Protagonism of nursing in times of covid-19: heroes? / Protagonismo da enfermagem em tempos de covid-19: heróis? / Protagonismo de la enfermería en tiempos de covid-19: héroes?

Autores

  • Marcelino Maia Bessa, Layane da Silva Lima, Samara Wiliane dos Santos Silva, Joyce Oliveira de Souza, Mônica Silva de Bessa, Rodrigo Jácob Moreira de Freitas Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Palavras-chave:

Infecções por Coronavirus, Pessoal de saúde, Enfermagem

Resumo

Objetivo: refletir sobre o protagonismo da enfermagem como “heróis” no enfrentamento da pandemia. Metodologia: artigo de reflexão baseado na literatura cientifica, bem como no site do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). Resultados: a imagem atual da Enfermagem ainda se perpetua, a relação direta com a religião, submissão e silêncio, que faz alusão às atividades iniciais da profissão realizadas em instituições de devoção em que a abnegação em prol do cuidado com o próximo era peculiar. Com o “boom” do covid-19, a enfermagem passou de desprestigiada para protagonistas.Recebendo, inclusive, uma salve de palmas, chamando-os de “heróis” e “anjos”. Contudo, é preciso que enxerguem a enfermagem como uma categoria vital à saúde, que necessita de regulamentação na sua jornada de trabalho. Considerações finais: assim sendo, o olhar tem que ir além de heróis e da distribuição de palmas, vendo-a como profissão baseada na ciência que merece valorização e melhores condições de trabalho. Além disso, enfatizando a necessidade da construção da autonomia e sua notoriedade cientifica.

Downloads

Publicado

2020-11-29

Como Citar

Marcelino Maia Bessa, Layane da Silva Lima, Samara Wiliane dos Santos Silva, Joyce Oliveira de Souza, Mônica Silva de Bessa, Rodrigo Jácob Moreira de Freitas. (2020). Protagonism of nursing in times of covid-19: heroes? / Protagonismo da enfermagem em tempos de covid-19: heróis? / Protagonismo de la enfermería en tiempos de covid-19: héroes?. Revista De Enfermagem Da UFPI, 9(1). Recuperado de http://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/612

Edição

Seção

Reflexão