência à saúde e no apoio institucional à gestão municipal para reverter indicadores de saúde como morbimortalidade infantil e materna, taxas de internação por complicações de doenças crônicas e controle de endemias negligenciadas. O apoio institucional foi fundamentado na metodologia Paideia, método reverso da procura de casos e com implementação da Planificação da Atenção à Saúde. <strong>Conclusão:</strong> o programa possui papel inovador no fortalecimento da atenção primária em saúde, com modelo de cuidado integral ao indivíduo e promovendo articulação com diversos atores envolvidos na organização e processo de trabalho em saúde.</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/629 Experience with the transmission of a program about self-medication through a Web Radio / Experiência com a Transmissão de um programa sobre automedicação por meio de uma Web Rádio / Experiencia con la transmisión de un programa sobre automedicación.. 2020-11-25T03:54:48+00:00 Victorugo Guedes Alencar Correia, Marcos Renato de Oliveira, Eduardo de Oliveira Martins Dantas, Raimundo Augusto Martins Torres reufpi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo:</strong> descrever a experiência com alunos de uma escola estadual, após transmissão de um programa sobre automedicação por meio de uma web rádio com participação ativa da juventude. <strong>Metodologia:</strong> estudo descritivo do tipo relato de experiência, do projeto de extensão <em>Web</em> Cuidado em Infância e Juventude nas Escolas da Universidade Federal do Piauí, desenvolvido na cidade de Picos com alunos do nono ano de uma escola pública. Obteve aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual do Ceará com o parecer 11043817-5. <strong>Resultados:</strong> com o desenvolvimento da atividade foi verificado um grande aproveitamento com influência de melhorias educacionais sobre automedicação, um tema relevante para a saúde humana, envolvendo a tecnologia da Web Rádio. Teve a participação ativa dos alunos com aprendizado sobre o tema e as dúvidas mais frequentes foram relativas às consequências (50%). <strong>Conclusão:</strong> o encontro na escola mostrou-se um dia construtivo de aprendizagem, onde os alunos participantes tiveram a oportunidade de tirarem suas dúvidas sobre o tema em discussão e a transmissão de informações por recursos tecnológicos mostrou-se uma necessidade de atividades de promoção sobre a temática.</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/630 Implementation of a safe surgery protocol: experience report / Implantação de um protocolo de cirurgia segura: relato de experiência / Implementación de un protocolo de cirugía segura: informe de experiencia 2020-11-25T04:00:08+00:00 Jaqueline Caetano, Leonan José Raimundo, Roberta Juliane Tono de Oliveira, Greice Lessa, Kelem Zanela Nandi, José Guedes dos Santos reufpi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo:</strong> Descrever a implantação de um protocolo de cirurgia segura em um hospital de grande porte. <strong>Metodologia:</strong> Relato de experiência desenvolvido no centro cirúrgico de um hospital da região Sul de Santa Catarina, a partir de um projeto institucional envolvendo a equipe multiprofissional. Ao total, realizaram-se 12 reuniões de trabalho e discussão entre 2012 e 2013. <strong>Resultados:</strong> O processo de implantação do protocolo de cirurgia segura teve início em 2013, com base nos dez passos propostos pela Organização Mundial da Saúde para cirurgia segura. Inicialmente, houve dificuldades estruturais e resistência a mudanças por alguns profissionais. Porém, em 2017, foi possível a concretização de ações que contemplassem as exigências do Ministério da Saúde. <strong>Conclusão:</strong> As capacitações e o envolvimento das equipes de trabalho foram fundamentais para a promoção de uma cultura de segurança do paciente no centro cirúrgico.</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/631 Sexual and reproductive health education in adolescence / Educação em saúde sexual e reprodutiva na adolescência / Educación en salud sexual y reproductiva en la adolescencia 2020-11-25T04:05:01+00:00 Jaqueline da Cunha Morais, Carliane da Conceição Machado Sousa, Laylla Janne Chaves Carvalho dos Santos, Alessandra Sousa Monteiro, Inez Sampaio Nery, Daniel de Macedo Rocha reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Relatar a experiência de discentes de enfermagem em oficinas com foco na saúde sexual e reprodutiva de adolescentes. <strong>Metodologia:</strong> Trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência, realizado em ambiente escolar com a participação de adolescentes entre 15 e 17 anos. As atividades desenvolvidas consistiram em oficinas sobre Mudanças Biopsicossociais, Sexualidade, Violência Sexual, Gravidez na Adolescência e Infecções Sexualmente Transmissíveis. Para o desenvolvimento das oficinas, foram considerados os preceitos éticos da Resolução n° 466/2012 não havendo variáveis que possibilitem a identificação dos participantes da oficina. <strong>Resultados:</strong> Verificou-se a participação assídua do público alvo com diversos questionamentos e a aplicabilidade positiva das oficinas na prevenção e promoção da saúde. Destacou-se o papel do enfermeiro como principal mediador em promover educação em saúde nas escolas e nas comunidades. <strong>Conclusão:</strong> A implementação de atividades de educação sexual e reprodutiva na adolescência mostrou-se relevante para a redução de vulnerabilidades, esclarecimentos de dúvidas e conscientização dessa população.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/612 Protagonism of nursing in times of covid-19: heroes? / Protagonismo da enfermagem em tempos de covid-19: heróis? / Protagonismo de la enfermería en tiempos de covid-19: héroes? 2020-11-25T01:37:20+00:00 Marcelino Maia Bessa, Layane da Silva Lima, Samara Wiliane dos Santos Silva, Joyce Oliveira de Souza, Mônica Silva de Bessa, Rodrigo Jácob Moreira de Freitas reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> refletir sobre o protagonismo da enfermagem como “heróis” no enfrentamento da pandemia. <strong>Metodologia:</strong> artigo de reflexão baseado na literatura cientifica, bem como no site do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). <strong>Resultados:</strong> a imagem atual da Enfermagem ainda se perpetua, a relação direta com a religião, submissão e silêncio, que faz alusão às atividades iniciais da profissão realizadas em instituições de devoção em que a abnegação em prol do cuidado com o próximo era peculiar. Com o “<em>boom”</em> do covid-19, a enfermagem passou de desprestigiada para protagonistas.Recebendo, inclusive, uma salve de palmas, chamando-os de “heróis” e “anjos”. Contudo, é preciso que enxerguem a enfermagem como uma categoria vital à saúde, que necessita de regulamentação na sua jornada de trabalho. <strong>Considerações finais:</strong> assim sendo, o olhar tem que ir além de heróis e da distribuição de palmas, vendo-a como profissão baseada na ciência que merece valorização e melhores condições de trabalho. Além disso, enfatizando a necessidade da construção da autonomia e sua notoriedade cientifica.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/613 Humanization of childbirth and birth care: reality x expectations / Humanização da assistência ao parto e nascimento: realidade x expectativas / Humanización del parto y cuidado del parto: realidad x expectativas 2020-11-25T01:41:25+00:00 Brenda Natally Santana Batista, Moanna Martins Barros, Natália Pereira Marinelli, José de Ribamar Ross, Sérgio Mendes Rodrigues, Kelvya Fernanda Almeida Lago Lopes reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Refletir sobre a Política Nacional de Humanização, bem como sobre as expectativas de parturientes acerca da humanização da assistência ao parto, à luz do que há publicado na literatura.<strong> Metodologia:</strong> Trata-se de um estudo reflexivo, elaborado para aprofundar a discussão sobre o tema na atualidade. Utiliza-se artigos científicos para fundamentação da discussão proposta. A reflexão encontra-se subdividida em dois tópicos: Política Nacional de Humanização e Expectativas da Parturiente sobre o Parto Humanizado.<strong> Resultados:</strong> Uma assistência obstétrica humanizada ao parto e nascimento depende do respeito aos aspectos da fisiologia do parto e do nascimento, da organização de rotinas com procedimentos comprovadamente benéficos, evitando-se intervenções desnecessárias, do estabelecimento de relações baseadas em princípios éticos, garantindo-se privacidade e autonomia. <strong>Considerações finais:</strong> Faz-se necessário investimentos na educação durante o pré-natal, voltados ao empoderamento das futuras parturientes, através de informações quanto à humanização e seus direitos, que são capazes de minimizar resultados obstétricos negativos.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/614 Personal protective equipment in times of new coronavirus / Equipamentos de proteção individual em tempos de novo coronavírus / Equipos de protección personal en tiempos de nuevo coronavirus 2020-11-25T01:49:33+00:00 Ana Luiza Ferreira Aydogdu reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> alertar para a falta de equipamento de proteção individual e/ou seu uso incorreto e suas consequências para o controle da pandemia do novo coronavírus. <strong>Método:</strong> estudo teórico e reflexivo, utilizando reportagens, estudos científicos e relatórios. <strong>Resultados: </strong>para prevenir o contágio pelo novo coronavírus, uma das principais medidas é o isolamento social, o que profissionais de saúde não podem fazer, a eles restam uma boa higienização e o uso de equipamentos de proteção individual. Entretanto, em muitos países, incluindo o Brasil, há falta dos mesmos. São muitos os casos de profissionais infectados pelo vírus em torno do mundo. O profissional de saúde não devidamente equipado corre o risco de se contaminar e também ser fonte de contaminação. Governos de diversos países estão procurando formas de resolver o problema, porém enquanto isso não acontece os profissionais de saúde continuam correndo riscos, se contaminando e sendo afastados do trabalho, o que em um curto período poderá causar a estagnação do sistema de saúde.<strong> Conclusões:</strong> é preciso suprir as instituições de saúde com equipamentos de proteção individual e fornecer ensino aos profissionais com relação ao uso correto dos mesmos.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/615 Reflective analysis on patient safety in the hospital context and primary care / Análise reflexiva sobre a segurança do paciente no contexto hospitalar e da atenção primária / Análisis reflexiva sobre la seguridad del paciente en el contexto hospitalario 2020-11-25T01:58:18+00:00 Ingrid Moura de Abreu, Priscila Martins Mendes, Ana Paula Mousinho Tavares, Fernanda Valéria Silva Dantas Avelino, Lidya Tolstenko Nogueira, Silvana Santiago da Rocha reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>discutir sobre a segurança do paciente no contexto hospitalar e da atenção primária à saúde. <strong>Metodologia:</strong> estudo reflexivo sobre a temática segurança do paciente a nível primário e a nível hospitalar. Na construção desse trabalho, foi realizado inicialmente um levantamento da literatura acerca do tema, o que possibilitou uma análise contextualizada, além da percepção das autoras a respeito do assunto abordado. <strong>Resultados: </strong>&nbsp;evidenciou-se que a segurança do paciente deve ser inserida ainda no currículo de formação dos estudantes da área da saúde. No contexto hospitalar ressalta-se a importância da educação permanente entre os colaboradores, proporcionando assim uma cultura de segurança do paciente. Na atenção primária devem ser trabalhados os conceitos básicos para sensibilizar a equipe de saúde sobre a aplicabilidade do tema nesse contexto. <strong>Considerações finais: </strong>possibilitou a reflexão sobre o fenômeno da segurança do paciente nos dois ambientes de atenção à saúde, mostrando que ainda é mais abordado no âmbito hospitalar e que na atenção primária à saúde foi observada uma a escassez de produções científicas relacionadas a temática.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/616 Palliative care in nursing in the intensive care unit: integrative review / Cuidados paliativos em enfermagem na unidade de terapia intensiva: revisão integrativa / Cuidados paliativos en enfermería en la unidad de cuidados intensivos... 2020-11-25T02:16:16+00:00 Ana Lívia Castelo Branco de Oliveira, Alana Carolina Rodrigues Bezerra de Amorim, Rose-Elyne Santana do Nascimento Barreto, Amadeu Luis de Carvalho Neto reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Discutir as evidências na literatura científica sobre a assistência de enfermagem ao paciente em cuidados paliativos na Unidade de Terapia Intensiva.<strong> Metodologia: </strong>Pesquisa qualitativa, do tipo revisão integrativa da literatura. Foi realizada busca de artigos em português, inglês e espanhol, publicados nos últimos 10 anos. Foram excluídos artigos de revisão, relatos de experiência, manuais, livros, teses e dissertações. Utilizou-se as bases de dados Scopus, <em>Medical Literature Analysis and Retrieval System Online</em>, <em>Web of Science</em> e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde; com descritores associados por operador booleano.<strong> Resultados: </strong>A amostra de 12 estudos resultou em três categorias temáticas: Ética na assistência de enfermagem intensiva em cuidados paliativos; Desafios e boas práticas para implantar cuidados paliativos em UTI; e Recursos da enfermagem intensiva para a humanização do cuidado paliativo. A extração dos dados evidenciou os desafios da enfermagem no enfrentamento da morte e a manutenção do equilíbrio psicológico do paciente. Constatou-se que os familiares são agentes importantes neste contexto e devem constituir alvo dos cuidados de enfermagem. <strong>Conclusão: </strong>Os cuidados paliativos em enfermagem direcionam-se às necessidades psíquicas dos pacientes, bem como devem contemplar a família, de modo qualificado.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/617 Suicide attempt: profile of victims assisted in emergency and emergency services / Tentativa de suicídio: perfil das vítimas atendidas nos serviços de urgência e emergência / Intento de suicidio: perfil de las víctimas atendidas.. 2020-11-25T02:28:51+00:00 Hillda Dandara Carvalho Santos Leite, Eronice Ribeiro de Morais Araujo, Eyde Machado Silva, Raphael Gomes de Brito, Joyce Soares e Silva, Mariana Lustosa de Carvalh reufpi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo: </strong>verificar o conhecimento científico brasileiro produzido acerca da tentativa de suicídio nos serviços de urgência e emergência e da atuação da enfermagem. <strong>Metodologia:</strong> trata-se de um estudo de revisão integrativa. Foram usados como bases de dados LILACS, SciELO e BDENF. Aplicou-se os métodos de inclusão e exclusão, totalizando 13 artigos. <strong>Resultados:</strong> verificou-se que o sexo feminino prevaleceu com maior número de tentativas de suicídio. Além disso, mulheres solteiras, com nível de escolaridade baixo que residiam na zona urbana, e que pertenciam a religião católica, tentaram ou cometeram a ação no domicílio aos domingos. Ademais, a intoxicação exógena foi o meio mais utilizado na faixa etária adulto jovem. <strong>Conclusão:</strong> é importante o investimento de programas e serviços de conscientização da população acerca do suicídio e seus fatores e capacitação da equipe de enfermagem com o propósito de impedir o suicídio consumado posteriormente.</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/618 Scientific production on coronary syndromes in brazilian nursing periodics / Produção científica acerca das síndromes coronarianas nos periódicos brasileiros de enfermagem / Producción científica acerca de las síndromes coronarianas.. 2020-11-25T02:38:22+00:00 Nelson Miguel Galindo Neto, Fabiana Laranjeira da Silva, Águeda Júlia Siqueira Cordeiro, Nayane Rafaela da Silva, Ana Carla Silva Alexandre, Guilherme Guarino de Moura Sá reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Analisar a produção cientifica acerca das síndromes coronarianas nos periódicos brasileiros de enfermagem. <strong>Metodologia: </strong>Estudo bibliométrico realizado a partir de acesso online aos periódicos brasileiros de enfermagem. A caracterização da produção versou sobre a lei de Lotka (acerca de informações sobre os autores), lei de Bradford (referente aos periódicos onde os artigos foram publicados) e a lei de Zipf (acerca das palavras–chave). <strong>Resultados:</strong> 305 autores foram encontrados nas 101 publicações que compuseram a amostra, das quais, 31 (30,69%) foram publicadas em periódicos de qualis A; 44 (43,56%) foram oriundas da região sudeste; 76 (75,25%) com abordagem quantitativa; 95 (94,06%) tratavam-se de estudos transversais, com nível de evidência 6.&nbsp; Os sinais e sintomas, o cuidado e tratamento de pacientes foram estudados em 47 (46,53%) artigos. A palavra-chave mais encontrada foi “infarto agudo do miocárdio”, em 46 (45,54%) artigos. <strong>Conclusão: </strong>A produção cientifica acerca das síndromes coronarianas nos periódicos brasileiros de enfermagem possuiu mais de 300 autores e foi, predominantemente, composta por estudos transversais, quantitativos, oriundos do sudeste e que investigaram a identificação do agravo e os cuidados aos pacientes, publicados em periódicos de qualis A e com a palavra-chave “infarto agudo do miocárdio”.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/619 Prevention of occupational risks in a material and sterilization center / Prevenção de riscos ocupacionais em centro de material e esterilização / Prevención de riesgos ocupacionales en centro de material y esterilización 2020-11-25T02:47:09+00:00 Klessiane Mendes de Fontes, Izaura Cleone Ferreira dos Santos Cadete, Suzana Cristina Andrade Bezerra, Ana Pedrina Freitas Mascarenhas reufpi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo:</strong> caracterizar artigos que abordem os riscos ocupacionais aos quais os profissionais de enfermagem encontram-se expostos durante o trabalho em centro de material e esterilização e sumarizar as medidas propostas para sanar ou atenuar esses riscos, evidenciados na literatura pesquisada. <strong>Metodologia:</strong> estudo de revisão bibliográfica integrativa. A busca foi realizada em bases eletrônicas e quatro artigos compuseram a amostra. <strong>Resultados</strong>: mostram evidências de algumas medidas, como: necessidade de atitudes que valorizem o registro dos acidentes laborais, implementação de melhorias para fomentar a qualidade de vida no trabalho, revisão do tempo de contratação institucional, ampliação do conhecimento frente aos riscos ambientais, dentre outros. <strong>Conclusão:</strong> Sugere-se que sejam realizados mais estudos referentes a essa temática, considerando que, preocupar-se em buscar evidências que subsidiem a prática laboral, pode suscitar aos dirigentes de instituições de saúde de instâncias públicas ou privadas reflexões, planejamento, elaboração e ampliação das medidas preventivas frente aos riscos ocupacionais.</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/620 Donation and transplantation of organs and tissues: a dilemma about procedural interferences / Doação e transplantes de órgãos e tecidos: um dilema acerca das interferências processuais / Donación y trasplantes de órganos y tejidos: un dilema.. 2020-11-25T02:57:10+00:00 Joyce Soares e Silva, Tatiane Fonseca Pereira, João Gilson de Jesus Cantuário reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Caracterizar as interferências que ocorrem no processo de doação e transplante de órgãos e tecidos após morte encefálica confirmada.<strong> Metodologia: </strong>Trata-se de uma revisão integrativa sobre produções acerca das interferências do processo de doação e transplante de órgãos e tecidos após morte encefálica confirmada, publicadas no período de 2012 a 2017.<strong> Resultados: </strong>Os artigos foram analisados e divididos em categorias. A primeira diz respeito às intercorrências que ocorrem durante o processo de captação de órgãos e tecidos; a segunda corresponde às intercorrências quanto ao processo de transplante de órgãos e tecidos e a terceira define-se quanto aos fatores éticos relacionados ao processo de doação e transplante.<strong> Conclusão: </strong>As interferências processuais envolvem problemas de ordem logística, de recursos humanos e materiais e até mesmo de estrutura em nível de Central de Transplantes. Entretanto, ainda existem poucos estudos que caracterizam e analisam essas intercorrências processuais de doação e transplante de forma mais detalhada.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/686 Dealing with death and dying in an intensive care unit in Paraná/ Lidando com a morte e o morrer em uma unidade de terapia intensiva do Paraná / Enfrentando la muerte y el morir en una unidad de cuidados.. 2020-12-08T22:14:51+00:00 Ingrid Tauana Nunes Chuista, Vladimir Araujo da Silva, Beatriz Maria dos Santos Santiago Ribeiro, Joisy Aparecida Marchi de Miranda, Juliana Dalcin Donini e Silva, Sonia Silva Marcon reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:&nbsp;</strong>conhecer a perspectiva de profissionais da enfermagem que atuam em uma unidade de terapia intensiva frente à morte e o morrer.&nbsp;<strong>Metodologia:</strong>&nbsp;estudo descritivo-exploratório, com abordagem qualitativa, desenvolvido com 23 profissionais de uma unidade de terapia intensiva de uma cidade do Norte do Paraná. Os dados foram coletados em janeiro de 2017, por meio de entrevistas semiestruturadas, e submetidos à análise de conteúdo de Bardin.&nbsp;<strong>Resultados</strong>: emergiram três categorias temáticas: Lidando com a morte e o morrer – onde expressam preparo ou (des)preparo para lidar com a morte, (des)sensibilização ou impotência diante da morte; Enfrentando a iminência de morte por meio da religiosidade/espiritualidade; e Expressando empatia e compaixão – onde revelam o sofrimento diante da morte de pacientes jovens, o alívio diante da morte de pacientes idosos e em cuidados paliativos, e a compaixão ao presenciar a dor da família.&nbsp;<strong>Conclusão:</strong>&nbsp;os participantes utilizam estratégias de defesa e enfrentamento, na tentativa de negar ou fugir desse confronto, ou aliviar a dor, a angústia e o sofrimento experienciados nesse contexto.&nbsp;</p> 2020-12-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/687 Living with the human immunodeficiency virus - the challenges of the diagnosis* / Conviver com o vírus da imunodeficiência humana - os desafios do diagnóstico / Vivir con el virus de la inmunodeficiencia humana - los desafíos del diagnóstico 2020-12-08T22:19:21+00:00 Marcia Pereira Gomes, Diogo Jacintho Barbosa, Fabiana Barbosa Assunção de Souza, Antonio Marcos Tosoli Gomes, Andre Luís Brugger e Silva, Girlene Alves da da Silva reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:&nbsp;</strong>descrever os sentimentos e enfrentamentos do antes e depois da descoberta do diagnóstico positivo para o vírus da imunodeficiência humana.&nbsp;<strong>Metodologia:</strong>&nbsp;estudo qualitativo, descritivo. Realizado em um ambulatório especializado em pessoas que vivem com HIV, localizado na cidade do Rio de Janeiro. Os participantes do estudo foram os usuários deste ambulatório, com idade superior a 18 anos. A coleta de dados foi realizada a partir de entrevistas semiestruturadas. Técnica de análise de conteúdo lexical, com auxílio do software<em>&nbsp;</em>Iramuteq 0.7 alpha 2.&nbsp;<strong>Resultados:</strong>&nbsp;a felicidade e o prazer em viver a vida são relatados com frequência como uma situação que ficou para trás, no passado, antes do diagnóstico, e que agora a morte se apresenta de uma forma mais concreta, uma ameaça sempre à espreita.&nbsp;<strong>Conclusões:</strong>&nbsp;para alguns participantes, a vida no passado era mais feliz, o presente é depressivo e o futuro, incerto; a morte é uma preocupação presente, posteriormente a aceitação vai acontecendo, a motivação para viver reaparece principalmente quando as pessoas vivendo com o vírus da imunodeficiência humana se sentem apoiadas e acolhidas.</p> 2020-12-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/688 Men’s Health Policy and assistance provided by professionals in Primary Health Care / Política de saúde do homem e assistência prestada pelos profissionais na atenção primária à saúde / Política de Salud del Hombre y atención prestada por profesionales.. 2020-12-08T22:23:28+00:00 Rodrigo Jácob Moreira de Freitas, Cymara Patrizia Costa de Souza, Francisca Wirlanda Dantas, Rúbia Mara Maia Feitosa, Jocasta Maria de Oliveira Morais, Marcelino Maia Bessa reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:&nbsp;</strong>compreender a percepção dos profissionais da Estratégia Saúde da Família sobre a Política de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH).&nbsp;<strong>Metodologia:</strong>&nbsp;estudo com abordagem qualitativa. A pesquisa foi desenvolvida em três Unidades Básica de Saúde de um município do interior do nordeste brasileiro. Contou com 19 profissionais de saúde, que participaram de entrevistas durante os meses de março e abril de 2016. Os dados foram analisados de acordo com a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo.&nbsp;<strong>Resultados:</strong>&nbsp;a análise permitiu construir quatro categorias: Conhecimento sobre a PNAISH e percepção sobre como ela se efetiva na prática; Problemas de saúde mais frequentes nos homens; Ações realizadas para a saúde do homem e; Necessidade de capacitações na área de saúde do homem. Os profissionais percebem a PNAISH de forma reducionista, limitando em ações voltadas ao câncer de próstata e à hipertensão durante o “Novembro Azul”.&nbsp;<strong>Conclusão:</strong>&nbsp;Evidencia-se que os profissionais de saúde têm dificuldades em conhecer e implementar a PNAISH. Sugere-se que os gestores fortaleçam a educação permanente junto dos profissionais de saúde para aprofundar a temática.</p> 2020-12-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/689 Father’s participation in exclusive breastfeeding / Participação do pai no aleitamento materno exclusivo / Participación del padre en la lactancia materna exclusiva 2020-12-08T22:30:30+00:00 Diana Cecagno, Maiara Nuzzi de Oliveira, Susana Cecagno, Caroline de Leon Link, Anelise Morais Oliveira, Deise Cardoso Soares Diana Cecagno, Maiara Nuzzi de Oliveira, Susana Cecagno, Caroline de Leon Link, Anelise Morais Oliveira, Deise Cardoso Soares reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:&nbsp;</strong>conhecer a influência da participação do pai no aleitamento materno exclusivo.&nbsp;<strong>Metodologia:</strong>&nbsp;pesquisa qualitativa descritiva e exploratória, realizada por meio de entrevista semiestruturada, com 10 mães, que fizeram acompanhamento em uma Unidade Básica de Saúde durante o pré-natal, puerpério e/ou puericultura nos anos 2017 e 2018, e que amamentaram de forma exclusiva, até os seis meses do bebê. A análise temática subsidiou a análise e discussão dos dados, emergindo as seguintes categorias: Amamentação e a participação do pai, e a importância de incentivar a participação do pai no processo de amamentar.&nbsp;<strong>Resultados:</strong>&nbsp;evidenciaram que o apoio do pai influenciou positivamente a conquista do aleitamento materno exclusivo, visto que muitas se sentiam amparadas e seguras com a presença do pai. Também foi possível identificar fragilidades no que tange o incentivo da participação do pai na amamentação.&nbsp;<strong>Conclusão:</strong>&nbsp;é necessário incorporar estratégias para incentivar a participação dos pais no processo do aleitamento materno, por meio de ações educativas voltadas ao casal.</p> 2020-12-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/690 Polypharmacy and high Medication Regimen Complexity Index in the elderly assisted in primary health care / Polifarmácia e Índice de Complexidade Farmacoterapêutico elevado em idosos atendidos na atenção básica de saúde / Polifarmacia y alto Índice de Comp 2020-12-08T22:35:25+00:00 Kananda Pizano de Freitas, Márcia Regina Martins Alvarenga reufpi@gmail.com <p><strong>bjetivo:&nbsp;</strong>identificar a associação entre polifarmácia e Índice de Complexidade Farmacoterapêutico (ICFT) elevado em idosos atendidos na atenção básica de saúde.&nbsp;<strong>Metodologia:&nbsp;</strong>pesquisa transversal realizada nas Unidades Básicas de Saúde de Dourados, MS, com idosos. As variáveis pesquisadas foram socioeconômicas, condições de saúde, uso de medicamentos e complexidade da farmacoterapia. Dados analisados por meio de estatística descritiva e correlação de Pearson. Aprovação do Comitê de Ética em pesquisa nº 1.406.745.<strong>&nbsp;Resultados:&nbsp;</strong>entrevistados 16 idosos em situação de polifarmácia e portadores de alguma doença crônica não transmissivel. O ICFT obteve média 16,96 (± 9,186) e mediana 15,75, que foi adotada como ponto de corte para identificar complexidade do esquema farmacoterapêutico elevado. Oito idosos apresentaram dificuldades para cumprir o esquema terapêutico devido a múltiplas doses no mesmo horário e recordarem-se das medicações.&nbsp;<strong>Conclusão:</strong>&nbsp;prevalência de idosas, com hipertensão arterial, baixa escolaridade e que precisam de orientação dos profissionais de saúde frente às dificuldades apresentadas quanto à terapia medicamentosa.</p> 2020-12-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/691 Origin of obesity in adolescents: impressions of family caregivers assisted in primary health care / Origem da obesidade em adolescentes: impressões dos cuidadores familiares assistidos na atenção primária à saúde / Origen de la obesidad en los adolescent 2020-12-08T22:39:11+00:00 Daniela Aparecida Azevedo Leite, Laiany Gonçalves de Macedo, Maíra Lélia Aliani, Nágyla Aparecida Silva, Márcia Christina Caetano Romano, Alisson Araújo reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:&nbsp;</strong>conhecer as causas da obesidade de adolescentes, atendidos na atenção primária à saúde, na perspectiva de cuidadores familiares.&nbsp;<strong>Metodologia:</strong>&nbsp;estudo qualitativo realizado no município de Divinópolis/Minas Gerais, Brasil. Foi aprovado em Comitê de Ética CAAE nº 53839316.6.0000.5545. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas individuais com 11 familiares cuidadores e o material alcançado foi submetido à Análise de Conteúdo de Bardin. Emergiram-se três categorias analíticas: 1) A Ansiedade do Adolescente; 2) A Família do Adolescente 3) O Papel e A Figura Paterna do Adolescente.&nbsp;<strong>Resultados:</strong>&nbsp;para os familiares, a obesidade do adolescente tem suas origens no comportamento ansioso e aspectos relacionados à família, principalmente a figura paterna. É fundamental que os profissionais de saúde durante os atendimentos argumentem, reconheçam a realidade e orientem sobre os eventos que precedem ou decorrem da compulsão alimentar. Para elas, o alcoolismo, a agressividade e os desentendimentos paternos causam perturbações psicoemocionais que exigem muita atenção dos profissionais.&nbsp;<strong>Conclusão:</strong>&nbsp;para melhor adesão ao tratamento são indicadas estratégias como: capacitação dos profissionais sobre manejo dos aspectos psicoemocionais da obesidade no adolescente, discussão do caso em equipe multiprofissional, interconsulta com psicólogo e construção de curvas de IMC atreladas a uma boa anamnese cronológica de eventos marcantes de vida.</p> 2020-12-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/692 he perception of nurses about the stress in the practice of nursing supervision during hospital emergencies / Percepção de enfermeiras sobre o estresse na prática de supervisão em enfermagem em emergência hospitalar / La percepción de enfermeras con respe 2020-12-08T22:43:49+00:00 Thiago da Silva Santana, Maria Lúcia Silva Servo, Anderson Reis de Souza, Tayse Barbosa Moura, Pollyana Pereira Portela reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:&nbsp;</strong>conhecer a percepção de enfermeiras sobre o estresse na prática de supervisão em enfermagem em emergência hospitalar.&nbsp;<strong>M</strong><strong>e</strong><strong>todologia:</strong>&nbsp;estudo qualitativo, descritivo e exploratório, realizado com 15 enfermeiras, que atuam em emergência hospitalar. Na produção do material empírico, utilizou-se a técnica de entrevista semiestruturada e, como referencial teórico-analítico, a análise de conteúdo, discutido sob a ótica do referencial de conceito de supervisão social.&nbsp;<strong>Resultados:</strong>&nbsp;emergiram duas categorias, a primeira, ambivalências e contradições na compreensão da supervisão em enfermagem, que desvela a compreensão da supervisão numa perspectiva tradicional, demarcada pela centralização na produtividade, incorporada a visão de controle, fiscalização e punição; e numa perspectiva de supervisão social, sendo esta uma interface para a qualificação profissional. A segunda, estresse na prática de supervisão em enfermagem em emergência hospitalar, desvela os estressores que acompanham tal competência. Foi possível evidenciar que a supervisão em enfermagem é um potencial para transformação das práticas em saúde, uma vez que possibilita o controle das situações de estresse.&nbsp;<strong>Conclus</strong><strong>ã</strong><strong>o:</strong>&nbsp;a enfermagem pode melhor contribuir com a implementação de possibilidades de intervenção no sentido de (re)organizar tecnologicamente a unidade de emergência hospitalar, por meio de práticas inovadoras de supervisão social para o manejo do estresse.</p> 2020-12-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/632 Characterization of fake news about the pandemic COVID-19 in Brazil / Caracterización de fake news sobre la pandemia COVID-19 en Brasil / Caracterização de fake news sobre a pandemia COVID-19 no Brasil 2020-11-25T23:50:00+00:00 Giovanna de Oliveira Libório Dourado, Ana Karolina Silva Ribeiro de Oliveira, Julia Maria de Jesus Sousa, Isaura Danielli Borges de Sousa, Lílian Machado Vilarinho de Moraes reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>caracterizar as notícias falsas relacionadas à COVID-19 no Brasil. <strong>Metodologia:</strong> estudo descritivo, no qual foram utilizados os dados sobre <em>fake news</em> envolvendo a COVID-19 existentes na página do Ministério da Saúde, “E-farsas” e no <em>site</em> “G1 fato ou fake”. <strong>Resultados: </strong>identificaram-se 291 notícias falsas envolvendo os seguintes conteúdos: transmissão/disseminação; tratamentos relacionados à China; desenvolvimento de vacina; cura; políticos brasileiros; isolamento social; óbitos relacionados à COVID-19; prevenção/uso de equipamentos de proteção individual; número de casos; ações do Ministério da Saúde e governamentais; e outros. A primeira <em>fake news</em> foi publicada em 29 de janeiro. Considerando o contexto da pandemia, as notícias frequentemente citam as palavras água, Brasil, pacientes, chá, isolamento, uso, causa, auxílio, governo, casos, cura. Destaca-se aplicativo de mensagens instantâneas como responsável por propagar 34,4% das notícias falsas, seguido por redes sociais com 14,2%. <strong>Conclusão:</strong> os <em>sites </em>de checagem de<em> fake news </em>são fundamentais para desmentir informações acerca da COVID-19, em especial aquelas relacionadas às práticas baseadas em evidências científicas. Fazem-se necessárias estratégias que fortaleçam a disseminação de informações verídicas combatendo o fenômeno de <em>fake news</em> e sua proliferação nos diversos meios de comunicação, favorecendo, desse modo, a comunicação em saúde segura para a população.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/633 Performance of doctors and nurses in emergency care for hemophiliac patients / Atuação de médicos e enfermeiros no atendimento de emergência ao paciente hemofílico / Performance de médicos y enfermeros en el atendimiento de urgencia al paciente hemofílico 2020-11-25T23:53:51+00:00 Stefane Vieira Nobre, José Adelmo da Silva Filho, Natália Bastos Ferreira Tavares, Luan Rodrigues Teixeira, Antonio Germane Alves Pinto reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>descrever a atuação de médicos e enfermeiros no atendimento de emergência ao paciente hemofílico. <strong>Metodologia:</strong> estudo exploratório e qualitativo, realizado com enfermeiros e médicos do setor de emergência de uma Unidade Hospitalar de referência e de uma Unidade de Pronto Atendimento na região Centro-Sul do Ceará. Os dados foram coletados em setembro e outubro de 2018 por meio de questionário semiestruturado composto por questões abertas e fechadas. As respostas foram submetidas à análise de conteúdo. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética. <strong>Resultados: </strong>evidenciou-se uma fragilidade no conhecimento dos profissionais acerca da hemofilia e uma insuficiência no suporte das unidades para oferta do cuidado ao hemofílico. As unidades não possuem um protocolo de atendimento para atender esses pacientes, dificultando a execução do cuidado direcionado ao hemofílico. A falta de capacitação dos profissionais, medicamentos específicos para hemofilia e de hematologista na equipe constituem dificuldades em ofertar a assistência. <strong>Conclusão: </strong>o estudo identificou a necessidade de educação permanente em saúde no atendimento aos pacientes hemofílicos, desburocratizar e tornar menos fragmentado o cuidado em redes, com vista a garantir a integralidade do cuidado.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/634 Sociodemographic profile and quality of life in women with breast cancer / Perfil sociodemográfico e qualidade de vida em mulheres acometidas por câncer de mama / Perfil sociodemográfico y calidad de vida en mujeres con cáncer.. 2020-11-25T23:59:04+00:00 Thaís Aparecida de Castro Palermo, Eduardo Viana Ricardo, Aline Teixeira Marques Figueiredo Silva, Carolina Magalhães dos Santos reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Identificar o Estado Geral de Saúde/Qualidade de vida e comparar as médias entre o perfil sociodemográfico e a qualidade de vida de mulheres com câncer de mama. <strong>Metodologia:</strong> Estudo quantitativo, descritivo, exploratório, realizado com 29 mulheres em tratamento para câncer de mama. Para avaliação do Estado Geral de Saúde/Qualidade de Vida, foi utilizado o instrumento <em>European Organization for Research and Treatment of Cancer Core Quality of Life Questionnaire</em>-30. <strong>Resultados: </strong>O Estado Geral de Saúde/Qualidade de vida atingiu uma média de 73,1, sendo este um indicativo de satisfação. Os principais domínios afetados foram as funções física e social, insônia, constipação, fadiga, dor e perda de apetite. A função física e o desempenho de papel se mostraram significativos em relação à renda familiar <em>per capita.</em> Sobre a escala de sintomas, os resultados foram significativos entre a dor, a faixa etária e a renda familiar <em>per capita</em>; dispneia e renda familiar <em>per capita</em>; náuseas e vômitos e a faixa etária e o estado civil e, diarreia e escolaridade, renda familiar <em>per capita</em> e estado civil. <strong>Conclusão:</strong> As participantes apresentaram satisfação com o seu Estado Geral de Saúde/Qualidade de vida, problemas relacionados às funções física e social e a insônia.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/635 Characterization of the healthcare network for the assistance of users of alcohol and other drugs / Caracterização da rede de saúde para atendimento de usuários de álcool e outras drogas / Caracterización de la red de salud para asistencia de usuarios de 2020-11-26T00:03:51+00:00 Márcia Daiane Ferreira da Silva, Danielle de Souza Silva Varela, Claudete Ferreira de Souza Monteiro reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Caracterizar uma rede de saúde quanto ao atendimento de usuários de álcool e outras drogas. <strong>Método: </strong>Estudo observacional descritivo-exploratório, quantitativo e transversal, realizado com 56 enfermeiros dos serviços de saúde que responderam o instrumento de pesquisa utilizado: questionário autoaplicável composto por questões abertas e fechadas, previamente testado. Os dados foram analisados por meio descritivo com cálculos de frequência absoluta e percentual apresentados em tabelas. <strong>Resultados:</strong> Segundo 48,0% dos pesquisados, o público atendido pelos enfermeiros eram usuários de álcool e outras drogas ilícitas. Quanto aos motivos do atendimento, 34,0% mencionaram ser os sintomas de comorbidades associadas ao consumo de álcool e outras drogas. Quanto ao tipo e frequência da demanda, 72,0% relataram ser demanda espontânea e 36,0%, de cinco ou mais vezes por mês. Para 74,0% dos profissionais, a assistência ofertada no serviço ajuda o usuário no enfrentamento de seu problema. <strong>Conclusão:</strong> O atendimento variou de acordo com a natureza de funcionamento de cada serviço, alternando entre ambulatorial, pré-hospitalar, hospitalar e especializado, com predominância do primeiro tipo de atendimento. Este estudo permitiu ainda evidenciar que as pessoas que fazem uso associado de álcool e outras drogas foram os mais prevalentes na demanda da Rede de Saúde pesquisada.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/636 Clinical-epidemiological profile of leprosy in a hyperendemic municipality / Perfil clínico-epidemiológico da hanseníase em um município hiperendêmico / Perfil clínico-epidemiológico de la lepra en un municipio hiperendémico 2020-11-26T00:08:44+00:00 Kezia Cristina Batista dos Santos, Apoana Câmara Rapozo, Dorlene Maria Cardoso de Aquino, Rita da Graça Carvalhal Frazão Corrêa reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>caracterizar o perfil clínico e epidemiológico dos casos de hanseníase no município hiperendêmico de São Luís do Maranhão, Brasil. <strong>Metodologia:</strong> estudo epidemiológico, retrospectivo, descritivo e quantitativo. Utilizaram-se dados de pacientes com hanseníase, referentes ao período de 2014 a 2017, obtidos a partir da base de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação, disponibilizados pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. <strong>Resultados:</strong> no período analisado, notificaram-se 2.166 casos de hanseníase. Observou-se maior frequência no sexo feminino (53,4%) e na faixa etária de 15-59 anos (69,4%). Quanto aos aspectos clínicos, 62,1% eram da forma dimorfa, 77,8% classificados como multibacilar e 61,8% sem incapacidades físicas. Apresentaram algum grau de incapacidade 694 casos (32,0%). O diagnóstico da hanseníase ainda é realizado tardiamente devido à detecção da classificação multibacilar e forma clínica dimorfa, além da presença de incapacidade física no momento do diagnóstico. <strong>Conclusão:</strong> os resultados deste estudo sugerem a realização de novas pesquisas que explorem a necessidade de intensificação de estratégias de prevenção e controle da doença visando à eliminação da hanseníase como problema de saúde pública no município.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/637 Metabolic syndrome in adolescents: comparison between three different diagnostic criteria / Síndrome metabólica em adolescentes: comparação entre três diferentes critérios diagnósticos / Síndrome metabólico en adolescentes... 2020-11-26T00:14:47+00:00 Kadija Cristina Barbosa da Silva, Mayla Rosa Guimarães, Antônia Fabiana Rodrigues da Silva, Jayne Ramos Araújo Moura, Ionara Holanda de Moura, Ana Roberta Vilarouca da Silva larissaaal@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> verificar a diferença na proporção de adolescentes com síndrome metabólica, identificada por três diferentes critérios diagnósticos. <strong>Metodologia:</strong> estudo descritivo e transversal, realizado com 716 adolescentes de 10 a 19 anos, de escolas municipais e estaduais da cidade de Picos, Piauí. Para a coleta de dados utilizou-se um instrumento para verificação de dados socioeconômicos, antropométricos, bioquímicos e da pressão arterial. A síndrome metabólica foi definida por três critérios diagnósticos diferentes: <em>International Diabetes Federation </em>(IDF), Cook e Ferranti. Para a análise da diferença entre as médias utilizou-se o teste t, e o coeficiente Kappa para a concordância entre os critérios. <strong>Resultados:</strong> A síndrome foi observada em 3,1, 8,5 e 1,4 % dos adolescentes, de acordo com as definições de Cook, Ferranti, e da <em>International Diabetes Federation</em>, respectivamente. Na verificação dos critérios em pares a concordância entre: IDF e Cook foi 98,3% (Kappa = 0,618; p = 0,000); IDF e Ferranti foi 91,4% (Kappa = 0,228; p = 0,000); Cook e Ferranti foi 92,9% (Kappa = 0,425; p = 0,000). <strong>Conclusão:</strong> Foi possível observar considerável diferença entre os critérios para o diagnóstico, sugerindo pouca prevalência da síndrome por falta de consenso dos critérios diagnósticos em adolescentes.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/638 Analysis of the pattern of tobacco use by women / Análise do padrão de consumo de tabaco por mulheres / Análisis del patrón de consumo de tabaco por mujeres 2020-11-26T00:18:35+00:00 Maria Carolina Silva Costa, Claudete Ferreira de Souza Monteiro, Ariane Gomes Santos, Fernando José Guedes da Silva Júnior reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Analisar o padrão de consumo de tabaco por mulheres no Estado do Piauí. <strong>Metodologia: </strong>Estudo descritivo, exploratório, transversal, de abordagem quantitativa, desenvolvido nas Unidades Básicas de Saúde do Piauí. A amostra foi composta por 369 mulheres, destas 66 informaram uso de cigarro. Os dados foram analisados no software Statistical Package for the Social Science. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (Parecer nº. 985.391). <strong>Resultados:</strong> O padrão de consumo leve foi informado por 62,0% das mulheres, sendo 45,0% na faixa etária de 20 a 29 anos e 17,0% na faixa etária de 40 a 59 anos. No padrão moderado, observou-se um total de 29,0%, sendo que 24,0% na faixa etária de 20 a 39 anos. No padrão de consumo grave, encontravam-se 9,0% das mulheres, sendo 4,5% na faixa etária de 20 a 39 anos e 4,5% na faixa etária de 40 a 59 anos. Houve associação significativa com a escolaridade (p=0,048), sendo o padrão de consumo grave maior entre mulheres com escolaridade menor que 8 anos. <strong>Conclusão: </strong>É importante o uso de estratégias da Atenção Básica para realizar intervenções que possam auxiliar na redução do consumo e cessação do uso do tabaco, principalmente pelas mulheres.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/639 Sociodemographic and epidemiological analysis of SARS-CoV-2 infections in a municipality in northeastern Brazil / Análise sociodemográfica e epidemiológica das infecções por SARS-CoV-2 em município do nordeste brasileiro / Análisis sociodemográfico y epid 2020-11-26T00:23:01+00:00 André Felipe de Castro Pereira Chaves, Nayra Teresa de Castro Pereira Chaves, Hylda Mara Cruz de Moraes, Francisca de Assis Machado de Sousa, Cintia Patrocinio Silva, Jany Rosy da Conceição Cunha reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Identificar características sociodemográficas e epidemiológicas de casos confirmados da infecção pela SARS-CoV-2 em município do nordeste brasileiro. <strong>Métodos: </strong>Estudo descritivo, epidemiológico, retrospectivo, realizado no município de Barras, estado do Piauí. A população de estudo foi composta por 317 indivíduos que tiveram diagnóstico positivo para a infecção pelo SARS-CoV-2 durante o período de abril a junho de 2020. O trabalho utilizou-se de dados secundários, extraídos pelo site da Prefeitura Municipal de Barras, e após isso, foi realizada análise estatística descritiva (frequência absoluta e relativa) dos casos. <strong>Resultados:</strong> Observou-se a predominância de casos em indivíduos nas faixas etárias de 30 a 39 anos, do sexo masculino e moradores da zona urbana. A maioria dos óbitos ocorreu em pessoas de 60 a 79, sexo masculino. Na evolução da doença no decorrer das semanas é notório o grande aumento de casos. <strong>Conlusão: </strong>Diante do estudo realizado pode-se perceber que a infecção pela SARS-CoV-2 prevalece em homens idosos, de área urbana, sendo os idosos jovens a categoria que mais evolui para óbito. Isso requer o desenvolvimento de intervenções governamentais preventivas, como rastreio e diagnóstico precoce de casos, tratamento de suporte, uso de máscaras, conscientização das medidas de higiene, distanciamento social, ações de vigilância.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/640 Analysis of epidemiological indicators of COVID-19 in Piauí / Análise de indicadores epidemiológicos da COVID-19 no Piauí / Análisis de indicadores epidemiológicos de COVID-19 en Piauí 2020-11-26T00:37:00+00:00 Khelyane Mesquita de Carvalho, Cynthia Roberta Dias Torres Silva, Sarah Giulia Bandeira Felipe reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo</strong>: Realizar análise de indicadores epidemiológicos da COVID-19 no Piauí. <strong>M</strong><strong>étodos</strong>: Trata-se de estudo epidemiológico, descritivo, realizado a partir de dados secundários de casos confirmados de COVID-19, entre 18 de março a 15 de agosto de 2020. Os dados foram obtidos a partir das plataformas de base de dados governamental de domínio público. Foram calculadas a incidência dos municípios de maior ocorrência, a mortalidade e taxa de cura. <strong>Resultados:</strong> Foram testados no estado 215.176 pacientes, dos quais 67.227 foram confirmados com COVID-19. Em relação à evolução desses casos, 64.949 foram recuperados, 1.637 evoluíram para óbito e os demais permaneciam em tratamento na ocasião do estudo. Destaca-se ainda que do total de casos testados laboratorialmente, 19.212 foram descartados. Com relação ao perfil dos pacientes, o mais incidente foi o sexo feminino (54,3%) e na faixa etária de 30 e 39 anos (23,23%). A distribuição do número de casos, taxa de mortalidade e cura apresenta-se de forma proporcional a capacidade de testagem e enfrentamento de cada município. <strong>Conclusão</strong>: A curva de infecção no Piauí caracteriza-se como linha inclinada ascendente, enquanto que o número de óbito é demonstrado linearmente. Observa-se ainda o achatamento da curva e sua projeção para semanas epidemiológicas posteriores.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/641 Educational technologies for promoting cardiovascular health in the university / Tecnologias educativas para promoção da saúde cardiovascular na universidade / Tecnologías educativas para promover la salud cardiovascular en la universidad 2020-11-26T00:44:53+00:00 Keila Maria de Azevedo Ponte, Roberta Brena de Sousa Vieira, Kairo Cardoso da Frota, Maria Aparecida Fernandes Cardoso, Yandra Kelline Brandão Brega reufpi@gmail.com <h3><strong>Objetivo:</strong> Descrever a contribuição de tecnologias educativas para promoção da saúde cardiovascular de acadêmicos de uma universidade pública. <strong>Metodologia:</strong> Pesquisa do tipo observação participante, com abordagem qualitativa, realizada entre agosto de 2017 e abril de 2018, na Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), em Sobral-Ceará, com quarenta acadêmicos. Foram utilizadas cinco tecnologias educativas: dominocardio, pintando o coração, giracardio, amarelinha do coração e semáforo do coração; as quais eram selecionadas aleatoriamente e aplicadas individualmente, procedendo a indagação ao participante sobre a contribuição da aplicação. As informações foram analisadas utilizando-se o referencial teórico de Minayo e discutidas de acordo com a literatura atualizada. <strong>Resultados:</strong> Os resultados mostraram que as tecnologias educativas contribuem para mudanças de hábitos de vida, promoção à saúde e prevenção de cardiopatias, bem como permitiram adquirir novos conhecimentos de forma lúdica. Além disso, elas configuraram-se como estratégia de aprendizado significativo, pois proporcionaram reflexão e conscientização para o autocuidado. <strong>Conclusão:</strong> As tecnologias educativas foram efetivas no aprendizado dos participantes, pois associado a um momento de distração, os acadêmicos aprenderam informações necessárias para a melhoria dos hábitos de vida. Espera-se que esse tipo de metodologia seja disseminado entre os profissionais de saúde para um cuidado mais efetivo.</h3> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/642 Death in the intensive therapy unit: nursing perceptions / A morte na unidade de terapia intensiva: percepções da enfermagem / Muerte en la unidade de terapia intensiva: percepciones de enfermería 2020-11-26T00:52:04+00:00 Maria Aliny Pinto da Cunha, Elizângela Pereira da Silva Santos, Maria Tamires Alves Ferreira, Luciana Stanford Baldoino, Ana Maria Santos da Costa, Aclênia Maria Nascimento Ribeiro reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo<em>:</em></strong> analisar as percepções dos profissionais da enfermagem sobre o processo morte e morrer na unidade de terapia intensiva. <strong>Método:</strong> trata-se de um estudo descritivo de abordagem qualitativa realizado com 15 profissionais de enfermagem das unidades de terapia intensiva de um hospital de médio porte da cidade de Teresina-PI. Utilizou-se uma entrevista semiestruturada e a análise de conteúdo e categoria temática para interpretação dos dados. O trabalho foi aprovado pelo comitê de ética sob o número 2.977.810. <strong>Resultados:</strong> o profissional da enfermagem depara-se com sentimentos de medo, dor, fracasso e tristeza perante o óbito dos pacientes. Tais sentimentos podem mudar conforme o tempo de experiência profissional, temporalidade dos óbitos, relação com familiares e estratégias de enfrentamento da morte. <strong>Conclusão:</strong> os entrevistados apresentaram diferentes reações ao ser abordado a temática, contudo, nota-se que os profissionais não estão preparados para lidar com esse processo, o que pode influenciar na qualidade da assistência ao paciente e seus familiares.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/643 Experiences of people with chronic kidney disease when training for peritoneal dialysis / Experiências das pessoas com doença renal crônica na capacitação para a diálise peritoneal / Experiencias de las personas con enfermedad renal sobre la capacitación. 2020-11-26T01:01:58+00:00 Juliana Soares Farias, Juliana Graciela Vestena Zillmer, Adrize Rutz Porto, Eduarda Rosado Soares, Barbara Resende Ramos, Glaucia Jaine Santos da Silva reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo</strong><strong>: </strong>Compreender as experiências das pessoas com doença renal crônica ao realizar a capacitação para a diálise peritoneal ambulatorial contínua no ambiente hospitalar.<strong> Metodologia: </strong>Estudo com abordagem qualitativa utilizando-se do conceito de experiência de adoecimento de <em>Byron Good.</em> A coleta de dados desenvolvida entre abril de 2013 e junho de 2014, foi mediante entrevistas abertas e semiestruturadas. Participaram do estudo 20 pessoas em diálise peritoneal ambulatorial contínua. Os dados foram gerenciados e organizados pelo Programa <em>Ethnograph</em> V6 e tratados mediante análise de conteúdo convencional. <strong>Resultados</strong>: Foram construídas três categorias: É bem difícil! Sentimentos e sensações gerados à pessoa durante a capacitação; Olhar e repetir! Processo de aprendizagem durante a capacitação no hospital; e Participação da família na capacitação. <strong>Conclusão</strong>: As pessoas com doença renal crônica apresentaram diversos sentimentos e sensações relacionados à condição clínica, emocional e social, influenciando de forma negativa o processo de aprendizagem, realizado pelo enfermeiro, para diálise peritoneal.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/644 Behavior profile and life habits of men in the face of masculinity / Perfil de comportamento e hábitos de vida de homens frente à masculinidade / Perfil de comportamiento y hábitos de vida de los hombres ante la masculinidad 2020-11-26T01:07:24+00:00 Daiana Jesus da Hora, Suzicléia Elizabete de Jesus Franco, Marcos Vinicius Costa Santos, Fernando Riegel, Alisséia Guimarães Lemes, Elias Marcelino Rocha reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> avaliar o perfil de comportamento e hábitos de homens frente à masculinidade.&nbsp; <strong>Método:</strong> descritivo exploratório de abordagem quantitativa, com 61 funcionários masculinos em uma empresa de grande porte num município do Vale do Araguaia, região da Amazônia legal no Mato Grosso, Brasil. A coleta de dados ocorreu por entrevista, a partir do uso do questionário do Ministério da Saúde “Descubra que tipo de homem você é” que foi avaliado por estatística descritiva no programa Epi Info versão 3.5.1. <strong>Resultados:</strong> constatou-se que 38% raramente consome legumes e verduras; em contrapartida 20% afirmaram consumir doces e alimentos gordurosos diariamente. Sobre o sono, 51% dos entrevistados afirmaram que tem somente até 6 horas de sono por noite. Quanto à atividade física 38% relataram que não praticam, 41% pratica 3 vezes por semana e 21% pratica mais de 3 vezes por semana. Em relação às bebidas de alcoólicas 57% fazem o consumo moderado, e 10% afirmaram serem tabagistas. Com relação à última visita aos serviços de saúde 53% relatam ter realizado há 1 ano, 74% afirmaram que se deslocam ao serviço de saúde somente em caso de doença. <strong>Conclusões:</strong> observou-se que os homens não aderem à prevenção de doenças..</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/645 Dimensioning of violence: analysis of notification / Violência dimensionada: análise da notificação / Violencia escalada: análisis de notificaciones 2020-11-26T01:11:07+00:00 Cléa Adas Saliba Garbin, Tânia Adas Saliba, Fernando Yamamoto Chiba, Artênio José Ísper Garbin reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>realizar um levantamento epidemiológico das notificações de violência registradas no Departamento Regional de Saúde de São Paulo, Brasil, instituição responsável por 40 municípios do noroeste paulista. <strong>Metodologia:</strong> trata-se de um estudo transversal, com pesquisa no banco de dados do Departamento Regional de Saúde de São Paulo, analisando fichas de notificação de acidentes e violências, no período de 2013 a 2015. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (Processo n° 2007-01343). <strong>Resultados:</strong> dos 133.537 atendimentos identificados, somente 153 foram registrados como violência; sendo 53,3% das vítimas mulheres; 45,1% de 20 a 34 anos; 48,7% brancos; 39,87% solteiros; 52,94% dos casos ocorreram em ambiente residencial; 47,71% deles entre 18:01 e 24:00 horas; 91,5% das ocorrências foram encaminhadas para as delegacias por meio de profissionais da área da enfermagem. Uma gama significativa das formas de violência, por despreparo ou desconhecimento do profissional, não é devidamente registrada, impedindo a formulação de novas políticas para o seu combate. <strong>Conclusão:</strong> a maioria das notificações de violência eram de vítimas mulheres, jovens, brancas e solteiras; com ocorrência em ambiente residencial no período noturno; e os encaminhamentos para delegacias foram realizados principalmente por técnicos de enfermagem.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/646 Exposure and vulnerability of the elderly to hiv/aids in sexual practice / Exposição e vulnerabilidade do idoso ao HIV/ aids na prática sexual / Exposición y vulnerabilidad de los ancianos al VIH/ SIDA en la práctica sexual 2020-11-26T01:15:33+00:00 Layana Pachêco de Araújo Albuquerque, Lenise Rayanne de Moraes Guimarães, Isaura Danielli Borges de Sousa, Natália Pereira Marinelli, Lívia Maria Nunes de Almeida, Francisca Miriane de Araújo Batista reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>analisar a vulnerabilidade dos idosos ao HIV/AIDS na prática sexual. <strong>Metodologia:</strong> trata-se de um estudo com abordagem quantitativa com estatística descritiva. A população deste estudo foi composta por idosos, residentes em Floriano-PI, com registro nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) pesquisadas. A amostra foi limitada a 289 idosos. Aplicou-se um formulário de pesquisa. A coleta de dados iniciou-se após autorização do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Piauí (CAAE: 43174015.0.0000.5214). <strong>Resultados:</strong> quanto à dificuldade no uso do preservativo, 230 (79,58%) idosos dizem ter dificuldades e 69 (20,41%) dizem que não. O uso de preservativo, embora reconhecido por 132 (45,67%) idosos como meio de prevenção, não é frequentemente utilizado por essa população. Apenas 16 (5,53%) idosos responderam que sempre usam preservativo durante as relações sexuais. A televisão (70,0%), seguida pelo rádio (40,0%), amigos ou família (11,0%) e o centro de saúde (15,0%) são fontes de informação. <strong>Conclusão:</strong> os idosos tornam-se vulneráveis à exposição ao HIV/AIDS porque não possuem informações seguras, o suficiente para construir conhecimento adequado. Dessa forma, os profissionais de saúde e os administradores públicos devem se unir na busca de fortalecer as políticas públicas.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/647 Humanized care in the context of the intensive therapy unit: nursing team comprehensions / Cuidado humanizado no contexto da unidade de terapia intensiva: compreensão da equipe de enfermagem / Atención humanizada en el contexto de la unidad de terapia int 2020-11-26T01:19:26+00:00 Cláudia Aldeana Muniz de Sousa, Sergiane Maia Maciel, Orquideia da Silva Fernandes, Laise Sousa Siqueira, Flávia Ferreira Monari reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>compreender a percepção da equipe de enfermagem em relação ao cuidado humanizado prestado ao adulto na Unidade de Terapia Intensiva de um Hospital Público no município de Imperatriz-MA. <strong>Metodologia:</strong> trata-se de uma pesquisa descritiva caracterizada por abordagem qualitativa, ancorada na Análise Temática proposta por Minayo. A coleta de dados foi realizada mediante entrevista semiestruturada realizada com 30 profissionais de enfermagem, nos meses de abril e maio de 2019. <strong>Resultados:</strong> os resultados mostraram que os profissionais de enfermagem associaram o significado do cuidado humanizado ao cuidado que envolve: a totalidade do paciente, empatia, comunicação, tratamento com respeito, carinho e conforto. Emergiram três categorias: Cuidado Holístico de Enfermagem, Cuidado Humanizado de Enfermagem e Desafios no processo do Cuidado Humanizado. <strong>Conclusão:</strong> concluiu-se que o cuidado humanizado para ser considerado precisa estar alicerçado nos princípios e diretrizes da Política Nacional de Humanização e deve envolver pacientes, trabalhadores e gestores, sendo necessário que os gestores forneçam condições favoráveis para que a equipe de enfermagem possa prestar o cuidado humanizado de forma integral, atendendo os pacientes em todas as dimensões, dessa forma favorecendo a qualidade do atendimento na Unidade de Terapia Intensiva.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/648 Transmission and prevention of HIV / AIDS: what is the knowledge of the elderly about the subject? / Transmissão e prevenção do HIV/Aids: qual o conhecimento dos idosos sobre a temática? / Transmisión y prevención del VIH / SIDA: ¿cuál es el conocimiento 2020-11-26T01:23:22+00:00 Jaqueline Nogueira Costa, Fernanda Moura Borges, Ana Klisse Silva Araújo, Laura Maria Feitosa Formiga, Édina Araújo Rodrigues Oliveira, Eveline Fontes Costa Lima reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> analisar o conhecimento dos idosos sobre a transmissão e a prevenção do HIV/aids. <strong>Metodologia:</strong> estudo transversal e descritivo, com abordagem quantitativa, realizado com 115 idosos entrevistados de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) da zona urbana no município de Picos no ano de 2016. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista estruturada, utilizando-se dois questionários, um referente à caracterização sociodemográfica e outro adaptado da literatura QHIV3I. Utilizou-se o programa estatístico Statistical Package for the Social Sciences versão 20.0 para análise de dados.<strong> Resultados:</strong> Quanto ao conhecimento, 54,8% dos idosos afirmaram que o HIV é o causador da aids, 56,5% afirmaram que a aids não tem cura e 93,9% relataram que é tratável. Em relação à transmissão, 60,9% afirmaram ser por meio de fômites e 93% através da relação sexual. Sobre prevenção, 80,9% reconheceram o uso do preservativo como preventivo. Houve ainda correlação significativa entre vulnerabilidade e escolaridade. <strong>Conclusão:</strong> identificar o conhecimento dos idosos permite avaliar de maneira subjetiva os riscos que esta população está exposta.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/649 Environmental risk factors, prevalence and consequences of falls in the elderly's home / Fatores de risco ambientais, prevalência e consequências de quedas no domicílio de idosos / Factores de riesgo ambiental, prevalencia y consecuencias.. 2020-11-26T01:26:09+00:00 Edivani Rodrigues dos Santos Gonçalves, Ana Carolina Macri Gaspar Vendramini, Akeisa Dieli Ribeiro Dalla Vechia, Rosemeiry Capriata Souza Azevedo, Annelita Almeida Oliveira Reiners reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> identificar a prevalência de quedas, suas consequências e os fatores de risco ambientais para quedas de idosos residentes na comunidade. <strong>Metodologia:</strong> estudo transversal, com amostra por conveniência de 120 idosos cadastrados em uma equipe de Estratégia de Saúde da Família do município de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil. A coleta de dados se deu por meio de entrevista no domicílio com a aplicação de um questionário sociodemográfico e outro sobre quedas e fatores de risco ambientais. Foi realizada uma análise descritiva. <strong>Resultados:</strong> A maioria dos idosos era do sexo masculino (73,33%), com idade entre 60-69 anos (52,50%). Uma parte deles (16,67%) relatou ter caído nos últimos 12 meses, e entre os que tiveram queda, resultaram em hematomas (94,44%) ou escoriações (72,22%). Os fatores de risco ambientais para quedas encontrados foram: ausência de piso antiderrapante no banheiro (70,00%); ausência de iluminação nos corredores que ligam ao banheiro (50,83%); revestimentos irregulares e tapetes soltos (27,50%). <strong>Conclusão:</strong> A prevalência de quedas foi 16,67%, das quais a maioria dos idosos teve consequências leves. O ambiente domiciliar encontrado apresentava fatores de risco potenciais para quedas.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/652 Music as a strategy to promote man’s health / A música como estratégia para promover a saúde do homem / La música como una estratégia para promover la salud del hombre 2020-11-26T01:46:21+00:00 Jeane Barros de Souza, Simone Dos Santos Pereira Barbosa, Ângela Urio, Emanuelly Luize Martins, Daniela Savi Geremia, Ivonete Ivonete Teresinha S. Buss Heidemann reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Compreender as percepções de homens, participantes do canto coral, sobre o conceito de saúde e a utilização da música como instrumento para promover saúde. <strong>Metodologia:</strong> Trata-se de uma pesquisa descritiva, exploratória, qualitativa, proveniente das ações do programa de extensão que aponta a promoção da saúde por meio do canto coral, do curso de Enfermagem de uma universidade pública do sul do Brasil. Contou-se com 10 homens, participantes de um coral do litoral catarinense. A coleta dos dados ocorreu com o apoio do grupo focal e a análise dos dados foi por meio da análise de conteúdo. <strong>Resultados:</strong> Para os homens, a saúde envolve o bem-estar emocional, inserção na comunidade e cuidados com alimentação. A música proporciona alívio do stress, equilíbrio emocional, expressão de sentimentos e qualidade do sono. O canto coral possibilita a convivência, superação, apoio mútuo e empatia, promovendo a saúde dos envolvidos. <strong>Considerações Finais: </strong>A música, em específico o canto coral, é uma ferramenta que pode ser utilizada pela Enfermagem para a promoção da saúde, sendo uma tecnologia simples, criativa e de baixo custo.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/650 Characterization of people with intestinal stomas hospitalized in private hospital / Caracterização de pessoas com estomas intestinais internadas em hospital privado / Caracterización de personas con estomas intestinales internadas en hospital privado 2020-11-26T01:34:24+00:00 Junias Cordeiro dos Santo, Miguir Terezinha Vieccelli Donoso, Alexandre da Silveira Sete, Lilian Kelly Barbosa Lima, Selme Silqueira de Matos, Iolanda Miranda de Aguilar reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> caracterizar a clientela com estomas intestinais de eliminação em hospital privado de capital brasileira. <strong>Metodologia:</strong> estudo descritivo, retrospectivo, transversal e analítico. Os dados foram coletados em prontuários eletrônicos. Trinta pessoas compuseram a amostra. As variáveis contínuas foram analisadas na forma descritiva. As variáveis categóricas foram apresentadas como frequências absolutas e relativas. Para as variáveis “idade” e “dias de internação” foi calculada a correlação de Pearson. <strong>Resultados:</strong> a maioria das pessoas com estomas intestinais internadas era do sexo masculino (53,0%), média de idade de 59 anos, casada (63,0%), ativa no mercado de trabalho (86,0%), procedente de cidades do interior do estado, tendo o câncer colorretal como doença de base (88,0%), metade portadora de ileostomia e a outra metade de colostomia. <strong>Conclusão:</strong> o estudo possibilitou caracterizar a clientela em questão. Contribuiu com dados que favoreçam a sistematização da assistência de enfermagem. Houve como limitante a falta de registro da escolaridade de vários pacientes.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/651 Evolution of suicide mortality according to death mechanisms - 2001-2015 / Evolução da mortalidade por suicídio segundo os mecanismos de morte – 2001-2015 / Evolución de la mortalidad por suicidio según los mecanismos de muerte - 2001-2015 2020-11-26T01:37:49+00:00 Cyntia Meneses de Sá Sousa, Márcio Dênis Medeiros Mascarenhas, Patricia Viana Carvalhedo Lima, Juliane Danielly Santos Cunha, Malvina Thais Pacheco Rodrigues reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Descrever as características da mortalidade por suicídio segundo mecanismos de morte em Teresina-Piauí no período 2001-2015.<strong> Metodologia: </strong>Utilizaram-se dados disponíveis no sítio eletrônico do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS). Selecionaram-se os óbitos por lesões autoprovocadas voluntariamente (CID-10 X60-X84) de residentes em Teresina (≥10 anos de idade). Calcularam-se taxas de mortalidade e distribuição proporcional dos óbitos segundo características sociodemográficas e mecanismos utilizados. Verificaram-se associações estatísticas pelo teste do qui-quadrado a nível de significância de 0,05. <strong>Resultados: </strong>A maioria dos suicídios ocorreu no sexo masculino (73,3%), entre 20 e 39 anos (53,8%), negros (73,9%), menor escolaridade e casados (p&lt;0,001). O domicílio foi o local de maior ocorrência (74,2%). Enforcamento e arma de fogo foram mais utilizados pelos homens, envenenamento e precipitação pelas mulheres (p&lt;0,001). A taxa de suicídio aumentou entre os homens (+19,6%) e diminuiu entre as mulheres (-12,2%).<strong> Conclusão: </strong>O suicídio em Teresina predominou em homens e adultos jovens, sendo o enforcamento o meio mais utilizado. Conhecer as características e os meios utilizados para autoextermínio pode ser útil para a elaboração de estratégias de prevenção do óbito, assim como para orientação das equipes de saúde para intervenção diante de tentativas de suicídio.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/654 Relationship between coping strategies, dimensions of burnout syndrome and life quality in medical students / Relação entre estratégias de coping, dimensões da síndrome de burnout e qualidade de vida em estudantes de medicina / Relación entre estrategias 2020-11-26T02:08:17+00:00 Rafaella do Carmo Ribeiro, Milena Nunes Alves de Sousa reufpi@gmail.com <p>Objetivo: correlacionar as estratégias de enfrentamento, dimensões de Burnout e qualidade de vida em estudantes de Medicina. Metodologia: pesquisa transversal, descritiva e correlacional. Amostra não probabilística intencional, representada por 76,66% do universo. Aplicaram-se três instrumentos validados: Inventário de1 Estratégias de Coping, Maslach Burnout Inventory - Students Survey e World Health Organization of Life-Bref. Os dados foram analisados a partir de estatística descritiva, Correlações de Pearson e regressão linear múltipla com método Stepwise. Resultados: a estratégia fuga e esquiva teve correlação negativa com os aspectos psicológico e social de qualidade de vida, ao contrário da resolução de problemas e reavaliação positiva que demonstraram correlação positiva. Quanto às dimensões de Burnout, confronto e afastamento mostraram relação positiva com exaustão emocional e descrença. Fuga e esquiva correlacionou-se positivamente apenas com descrença, enquanto resolução de problemas correlacionou-se de forma negativa. Reavaliação positiva associou-se à eficácia profissional positivamente. Conclusão: todas as dimensões da síndrome de Burnout foram afetadas pela utilização das estratégias de enfrentamento e os aspectos da qualidade de vida mais comprometidos por essas estratégias envolveram o psicológico e social dos alunos.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/653 Family members' knowledge about home care for children with hunter syndrome / Conhecimento de familiares sobre cuidados domiciliares à criança com síndrome de Hunter / Conocimiento de los miembros de la familia sobre la atención domiciliaria de niños con 2020-11-26T02:04:44+00:00 Lidyane Rodrigues Oliveira Santos, Adrícylla Gomes Santos, Kelson Antonio Oliveira Santos, Regilane Barros, Grazielle Silva, Agostinho Araujo reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>avaliar o conhecimento dos familiares quanto aos cuidados em domicílio à criança com síndrome de Hunter. <strong>Metodologia:</strong> estudo descritivo exploratório qualitativo, realizado por meio de entrevistas com familiares de crianças com síndrome de Hunter, entre em março e abril de 2016 em hospital infantil público de ensino em Teresina-PI.<strong> Resultados: </strong>observou-se um déficit no conhecimento dos pais, ligado diretamente ao grau de instrução dos mesmos, e como consequência nos cuidados prestados as crianças. Notou-se também a dificuldade de definir o diagnóstico correto em consequência da raridade da doença, o desconhecimento dos profissionais sobre a síndrome, a falta de centros de saúde especializados e a dificuldade da família perante o diagnóstico. <strong>Conclusão:</strong> para que haja uma extensão do cuidado em todas as suas dimensões, em especial no domicilio, necessárias se fazem políticas efetivas que possam diminuir os mais diversos desconfortos ocasionados pela doença crônica, além de investimentos em capacitação profissional para rápido diagnóstico, tratamento e para que ocorra efetivo reconhecimento e cuidado por parte dos familiares em seu domicilio.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/655 Knowledge of the team nursing about deep venous thrombosis: subsidies for educational technology / Conhecimento da equipe de enfermagem sobre trombose venosa profunda: subsídios para tecnologia educacional / Conocimiento del equipo de enfermería acerca de 2020-11-26T02:11:53+00:00 Marcelly Rodrigues Pessoa, Mailma Costa de Almeida, Elizabeth Teixeira, Gisele dos Santos Rocha, Aderlaine da Silva Sabino, Eidie Souza de Queiroz reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Analisar o conhecimento da equipe de enfermagem sobre trombose venosa profunda com vistas a produção de tecnologia educacional. <strong>Metodologia:</strong> Estudo exploratório com abordagem qualitativa, realizado em hospital do norte do Brasil, por meio de questionário e entrevista semiestruturada, de fevereiro a junho de 2019, com 12 profissionais de centro cirúrgico, clínica cirúrgica, sala de recuperação pós-anestésica. Análise de conteúdo do tipo temática. Aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. <strong>Resultados:</strong> Dentre os enfermeiros (seis), o mesmo quantitativo dos sexos feminino e masculino, idade entre 26 e 41 anos; tempo de trabalho de 01 há 13 anos. Em relação aos técnicos de enfermagem (seis), todos do sexo feminino, idade entre 25 e 43 anos, de 01 há 6 anos de atuação. Emergiram cinco temas: trombose venosa profunda; fatores de risco; complicações; procedimentos que prejudicam a mobilidade; cuidados pós-operatórios com os pacientes de risco. Dos temas elaborou-se o quadro de convergências entre temas e evidências para subsidiar a construção de tecnologia educacional. <strong>Conclusão:</strong> enfermeiros e técnicos de enfermagem demostraram ter entre conhecimento adequado e parcialmente adequado, o que indica a necessidade de tecnologia educacional para a equipe de enfermagem.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/656 Abortion: a situational analysis / Abortamento: uma análise situacional / Aborto: un análisis situacional 2020-11-26T02:15:05+00:00 Antônia Deiza Rodrigues de Carvalho, Polyana Cabral da Silva, Ana Carolina Rodrigues da Silva, Ana Carla Marques da Costa, Joanne Thalita Pereira Silva, José Eduardo Barbosa Saraiva reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo</strong>: analisar a situação de abortamentos ocorridos em uma maternidade pública.<strong> Metodologia: </strong>estudo descritivo, documental, retrospectiva e transversal, com abordagem quantitativa, realizado em uma maternidade pública de referência no município de Caxias – Maranhão. A população foi composta por 147 mulheres admitidas na maternidade com diagnóstico de abortamento. As informações foram coletadas nos prontuários na referida maternidade, utilizando um formulário. Os dados foram analisados com base em frequências absolutas e percentuais. O estudo foi submetido e aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Estadual do Maranhão sob número de parecer 3.446.360.<strong> Resultados: </strong>a maioria das mulheres estudadas tinham entre 20 e 34 anos; eram casadas; residiam na zona rural; não desenvolviam trabalho remunerado; tinham entre 1 e 9 anos de estudo; não haviam iniciado acompanhamento pré-natal; eram multíparas, sem histórico de abortamentos e estavam no primeiro trimestre de gestação. Os abortamentos foram classificados em sua maioria como incompletos e o procedimento mais realizado foi a curetagem.<strong> Conclusão: </strong>o abortamento constitui-se um importante problema de saúde pública, fazendo-se necessário, o desenvolvimento de políticas públicas com ênfase na prevenção de gravidez indesejada, adequado planejamento familiar e captação precoce da gestante para acompanhamento pré-natal.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/657 Correlation between the type of footwear with physical changes in diabetic feet / Correlação entre o tipo de calçado com alterações físicas em pés de diabéticos / Correlación entre el tipo de calzado con cambios físicos en los pies diabéticos 2020-11-26T02:18:34+00:00 José William Araújo do Nascimento, Edjôse Ciríaco Santana Silva, Geicianfran da Silva Lima Roque, Manoel Luiz Ferreira Júnior, Suzane Brust de Jesus reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> verificar a correlação entre o tipo de calçado com alterações cutâneas, musculoesqueléticas e neurolológicas em pés de diabéticos de uma Unidade de Saúde da Família.<strong> Metodologia: </strong>trata-se de um estudo descritivo, realizado entre setembro de 2018 a julho de 2019 com 106 usuários diabéticos. O exame físico envolveu os sistemas cutâneo, musculoesquelético e neurológico. Quanto a neurológica verificou-se a sensibilidade tátil à pressão por meio de monofilamentos de 10g e a sensibilidade dolorosa por meio do teste de sensação de picadas. Os calçados também foram avaliados por meio de parâmetros pré-estabelecidos. Os dados foram analisados por meio do <em>Statistical Package for the Social Sciencies</em> através do teste Qui-quadrado com correção de Yates. CAAE: 65743417.8.0000.5206; número do parecer (2.009.766). <strong>Resultados: </strong>verificou-se que a idade mediana dos participantes foi 64,3 anos. 69,81% dos avaliados portavam calçados inadequados e parcialmente adequados. Destes, 36,4% tinham calos (p-valor: 0,006), 10,3% haviam perdido a sensibilidade tátil à pressão e em 9,4% a sensibilidade dolorosa estava ausente (p-valor: 0,003). <strong>Conclusão: </strong>&nbsp;verificou-se que o uso de calçados inadequados associado a neuropatia diabética periférica e às alterações cutâneas, aumentam o risco de ulceração, instalando um quadro de pé diabético.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/658 Microbiological analysis of water in public schools in Marabá, Pará / Análise microbiológica da água em escolas públicas de Marabá, Pará / Análisis microbiológico del agua en escuelas públicas de Marabá, Pará 2020-11-26T02:21:55+00:00 Elis Rejaine Rodrigues Borges, Sidnei Cerqueira dos Santos, Ana Cristina Viana Campos reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo</strong>: analisar a qualidade microbiológica da água de cinco escolas públicas da cidade de Marabá-PA e correlacionar com possíveis fatores de desigualdades sociais em saúde no entorno dessas escolas. <strong>Metodologia:</strong> as análises microbiológicas foram realizadas em cinco escolas públicas no interior do Pará, usando a técnica do número mais provável, associado a registro das características do entorno das escolas. O teste T Student foi utilizado para verificar as diferenças entre os resultados microbiológicos da água entre as escolas em que houve contaminação e também para testar as diferenças entre a vulnerabilidade socioambiental urbana no entorno das escolas e a contaminação da água. <strong>Resultados:</strong> observaram-se diferenças estatisticamente significantes entre as escolas E3 e E5 no teste para coliformes totais (p=0,043) e termotolerantes (p=0,008). A partir das condições de vulnerabilidade socioambiental urbana no entorno a escolas, encontrou-se diferenças estatisticamente significativas entre as escolas apenas em relação às condições de saneamento (p=0,05). <strong>Considerações Finais:</strong> as condições microbiológicas da água utilizada em duas escolas são insatisfatórias, o que indica risco à saúde para alunos, professores e funcionários das escolas.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/659 Profile of calls and drivers involved in motorcycle accidents by the mobile emergency service / Perfil dos atendimentos e dos condutores envolvidos em acidentes com motocicletas pelo serviço de atendimento móvel de urgência / Perfil de llamadas y conduc 2020-11-26T02:45:02+00:00 Gelson Scheffer da Silva, Márcia Dornelles Machado Mariot, Fernando Riegel larissaaal@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Verificar o perfil dos atendimentos e dos condutores de motocicletas envolvidos em acidentes de trânsito atendidos pelo Serviço de atendimento móvel de urgência de um município da região metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. <strong>Método:</strong> Estudo quantitativo do tipo transversal, documental e retrospectivo. A amostra foi composta por 263 boletins de atendimentos referentes ao ano de 2018. A análise foi realizada por meio de banco de dados eletrônico e com o auxílio do programa <em>SPSS </em>versão 21.0. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa sob CAEE: 07074818.5.0000.5665. <strong>Resultados:</strong> O gênero masculino foi mais prevalente em 6% se comparado às mulheres com 23,5%. Houve destaque para a colisão em 88,5%, destes apenas 15,5% com necessidade do suporte avançado de vida. <strong>Conclusões: </strong>a partir da identificação do perfil dos atendimentos e das vítimas será possível realizar o atendimento clínico e enfoque na educação permanente com esse objetivo, além de elaborar políticas públicas e servindo de base para o planejamento de metas com vistas à redução deste problema de saúde pública no Brasil.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/660 Cardiovascular Diseases: Modified Risk Factors for in Women Quilombolas / Doenças Cardiovasculares: Fatores de Risco Modificáveis para em Mulheres Quilombolas / Enfermedad Cardiovasculares: Factores de Riesgo Modificables en Mujeres de Quilombolas 2020-11-26T02:52:09+00:00 Rivane Sousa da Silva, José de Ribamar Ross, Auricelia Costa Silva, Nayara Cavalcante Silva, Raimunda Thays Cardoso dos Santos, Raísa Rocha Lúcio reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Analisar a ocorrência de fatores de risco para doenças cardiovasculares em mulheres de área quilombola no povoado Nazaré do Bruno de Caxias – MA. <strong>Métodos: </strong>Trata-se de um estudo descritivo com abordagem quantitativa realizado com 57 mulheres quilombolas do povoado Nazaré do Bruno, zona rural da cidade de Caxias-MA. Utilizou-se um formulário estruturado para coleta de dados, realizada de junho a julho de 2017. Para investigação foi utilizada análise estatística descritiva simples. Todas as participantes do estudo assinaram um termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE) o estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética da Universidade Estadual do Maranhão com CAAE 53142216.4.0000.5554.&nbsp; <strong>&nbsp;Resultados: </strong>A análise dos dados mostrou que a população estudada apresenta baixo perfil socioeconômico, com predomínio da etnia negra, com idades entre 46 e 65 anos, que possuem hábitos de vida social que os tornam suscetíveis ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares. As mulheres participantes desta investigação apresentam riscos para o aparecimento de doenças cardiovasculares (DCV), os fatores relacionados a esta afirmação são baseados nos achados referentes ao cenário de vulnerabilidade em que essas mulheres se encontram. <strong>Conclusão:</strong> Nesse sentido, são necessárias políticas públicas que ofereçam atenção diferenciada a essas mulheres.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/661 Characterization of sleep and daytime sleepiness in medical students at a university / Caracterização do sono e sonolência diurna em estudantes de medicina de uma universidade / Caracterización del sueño y la somnolencia diurna en estudiantes de medicina 2020-11-26T02:59:00+00:00 Francisco Ribeiro Picanço Júnior, Edrian Werner Carvalho, Camila de Almeida Silva, Luana Carla Lima de Almada, Wilke Souza Menezes, Juarez de Souza reufpi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo:</strong> caracterizar a qualidade do sono, associando-a a presença de sonolência diurna excessiva em estudantes de medicina do primeiro ao quarto ano. <strong>Metodologia:</strong> pesquisa baseada em estudo de natureza quantitativa, transversal, descritiva e analítica. O local de aplicação foi a Universidade do Estado do Pará, campus Santarém, com uma amostra total de 112 alunos, 72 do ciclo básico e 40 do ciclo clínico. Foram coletados dados gerais, seguidos do Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh e Escala de Sonolência de Epworth. O estudo obedeceu aos preceitos éticos de pesquisa com seres humanos. <strong>Resultados:</strong> 68,2% dos estudantes aderiram à pesquisa, prevalecendo o gênero masculino (56,2%), acadêmicos com menos de 22 anos (50,9%) e estudantes do ciclo básico (64,2%). Aproximadamente 65% da amostra qualidade do sono comprometida e 47% apresentaram sonolência diurna excessiva. Foram verificadas associações estatísticas entre qualidade do sono e ciclo básico e entre qualidade do sono e sonolência diurna. <strong>Conclusão: </strong>ser um aluno do ciclo básico aumenta a probabilidade de baixa qualidade do sono em até 3 vezes, além de que alunos com má qualidade do sono têm aproximadamente 2,5 vezes mais chances de terem sonolência diurna excessiva.</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/662 Family experiences of pediatric cancer patients using vascular catheters/ Experiências familiares de pacientes pediátricos oncológicos em uso de cateter vascular/ Experiencias familiares de pacientes pediátricos con cáncer utilizando catéteres vasculare 2020-11-26T03:04:42+00:00 Luana Otoni Blanc, Luciana Nabinger Menna Barreto, Éder Marques Cabral, Luiza Maria de Oliveira Braga Silveira reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Conhecer as experiências dos familiares de pacientes oncológicos pediátricos internados e em uso de cateter vascular. <strong>Metodologia:</strong> Trata-se de um estudo qualitativo e de natureza descritiva-exploratória. Participaram do estudo 20 familiares, cuidadores de pacientes oncológicos pediátricos. A coleta de dados foi realizada por meio de quatro encontros de grupos focais. A transcrição das falas dos familiares foi realizada. A análise de conteúdo foi utilizada para a análise dos grupos conforme referencial teórico de Olabuénaga. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa do hospital sob o nº CAAE 65328017.0.0000.5683<strong>. Resultados:</strong> Tendo em vista a análise das entrevistas transcritas, foi possível a formação de dois eixos temáticos: “transformações na rotina familiar” e “experiências com cateteres vasculares de média e longa permanência”. <strong>Conclusões:</strong> Os esforços dos familiares cuidadores para desenvolverem um bom cuidado aos pacientes são de natureza variada. Os familiares apontaram fatores facilitadores e dificultadores que os ajudaram a conviver e a enfrentar o tratamento em relação aos cuidados de acessos vasculares. Os resultados apontaram que as mudanças na rotina familiar implicam em desgaste do cuidador.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/665 Old orthopedic trauma index in a referral hospital/ Índice de trauma ortopédico no idoso em hospital de referência/ Antiguo índice de trauma ortopédico en un hospital de referencia 2020-11-27T23:14:55+00:00 Leonam Cassiano Ferreira de Bitencourt Ferreira, Paulo Rodrigues Cunha de Andrade, Camilo Eduardo Almeida Pereira, João Alberto Ramos Maradei Pereira reufpi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo:</strong> analisar os índices de traumas ortopédicos, nos idosos em um Hospital de Referência na cidade de Belém PA. <strong>Metodologia: </strong>trata-se de estudo descritivo, retrospectivo. Os dados foram coletados por meio do Sistema Estatístico de Internação Hospitalar do Hospital Maradei em Belém do Pará. Foi analisado 1516 idosos internados no ano de 2017. <strong>Resultados:</strong> Dentre os participantes a maioria é do sexo feminino 70,2%, apresentavam uma faixa etária variável de 60 a 109 anos, com prevalência de idades de&nbsp; 60 a 69 anos 39,70%, realizou-se uma analise do tipos de fraturas que mais acometem&nbsp; a população idosa, verificou-se que relação à&nbsp; área&nbsp; do corpo, o fêmur sobressaiu com 37,5%, porém quando analisado por localização anatômica a maior incidência é das fraturas distal do radio 28%, bem como também representa a fratura mais reincidente 18,2%. <strong>Conclusão:</strong> Observou-se que as fraturas acometidas dos idosos do estudo, divergem quando comparado com a literatura, uma vez que a incidência ocorrem nas fraturas distal do radio em detrimento das fraturas de colo de fêmur, isso ocorre tanto nos idosos que se fraturam pela primeiramente vez quanto os idoso reincidente de fratura.</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/666 Anthropometric variables in hypertensive and/or diabetic patients registered in a hyperdia program / Variáveis antropométricas em pacientes hipertensos e/ou diabéticos cadastrados em um programa hiperdia / Variables antropométricas en pacientes hiperten 2020-11-27T23:19:57+00:00 Edrian Werner Carvalho, Francisco Ribeiro Picanço Júnior, Jean Augusto de Sousa Tavares, Lucas Carneiro Silva, Marcus Matheus Lobato de Oliveira, Luiz Fernando Gouvêa e Silv reufpi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo</strong>: Analisar o Índice de Massa Corporal (IMC) e Circunferência Abdominal (CA) em pacientes cadastrados no Programa Hiperdia de uma Unidade Básica de Saúde no município de Santarém – PA. &nbsp;<strong>Metodologia:</strong> Estudo quantitativo, descritivo e analítico em uma Unidade Básica de Saúde da Família de Santarém-Pará. Foram coletados dados antropométricos (altura, peso e circunferência abdominal) de 66 pacientes atendidos pelo programa Hiperdia no período de 10 a 17 de Outubro de 2017 após aprovação pelo Comitê de Ética. A análise estatística foi feita por meio do software Bioestat 5.3®. <strong>Resultados</strong>: Os resultados demonstraram prevalência do gênero feminino (72,7%) e de idosos (54,5%). 65,2% estavam com sobrepeso ou obesidade pela análise do IMC.&nbsp; Foi constatado, também, que 75,8% dos pacientes apresentaram uma circunferência abdominal inadequada. A análise estatística revelou associação significativa entre idade e IMC, sendo os pacientes abaixo de 60 anos com maior risco de sobrepeso e obesidade, e entre gênero e circunferência abdominal inadequada, sendo as mulheres mais susceptíveis. <strong>Conclusão: </strong>Maior parte da população estudada apresenta anormalidades nas variáveis antropométricas. Ocorreu, portanto, educação em saúde orientando a respeito do alto risco advindo das doenças crônicas não transmissíveis e a sua associação com o excesso de peso.</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/667 Early neonatal mortality and assistance to women and newborns in a public maternity hospital / Mortalidade neonatal precoce e a assistência às mulheres e aos recém-nascidos em uma maternidade pública / Mortalidad neonatal precoz y la asistencia a las muje 2020-11-27T23:25:47+00:00 Maria Izabel Cristina Silva do Nascimento, Caique Veloso, Thais Gomes Falcão, Emanuela Gomes Falcão refupi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo: </strong>analisar a mortalidade neonatal precoce e a assistência ofertada à mulher e ao recém-nascido em uma maternidade pública de Fortaleza, Ceará. <strong>Metodologia:</strong> estudo documental e descritivo, realizado em uma maternidade de Fortaleza. Procedeu-se mediante análise das fichas individuais de investigação de óbito neonatal precoce, notificados no serviço entre janeiro de 2014 e dezembro de 2018. Os dados foram analisados estatisticamente no software <em>Statistical Package for Social Sciences</em>. O projeto foi aprovado pelo Comitê da Ética em Pesquisa do Hospital Geral Dr. César Cals, sob parecer 3.073.569. <strong>Resultados: </strong>no período de janeiro de 2014 a dezembro de 2018, foram notificados 466 casos de mortalidade neonatal precoce. Houve predomínio de mães provenientes do interior, com idade entre 18 e 24 anos, pardas e solteiras. A maioria era primigesta, gestação única, realizou menos de seis consultas pré-natais, teve parto vaginal, sem uso do partograma e com uso de medicações. Quanto às condições de nascimento dos recém-nascidos, a maioria apresentou baixo peso ao nascer e idade gestacional menor que 37 semanas.<strong> Conclusão: </strong>os resultados revelaram características determinantes da mortalidade neonatal precoce, as quais estão relacionadas à mãe e à assistência pré-natal, ao parto e ao recém-nascido.</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/668 Elderly frailty in a social center / Fragilidade de idosos em um centro de convivência / Fragilidad de ancianos en un centro social 2020-11-27T23:30:53+00:00 Sarah Giulia Bandeira Felipe, Camila Evangelista de Sousa Oliveira, Cynthia Roberta Dias Torres Silva, Maria do Livramento Fortes Figueiredo, Márcia Teles de Oliveira Gouveia reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> avaliar a fragilidade clínico-funcional de idosos participantes de um centro de convivência. <strong>Metodologia:</strong> estudo com delineamento transversal, com 216 idosos de um centro de convivência em Teresina – PI. A coleta de dados ocorreu no período de abril a agosto de 2018, por meio do uso de um questionário para caracterização sociodemográfica e clínica, escala de fragilidade de Edmonton, escala de Autopercepção de Saúde. O estudo obedeceu às normas da n°. 466/2012, sob parecer nº 3.131.094/ 2019, do comitê de ética em pesquisa da Universidade Federal do Piauí-UFPI. <strong>Resultados:</strong> constatou-se que 30,1% dos idosos são aparentemente vulneráveis, 11,6% possuem fragilidade leve, 1,4% fragilidade moderada e 2,3% apresentam fragilidade grave. As características sociodemográficas (renda individual e renda familiar) associaram-se a fragilidade clínico-funcional (p=0.001). <strong>Conclusão:</strong> Os resultados deste estudo demonstraram que a maioria dos idosos avaliados&nbsp; frequentadores do grupos de convivência foram classificados como não frágeis, o que se deve em maior parte pelos hábitos saudáveis adotados pela coletividade estudada, tais como a prática de atividade física regular e a não adoção de comportamentos nocivos a saúde.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/669 Quality of life of people with arterial hypertension / Qualidade de vida de pessoas com hipertensão arterial / Calidad de vida de las personas con hipertensión 2020-11-27T23:40:08+00:00 Denize Evanne Lima Damacena, Laila Caroline Leme da Silva, Luisa Helena de Oliveira Lima, Ana Larissa Gomes Machado, Jaciane Santos Marques, Ana Roberta Vilarouca da Silva reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo</strong>: Analisar a qualidade de vida dos pacientes com hipertensão arterial atendidos em um serviço público de saúde. <strong>Metodologia</strong>: estudo transversal analítico realizado com três unidades básicas de saúde na cidade de Teresina-Piauí. A população foi constituída por todos os pacientes com diagnóstico de hipertensão arterial, na qual obteve- se uma amostra de 322 pacientes. A coleta ocorreu nos meses de abril a junho de 2018, com o uso de três instrumentos, o Mini-Questionário de Qualidade de Vida em Hipertensão Arterial (Minichal), o World Health Organization Quality of Life-Bref (Whoqol-Bref) e um formulário socioeconômico. <strong>Resultados: </strong>Os dados mostraram que 62,4% eram mulheres, 48,1% com idade entre 40 a 59 anos, 53,7% com ensino fundamental incompleto. Observa-se que o fator de risco cardiovascular diabetes mellitus prevaleceu na amostra com 39,4%.&nbsp;&nbsp; Para o Minichal, o domínio estado mental apresentou melhor média e para o <em>Whoqol</em>-<em>Bref</em> o domínio psicológico obteve melhor média, indicando melhor qualidade de vida para estes domínios. <strong>Conclusão</strong><strong>:</strong> Os achados deste estudo mostram que a amostra estudada apresentou índices altos de qualidade de vida para os dois instrumentos.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/670 Stress coping strategies used by maternity nurses / Estratégias de enfrentamento do estresse utilizados por enfermeiros em maternidade / Estrategias de afrontamiento del estrés utilizadas por las enfermeras de maternidade 2020-11-27T23:47:14+00:00 Márcia Daiane Ferreira da Silva, Márcia Teles de Oliveira Gouveia, Márcia Astrês Fernandes, Rosana Dos Santos Costa reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> identificar as estratégias de <em>coping </em>utilizadas pelos enfermeiros a fim de diminuir os fatores estressantes que os afetam diariamente. <strong>Metodologia: </strong>Estudo descritivo de amostragem não probabilística com enfermeiros definitivos que trabalham a mais de um ano em uma maternidade pública no Nordeste do Brasil. Os participantes responderam: um questionário sociodemográfico, o Inventário de Estresse de Enfermagem e o Inventário de Estratégias de <em>Coping</em>. <strong>Resultados: </strong>maioria do sexo feminino, entre 40-50 anos, casados e com filhos. Os profissionais tinham entre 5 e 10 anos de tempo de trabalho e uma jornada de trabalho na instituição de 30 horas semanais. Os fatores que mais causaram estresse foram os intrínsecos ao trabalho e a estratégia de enfrentamento mais utilizada foi o tipo de suporte social.<strong> Conclusão:</strong> Apesar dos resultados deve-se considerar a subjetividade dos participantes deste estudo e o quanto a mesma pode interferir nas respostas e na própria percepção do estresse. O estudo contribui diretamente para os enfermeiros que atuam em ambientes hospitalares, incluindo maternidades, já que ajuda a refletir sobre o estresse e a buscar pela redução dos estressores.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/671 Implementation of the strategy breastfeeds and feeds Brazil: tutors' perceptions / Implementação da estratégia amamenta e alimenta Brasil: percepções dos tutores / Implementación de la estrategia amamanta y alimenta Brasil.. 2020-11-27T23:58:14+00:00 Márcia Dornelles Machado Mariot, Lílian Cordova do Espirito Santo, Fernando Riegel reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> conhecer as percepções do tutor da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil com relação à implementação da estratégia no município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. <strong>Metodologia:</strong> trata-se de um estudo qualitativo do tipo exploratório descritivo. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, sob CAAE: 34170014.8.3001.5338. A coleta de dados foi realizada mediante entrevista semiestruturada com 13 tutores. Para a análise foi utilizada a técnica de análise de conteúdo. <strong>Resultados:</strong> Identificou-se a existência de fragilidades no que se refere ao papel do tutor que também necessita de maior apoio da gestão, a fim de desempenhar seu papel, além disso, verificou-se a necessidade de educação permanente dos profissionais que atuam nas unidades de saúde. <strong>Considerações finais:</strong> para o êxito da implementação da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil é necessário o fortalecimento do papel do tutor, a educação permanente das equipes de saúde e a priorização da estratégia no plano municipal de saúde.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/672 Quality of life of hypertensive patients accompanied by a family health strategy team / Qualidade de vida de hipertensos acompanhados por uma equipe da estratégia saúde da família / Calidad de vida de hipertensos acompañados por un equipo.. 2020-11-28T00:02:27+00:00 Lorena Brandão Oliveira de Abreu, Nytale Lindsay Cardoso Portela Lindsay Cardoso Portela, Jociara Gomes de Lima, Paulo Henrique de Andrade Cunha, Maressa Thayse dos Santos Saraiva, Joane Lopes Silv reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Avaliar a qualidade de vida de pacientes hipertensos acompanhados por uma equipe da Estratégia Saúde da Família. <strong>Metodologia:</strong> Estudo descritivo, quantitativo realizado com 150 hipertensos de uma Unidade Básica de Saúde de Caxias-MA. Utilizou-se dois instrumentos: um questionário estruturado e o instrumento Medical Outcomes Study 36 - Item Short - Form Health Survey (SF-36) de qualidade de vida. Os dados obtidos, foram analisados no software <em>Statistical Package for the Social Sciences</em>. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética com número 1.872.621. <strong>Resultados: </strong>77,3% eram mulheres, com idade de 60 anos ou mais (74,7%), casadas (37,4%), da cor parda (42,0%), com renda média igual a 1 salário mínimo (60,0%) e ensino fundamental incompleto (33,5%). 79,3% não consomem bebidas alcoólicas, 48,0% não fumam, 54,0% praticam atividade física e 50,0% não seguiam dieta. 36,0% foram diagnosticados no período entre 6 a 10 anos, 92,0% faziam tratamento, 52,2% do tipo medicamentoso exclusivo. Os sujeitos apresentaram maiores escores de qualidade de vida para os domínios Aspectos Sociais, Saúde Mental, Capacidade Funcional e Aspectos Emocionais. <strong>Conclusão</strong>: A hipertensão arterial provoca impacto negativo na qualidade de vida, sendo importante tratá-la e colocar em prática um estilo de vida saudável, evitando assim o comprometimento da mesma.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/673 Factors associated with the development of breastfeeding in the first hour of life / Fatores associados ao desenvolvimento da amamentação na primeira hora de vida / Factores asociados al desarrollo de la amamentación.. 2020-11-28T00:07:36+00:00 Antônia Deiza Rodrigues de Carvalho, Polyana Cabral da Silva, Ana Carolina Rodrigues da Silva, Luisa Helena de Oliveira Lima reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> analisar os fatores associados ao desenvolvimento da amamentação na primeira hora de vida. <strong>Metodologia: </strong>estudo descritivo, transversal, com abordagem quantitativa, realizado num Hospital público de referência do município de Picos-PI. A população foi composta por 587 mães cuja crianças foram nascidas vivas durante o ano de 2015. Para coletar os dados foi utilizado um formulário. Para análise estatística foi utilizado o Programa Statistical Package for Social Sciences, os testes T de Student, teste de Qui-Quadrado de Pearson, teste de Fisher, Razão de Verossimilhança e Odds Ratio. Para todos os testes, foi considerado o valor de p&lt;0,05. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal do Piauí sob número de parecer 1.144.279. <strong>Resultados:</strong> os resultados mostraram que a prevalência da amamentação na primeira hora de vida ocorreu em quase dois terços das mães, sendo 90% maior entre mulheres de parto vaginal quando comparadas às de parto cesariana; e 70% maior entre as mulheres que residiam na zona rural, quando comparadas às da zona urbana. <strong>Conclusão:</strong> os resultados sugerem que os fatores relacionados à assistência ao parto e as zonas de moradia, são os que exercem maior influência sobre o início oportuno da amamentação.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/674 Expectations, sentiments and living of parents of children with severe hematological problems / Expectativas, sentimentos e vivências de pais cuidadores de crianças com problemas hematológicos severos / Expectativas, sentimientos y experiencias de los c 2020-11-28T00:15:41+00:00 Jaline Oliveira Medeiros, André Luiz Dantas Bezerra, Milena Nunes Alves de Sousa reufpi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo: </strong>Analisar as expectativas, sentimentos e vivências de pais cuidadores de crianças com problemas hematológicos severos.<strong> Metodologia: </strong>Pesquisa de campo com abordagem qualitativa, realizada na Clínica Escola de uma Universidade da Paraíba. Participaram oito pais cuidadores de crianças acometidas por problemas hematológicos com repercussões clínicas. As informações foram colhidas a partir de entrevista estruturada e a análise dos dados foi feita mediante técnica de análise de conteúdo, estabelecendo-se cinco categorias: “Mudanças na vida dos pais cuidadores”, “Sentimentos expressos”, “Impactos da doença”, “Enfrentamento das dificuldades” e “Perspectivas”.<strong> Resultados: </strong>Verificou-se que o adoecimento da criança acometida por patologia hematológica severa atinge toda a família, sobretudo sobrecarregando a mãe nesse processo de cuidado, pois a figura materna encontra-se totalmente voltada ao filho, impossibilitando-a de exercer outras funções e até mesmo adoecendo-a. Portanto, a rede de apoio é tida como peça fundamental, tanto para o doente quanto ao cuidador.<strong> Considerações finais: </strong>O estudo é um alerta aos profissionais de saúde para que prestem assistência as crianças, mas também olhem para os cuidadores, pois enfrentam problemas psicossociais decorrentes do enfrentamento da doença do filho(a). Especial atenção para as mães, figura primeira nesse cuidar.</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/675 Central catheter insertion protocol: accession of the multidisciplinary team / Protocolo de inserção de cateter central: adesão da equipe multiprofissional / Protocolo de inserción de cateter central.. 2020-11-28T00:21:58+00:00 Aline Maiane Silva dos Santos, Sônia Maria de Araújo Campelo, Wenysson Noleto dos Santos, Delmo de Carvalho Alencar, Ítalo Arão Pereira Ribeiro reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> identificar e descrever a taxa de adesão da equipe de saúde composta por médico, enfermeiro e técnico de enfermagem ao protocolo de inserção de cateter central na Unidade de Terapia Intensiva.<strong> Metodologia:</strong> estudo observacional-sistemático, com abordagem quantitativa, realizado com 28 profissionais da equipe multiprofissional de um Hospital Público de Teresina, por meio de formulário estruturado, que possibilitou a coleta e análise dos dados em relação a adesão ou não da equipe, ao protocolo de inserção de cateter central, analisados estatisticamente e apresentados por meio de tabela. Utilizou-se a análise univariada que permite a análise de cada variável separadamente com intervalo de confiança de 95% e margem de erro de 5%. <strong>Resultados:</strong> demonstraram que a adesão às medidas chegou a 100% com relação a algumas medidas de barreira, porém apresentou taxas baixas com relação a técnica de curativo estéril, 31.2%. <strong>Conclusão:</strong> as ações preconizadas pelo protocolo alcançaram em sua maioria, boas taxas de adesão da equipe, porém com relação ao uso de curativo estéril para o cateter, faz-se necessário um reforço nas ações de educação e incentivo à equipe, em especial de enfermagem.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/676 Knowledge of pregnant women about exclusive breastfeeding / Conhecimento de gestantes acerca do aleitamento materno exclusivo / Conocimiento de mujeres embarazadas sobre lactancia.. 2020-11-28T00:26:29+00:00 Clariane Ramos Lobo, Amanda Soares Ribeiro, Laís Cristina da Cunha Silva, Thaís Moura de Ataídes reufpi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo:</strong> Compreender o nível de conhecimento de gestantes em relação às práticas de aleitamento materno exclusivo em Unidades Básicas de Saúde na cidade de Formosa/Goiás. <strong>Metodologia:</strong> Trata-se de uma pesquisa qualiquantitativa, que descreve o conhecimento de gestantes sobre as práticas de aleitamento materno exclusivo. O estudo contou com uma amostra de 50 gestantes, sendo estas entrevistadas no dia de consulta pré-natal. Foi aplicado um questionário estruturado, validado, sobre conhecimentos e práticas em aleitamento materno exclusivo. Utilizou-se o pacote de recursos e técnicas estatísticas do programa Microsoft Excel 2010 para a análise dos dados, a frequência e proporção, apresentando-os por meio de figuras. A pesquisa foi autorizada pelo Comitê de Ética do Centro Universitário do Distrito Federal, sob o número 66323617.0.0000.5650, Plataforma Brasil. <strong>Resultados:</strong> Grande parte das gestantes relatou já ter recebido informações referentes ao Aleitamento Materno Exclusivo, contudo, em alguns momentos as respostas eram conflituosas, trazendo a impressão de que ainda era preciso abordar pontos cruciais sobre o tema. <strong>Conclusão: </strong>Apesar de demonstrarem algum conhecimento sobre o Aleitamento Materno Exclusivo, algumas gestantes apresentaram informações desencontradas ou confusas sobre o tempo de duração ou o que era o Aleitamento Exclusivo...</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/677 Drug treatment and quality of life in hypertensive patients / Adesão ao tratamento medicamentoso e qualidade de vida entre hipertensos / El tratamiento con medicamentos y la calidad de vida.. 2020-11-28T00:30:51+00:00 Gabriela da Silva Rosa, Luana Savana Nascimento de Sousa Arruda, Tatiana Victória Carneiro Moura, Açucena Leal de Araújo, Ionara Holanda de Moura, Ana Roberta Vilarouca da Silva reufpi@gmail.com <table class="data" width="100%"> <tbody> <tr valign="top"> <td class="label">&nbsp;</td> <td class="value"> <p><strong>Objetivo: </strong>Investigar a adesão ao tratamento medicamentoso e a qualidade de vida dos hipertensos atendidos na Estratégia Saúde da Família.<strong> Metodologia: </strong>Estudo descritivo e transversal, realizado com 105 hipertensos de uma Unidade Básica de Saúde, por meio de um formulário, composto por itens que avaliaram os dados socioeconômicos, adesão medicamentosa, adesão/vínculo, e qualidade de vida. A análise se deu por testes ANOVA-One e de Tukey. Adotou-se o nível de significância nas análises de 5% e intervalo de confiança de 95%. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa, Universidade Federal do Piauí, parecer nº 2.244.618.<strong> Resultados: </strong>Observou-se que 70,5% dos participantes eram do sexo feminino. Em relação à adesão medicamentosa 46,7% dos hipertensos apresentavam baixa adesão, quanto adesão e vínculo, 88,6% relataram adesão satisfatória. Acerca da qualidade de vida, observou-se maior comprometimento dos domínios psicológico e meio ambiente.<strong> Conclusão: </strong>O estudo contribui com a identificação de que a não adesão medicamentosa interfere diretamente na qualidade de vida dos hipertensos. Nesse contexto, os profissionais da saúde precisam estar qualificados, para tornar as medidas preventivas mais eficazes e rotineiras na atenção primária, com promoção da assistência de qualidade que estimule o autocuidado das pessoas com hipertensão quanto ao tratamento.</p> </td> </tr> </tbody> </table> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/678 Burnout syndrome in nursing professionals in a neonatal intensive therapy unit / Síndrome de burnout em profissionais da enfermagem de uma unidade de terapia intensiva neonatal / Sindrome de burnout en profesionales de enfermería de una unidad de terapia 2020-11-28T00:35:00+00:00 Fernanda Gomes da Silva Silva, Vladimir Araújo da Silva, Julia Trevisan Martins, Miderson Andrei de Souza Santana, Beatriz Maria dos Santos Santiago Ribeiro reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> determinar a incidência de síndrome de <em>burnout</em> em profissionais da Enfermagem de uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. <strong>Metodologia:</strong> trata-se de um estudo quantitativo, realizado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal de um hospital no norte do Paraná, nos meses de maio a julho de 2016. Os dados foram coletados por meio de instrumentos que contemplou a caracterização sociodemográfica e do <em>Maslach Burnout Inventory</em> para a síndrome <em>de burnout</em> e organizados em planilhas do programa Excel® e analisados por meio da Lógica Paraconsistente, média e desvio padrão. <strong>Resultados:</strong>&nbsp; participaram do estudo 20 profissionais do sexo feminino, com idade média de 30,9 anos, das quais 60% apresentaram alto nível de exaustão emocional, 95% apresentaram baixo nível de despersonalização, e 100% apresentaram alto nível de realização profissional, descaracterizando a presença do <em>burnout</em>. <strong>Conclusão:</strong> com base nos achados dessa pesquisa, sugere-se a implementação de ações que busquem diminuir a exaustão emocional, com o intuito de maximizar a saúde mental dos profissionais da Enfermagem.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/679 Visit in the intensive therapy unit: perspectives of patients and family / Visita na unidade de terapia intensiva: perspectivas de pacientes e familiares / Visita en la unidad de terapia intensiva: perspectivas de pacientes y familiares 2020-11-28T00:38:56+00:00 Ritiely Fernanda dos Santos Queiroz, Verusca Soares de Souza, Maria Antônia Ramos Costa, João Lucas Campos de Oliveira, Gabriella Michel dos Santos Benedetti, Aline Barbieri reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>analisar a visita na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na perspectiva de pacientes e familiares. <strong>Metodologia</strong>: estudo qualitativo, realizado em hospital do noroeste do Paraná. Realizou-se busca no mês de maio de 2018 através da análise de prontuários dos pacientes pós-alta da UTI e seus respectivos familiares. Obteve-se nove entrevistas, oriundas de três pacientes e seis familiares. As entrevistas foram transcritas e submetidas a análise de conteúdo. <strong>Resultados</strong>: O tempo médio de internação foi de 15 dias. Emergiram três categorias: “<em>Percepções prévias à visita na UTI-A</em>”, que destaca o preconceito e a falta de informação em relação ao ambiente e o prognóstico dos pacientes; “<em>Sentimentos positivos frente à visita na UTI-A</em>”, a qual compreende a sensação de segurança, diminuição do estresse e da ansiedade após a visita no setor, apresentando, ainda, a religiosidade como ponto de fortalecimento; “Organização <em>da visita como determinante da experiência</em>”, a qual destaca que a orientação dos familiares acerca da unidade diminuía o desconforto com a visita. Ademais, relataram a insatisfação com os horários de visitação. <strong>Considerações finais</strong>: Apesar de sentimentos prévios vinculados ao medo, associado à hostilidade da UTI, a visita é percebida positivamente pelos pacientes e familiares, e pode ser facilitada/melhorada por meios...</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/680 Clinical characteristics of pressure-injured patients treated by the nurse / Características clínicas de pacientes com lesão por pressão atendidos pelo enfermeiro / Características clínicas de los pacientes con lesiones por presión tratados.. 2020-11-28T00:43:17+00:00 Aglauvanir Soares Barbosa, Rita Mônica Borges Studart, Juliana Maria Costa de Mesquita, Luis Rafael Leite Sampaio reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> avaliar as condutas de enfermagem para os pacientes com lesão por pressão no período de internação hospitalar. <strong>Metodologia:</strong> estudo com abordagem quantitativa transversal, retrospectivo. Realizado em um hospital público de atenção secundária. A população do estudo foi constituída por todos os prontuários dos pacientes internados nas unidades hospitalar durante o período da coleta, que ocorreu de fevereiro a abril de 2017. A amostra foi constituída por 254 prontuários. <strong>Resultados:</strong> foram avaliados dados demográficos, patologias, presença de lesão de pele e os cuidados. Em relação a unidade de internação, 159 (62,6%) eram provenientes das clínicas médicas e 10 (3,9%) da unidade de Acidente Vascular Cerebral. <strong>Conclusão:</strong> pode-se concluir, que a equipe de enfermagem, exerce um papel fundamental e de muita importância, na prevenção e no tratamento das feridas. Em relação as variáveis clínicas a maioria dos casos ocorreu entre homens, com idade entre 65 e 79 anos, a maioria era proveniente das clínicas médicas, com diagnóstico variados, seguidos por infecção e como conduta especializada prevaleceu o desbridamento enzimático.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/681 Health in School Program: an analysis of health actions / Programa Saúde na Escola: uma análise das ações de saúde* / Programa Salud en la Escuela: un análisis de las acciones sanitarias 2020-11-28T00:49:44+00:00 Lúcia de Fátima da Silva Santos, Tauani Zampieri Cardoso, Mayane Carneiro Alves Pereira, Maria José Bistafa, Leandra Andréia de Sousa, Osmar de Oliveira Cardoso reufpi@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>analisar a implementação do Programa Saúde na Escola, a partir das ações de saúde na escola, valendo-se da perspectiva dos enfermeiros da Equipes de Saúde da Família e gestores de educação da cidade de Teresina, Piauí, Brasil<strong>. Método:</strong> Realizamos um estudo de análise de implementação com abordagem qualitativa, envolvendo os gestores das escolas e os enfermeiros das equipes de Saúde da Família. A seleção dos participantes deste estudo foi intencional. Para a coleta de dados, utilizamos a entrevista semiestruturada, realizada por uma única pesquisadora. &nbsp;<strong>Resultados:</strong> As narrativas indicam limites na evolução da atenção integral à saúde do escolar e no alcance dos objetivos vislumbrados pelo PSE. A presença de escolas ao lado das unidades de saúde é referida como um fator que facilita o diálogo, a criação de vínculos e a realização de ações entre os dois setores. <strong>Conclusão:</strong> As poucas ações existentes são desarticuladas, predominantemente centradas na dimensão biológica, preventivas e protagonizadas pelo setor saúde.</p> 2020-11-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista de Enfermagem da UFPI