Death in the intensive therapy unit: nursing perceptions / A morte na unidade de terapia intensiva: percepções da enfermagem / Muerte en la unidade de terapia intensiva: percepciones de enfermería

Autores

  • Maria Aliny Pinto da Cunha, Elizângela Pereira da Silva Santos, Maria Tamires Alves Ferreira, Luciana Stanford Baldoino, Ana Maria Santos da Costa, Aclênia Maria Nascimento Ribeiro Faculdade IESM

Palavras-chave:

Morte, Unidade de Terapia Intensiva, Enfermagem, Emoções, Percepção

Resumo

Objetivo: analisar as percepções dos profissionais da enfermagem sobre o processo morte e morrer na unidade de terapia intensiva. Método: trata-se de um estudo descritivo de abordagem qualitativa realizado com 15 profissionais de enfermagem das unidades de terapia intensiva de um hospital de médio porte da cidade de Teresina-PI. Utilizou-se uma entrevista semiestruturada e a análise de conteúdo e categoria temática para interpretação dos dados. O trabalho foi aprovado pelo comitê de ética sob o número 2.977.810. Resultados: o profissional da enfermagem depara-se com sentimentos de medo, dor, fracasso e tristeza perante o óbito dos pacientes. Tais sentimentos podem mudar conforme o tempo de experiência profissional, temporalidade dos óbitos, relação com familiares e estratégias de enfrentamento da morte. Conclusão: os entrevistados apresentaram diferentes reações ao ser abordado a temática, contudo, nota-se que os profissionais não estão preparados para lidar com esse processo, o que pode influenciar na qualidade da assistência ao paciente e seus familiares.

Downloads

Publicado

2020-11-29

Como Citar

Maria Aliny Pinto da Cunha, Elizângela Pereira da Silva Santos, Maria Tamires Alves Ferreira, Luciana Stanford Baldoino, Ana Maria Santos da Costa, Aclênia Maria Nascimento Ribeiro. (2020). Death in the intensive therapy unit: nursing perceptions / A morte na unidade de terapia intensiva: percepções da enfermagem / Muerte en la unidade de terapia intensiva: percepciones de enfermería. Revista De Enfermagem Da UFPI, 9(1). Recuperado de http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/642

Edição

Seção

Original