A FORMAÇÃO PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA NO CURSO DE PEDAGOGIA: pensando em práticas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26694/epeduc.v6i1.4199

Palavras-chave:

Pedagogia, Ensino de Geografia, Formação metodológica, Geografia crítica, Anos iniciais do Ensino Fundamental

Resumo

O artigo problematiza a formação para o ensino de Geografia no curso de Pedagogia, considerando a perfil do egresso deste curso e suas necessidades profissionais. A defesa de aspectos fundamentais para essa formação se faz a partir de estudos bibliográficos e aponta como fundamentais: a) A opção política pela Geografia crítica; b) O ensino das categorias da Geografia crítica; c) O ensino de instrumentos geográficos de pesquisa e estudo do espaço: d) A articulação dos conceitos (práticos e conceituais) para o ensino de Geografia nos anos iniciais. Esses elementos sustentam uma proposta de formação, elaborada a partir de Santos (2008, 2012, 2014), Saviani (1996, 2012), Leontiev (1978). Apresenta-se também a análise do percurso formativo de uma turma do curso, a partir desse esquema. As informações foram colhidas a partir de questionários e discutidos considerando a análise de conteúdo. Verificou-se que os objetivos pretendidos para a formação para o ensino de Geografia foram parcialmente atingidos. Indica-se a continuidade da análise dos resultados da turma e do método de ensino.

Referências

ALMEIDA, R. D. Cartografia Escolar. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2008.

ALMEIDA, R. D. O desenho ao mapa: iniciação cartográfica na escola. 4. ed. São Paulo: Contexto, 2009.

BEZERRA DA SILVA, A. L. Geografia e Educação Inclusiva. Revista Educação Geográfica em Foco, Rio de Janeiro, v. 4, n. 8, p. 1-5, outubro 2020.

BRASIL. Resolução CNE/CP n.º 1/2006. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura, Brasília, 16 maio 2006. Disponível em http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf. Acesso em: 10 de ago. de 2022.

BRASIL. Resolução CNE/CP n.º 02/2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior e para a formação continuada, Brasília, 01 julho 2015. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=136731-rcp002-15-1&category_slug=dezembro-2019-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 10 de ago. de 2022.

BRASIL. Resolução CNE/CP n.º 2/2017. Institui e orienta a implantação da Base Nacional Comum Curricular, a ser respeitada obrigatoriamente ao longo das etapas e respectivas modalidades no âmbito da Educação Básica, Brasilía, 22 dezembro 2017. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=79631-rcp002-17-pdf&category_slug=dezembro-2017-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 10 de ago. de 2022.

BRASIL. Resolução CNE/CP Nº 2. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica e institui a Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica (BNC-Formação), Brasília, 20 dezembro 2019. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=135951-rcp002-19&category_slug=dezembro-2019-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 10 de ago. de 2022.

CALLAI, H. C. A geografia e a escola: muda a geografia? Muda o ensino? Terra Livre, São Paulo , n. 16, p. 133-152, 1° semestre 2001. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/index.php/terralivre/article/view/353/335. Acesso em: 15 de set. de 2022.

CALLAI, H. C. Aprendendo a ler o mundo: a geografia nos anos iniciais do ensino fundamental. Caderno Cedes, Campinas, v. 25, n. 66, p. 227-247, 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ccedes/a/7mpTx9mbrLG6Dd3FQhFqZYH/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 20 de set. de 2022.

CAVALCANTI, L. D. S. Geografia, escola e construção de conhecimentos. 8. ed. Campinas-SP: Papirus, 1998.

CAVALCANTI, L. D. S. O ensino de geografia na escola. Campinas, SP: Papirus, 2012.

CAVALCANTI, L. D. S.; SOUZA, V. C. D. A formação do professor de Geografia para atuar na educação cidadã. Anais XIII Coloquio Internacional de Geocrítica. Barcelona: Universidade de Barcelona. 2014. p. 1-16. Disponível em: https://www.ub.edu/geocrit/coloquio2014/Lana%20de%20Souza.pdf. Acesso em: 10 de nov. de 2022.

CHAUÍ, M. Escritos sobre a universidade. São Paulo: Unesp, 2001.

CHIAPETTI, D. C. O ensino das relações topológicas com crianças dos anos iniciais do ensino fundamental I. 2018. p. 111. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Francisco Beltrão, PR. 2018.

CLAUDINO, S. Escola, educação geográfica e cidadania territorial. In: XIII Coloquio Internacional de Geocrítica. Barcelona: Universidade de Barcelona. 5. 2014, Barcelona, Anais... Barcelona, 2014, p. 1-9. Disponível em: https://www.ub.edu/geocrit/coloquio2014/Sergio%20Claudino.pdf. Acesso em: 12 de nov. de 2022.

CONTRERAS, J. A autonomia de professores. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

DUARTE, N. A anatomia do homem é a chave da anatomia domacaco: A dialética em Vigotski e em Marx e aquestão do saber objetivo na educação escolar. Educação e Sociedade, São Paulo, v. 21, n. 71, p. 79-115, julho 2000. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/GkhgksVWNhmjD6DnxtxdwsM/?lang=pt. Acesso em: 29 de out. de 2022.

EVANGELISTA, A. M. et al. Fundamentos de Didática da Geografia. 2. ed. Teresina: EDUFPI, 2016.

FRANCISCHETT, M. N. A cartografia no ensino de geografia: a aprendizagem mediada. Cascavel: EDUNIOESTE, 2004.

GALEANO, E. O livro dos abraços. Tradução de Eric Nepomuceno. 9. ed. Porto Alegre: L&PM, 2002.

GIROUX, H. A. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Tradução de Daniel Bueno. Porto Alegre: Artmed, 1997.

GOERGEN, P. Universidade e responsabilidade social. In: LOMBARDI, J. C. Temas de pesquisa em educação. Campinas: Autores Associados, 2003. Cap. 1, Parte III, p. 101-122.

LACOSTE, Y. A Geografia – isso serve, em primeiro lugar, para fazer a guerra. 19. ed. Campinas: Papirus, 2012.

LEONTIEV, A. N. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Livros Horizonte, 1978.

LIBÂNEO, J. C. O ensino da Didática, das metodologias específicas e dos conteúdos específicos do ensino fundamental nos currículos dos cursos de Pedagogia. Revista Brasileira Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 91, n. 229, p. 562-583, set/dez 2010. Disponível em: http://rbep.inep.gov.br/ojs3/index.php/rbep/article/view/2892/2627. Acesso em: 04 de nov. de 2022.

LIBÂNEO, J. C. A teoria do ensino para o desenvolvimento humano e o planejamento de ensino. Educativa, Goiânia, v. 19, n. 2, p. 353-387, mai/ago 2016. Disponivel em: <http://seer.pucgoias.edu.br/index.php/educativa/article/view/5391/2954>. Acesso em: 15 abril 2021.

MAZZAROLLO, T. R. Sinalizando a cartografia para dar sentido na geografia para surdos. 2017. 170 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Francisco Beltrão, 2017.

MONTIBELLER-FILHO, G. O mito do desenvolvimento sustentável: meio ambiente e custos sociais no moderno sistema de produtor de mercadorias. Florianópolis: Ed. Da UFSC, 2001.

PONTUSCHKA, N. N.; PAGANELLI, T. I.; CACETE, N. H. Para ensinar e aprender geografia. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

PORTELINHA, Â. M. S.; BORSSOI, B. L.; SBARDELOTTO, V. S. Diretrizes Curriculares Nacionais N. 02 de 2019: a possível dissolução do curso de Pedagogia. Formação em Movimento - Revista da ANFOPE, Campinas, v. 3, n. 5, p. 92-113, jan/jun 2021. Disponível em: http://costalima.ufrrj.br/index.php/FORMOV/article/view/769/1061. Acesso em: 15 de nov. de 2022.

SANTOS, M. Da totalidade ao lugar. 1. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008.

SANTOS, M. Por uma Geografia Nova: da crítica da Geografia a uma Geografia Crítica. 6. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2012.

SANTOS, M. Espaço e Método. 5. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2014.

SAVIANI, D. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 11. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 1996.

SAVIANI, D. A pedagogia no Brasil: história e teoria. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

SBARDELOTTO, V. S. O ensino de geografia para os anos iniciais do ensino fundamental na formação do pedagogo. 2020. 259 f, Tese (Doutorado em Geografia). Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Francisco Beltrão, 2020.

SBARDELOTTO, V. S.; FRANCISCHETT, M. N. Ensinar Geografia é uma questão de concepção de método. Revista Brasileira De Educação Em Geografia, Campinas, v. 12, n. 22, p. 05-23, Março 2022a. Disponível em: https://revistaedugeo.com.br/revistaedugeo/article/view/1131/575. Acesso em: 20 de set. de 2022.

SBARDELOTTO, V. S.; FRANCISCHETT, M. N. Uma análise sobre o percurso formativo para o ensino de Geografia no curso de Pedagogia. Revista Geoaraguaia, Araguaia, v. 12, n. especial, p. 16-141, outubro 2022b. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/geo/article/view/13609/11573. Acesso em 30 de out. de 2022.

TIBOLA, M. A linguagem cartográfica no ensino e aprendizagem de geografia para alunos cegos. 2016. 155 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Oeste do Parana, Francisco Beltrão, 2016.

Downloads

Publicado

2023-04-18

Como Citar

SBARDELOTTO, Vanice Schossler. A FORMAÇÃO PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA NO CURSO DE PEDAGOGIA: pensando em práticas . Epistemologia e Práxis Educativa - EPEduc, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 01–27, 2023. DOI: 10.26694/epeduc.v6i1.4199. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/epeduc/article/view/4199. Acesso em: 18 jul. 2024.